domingo, 28 de junho de 2020

Goiás entra na fase mais crítica da pandemia da Covid-19



Goiás entra, a partir de agora até o final de julho, no período mais crítico da pandemia causada pelo novo coronavírus. Para equilibrar o número de casos com a capacidade de atendimento hospitalar, o governador Ronaldo Caiado convoca para uma videoconferência, nesta segunda-feira, dia 29, a partir das 8 horas.

A reunião será com prefeitos e representantes dos poderes Legislativo e Judiciário goianos. A imprensa poderá acompanhar o encontro que será online.

De acordo com Caiado, são necessárias novas ações para que não faltem leitos de UTI aos goianos. Ele lembra que as medidas duras tomadas em março, quando se tornou o primeiro governador a baixar a quarentena no País, foram determinantes para que cerca de três mil vidas fossem poupadas, segundo apontou recente estudo divulgado pela Universidade Federal de Goiás (UFG).

Ainda de acordo com o governador, como o Supremo Tribunal Federal (STF) garantiu aos municípios a prerrogativa de deliberar e agir para conter a disseminação da Covid-19, é preciso que todos estejam cientes do quadro que Goiás vive.

“É momento de todos refletirem e assumirem responsabilidades. Não adianta um prefeito fazer a tarefa de casa, e outro liberar tudo [comércio, festas etc.]. As ações têm que ser unânimes”, defendeu Caiado. Se nada for feito, alertou, a média de mil casos/dia, pode dobrar para dois mil por dia.

Além do decreto de isolamento social, que levou Goiás a atingir quase 70% de atendimento a este critério, o governador atuou para estruturar os hospitais com leitos para Covid-19 no interior que, até então, só possuíam leitos de UTI em três cidades – Goiânia, Aparecida de Goiânia e Anápolis.

Hoje, com empenho do Governo de Goiás, já foram abertas dezenas de leitos pelo interior. “Temos oito novos hospitais em oito regiões e pudemos, finalmente, regionalizar a saúde no Estado”, disse. A rede estadual já conta atendimento aos pacientes goianos com Covid-19 nas cidades de Goiânia, Águas Lindas, Luziânia, Trindade, Porangatu, Catalão e Anápolis.

Já está prevista, para os próximos dias, a abertura de unidades em Itumbiara, São Luís de Montes Belos, Formosa e Jataí, e o Governo de Goiás trabalha para ampliar ainda mais, por meio de parcerias, o número de leitos no Estado.

Secretaria de Comunicação – Governo de Goiás

Nenhum comentário:

Postar um comentário