quarta-feira, 10 de junho de 2020

Operação da PF para desarticular organização de tráfico internacional de droga é realizada na Bahia e Goiás



A Polícia Federal deflagrou na manhã desta quarta-feira (10), na Bahia e em Goiás, a Operação Ikaro, que tem como objetivo desarticular uma organização criminosa especializada no tráfico internacional de drogas.

No total, 40 policiais federais cumprem sete mandados de prisão (seis preventivas e uma temporária), todas na capital baiana. Além disso, haverá sete mandados de busca e apreensão em Salvador e uma no estado de Goiás, todos expedidos pela 2ª Vara Federal da Seção Judiciária.

Por volta das 8h50, seis prisões já tinham sido concluídas. Ainda não há detalhes sobre bairros onde ocorreram as ações. A PF também não informou para onde eles foram levados.

Segundo a PF, o modus operandi principal da organização era a utilização de "mulas" para transporte de cocaína para a Europa, por via aérea, escondida nas bagagens. O homem apontado como líder da quadrilha, um baiano de 34 anos, já responde a processos por tráfico e homicídio.

Ainda de acordo com a PF, entre os meses de janeiro e fevereiro deste ano, foram realizadas sete prisões em flagrante nos Aeroportos Internacionais Luís Eduardo Magalhães, em Salvador, e Antônio Carlos Jobim, no Rio de Janeiro.Na maioria dos casos, se tratava de casais tentando transportar cocaína para Lisboa de forma oculta em suas malas. [Veja alguns casos de flagrantes, sobre o período citado, no final da matéria]

Foi a partir da semelhança do modo de atuação que fez com que a PF identificassem que se tratava de uma mesma organização criminosa em todos os casos. A polícia pontuou que todos integrantes estão sendo alvo das medidas judiciais cumpridas nesta quarta.

Além disso, a PF pontuou que, durante as investigações, foi apurado que cada “mula” recebia aproximadamente 15 mil reais, caso o transporte fosse feito com sucesso. Isso gerava um lucro superior a meio milhão de reais para a organização criminosa, dependendo da quantidade de droga transportada.

Os investigados serão indiciados pelos crimes de organização criminosa e tráfico de drogas.

Alguns flagrantes da PF entre janeiro e fevereiro deste ano na Bahia

Em janeiro, um homem de 25 anos foi preso noa aeroporto de Salvador após ser flagrado com com 2 kg de cocaína escondia na bagagem;

Em fevereiro, um casal foi preso em flagrante no Aeroporto Internacional Luís Eduardo Magalhães, em Salvador, ao tentar embarcar com mais de 8 kg de cocaína para a Alemanha;

No mesmo mês, um outro casal destino a Portugal foi preso tentando transportar 3 kg de cocaína na mala;

Ainda em fevereiro, um casal com voo para Europa foi preso com quase 13 kg de cocaína no aeroporto de Salvador;

No final de fevereiro, uma idosa foi presa no aeroporto de Salvador ao tentar embarcar com cocaína escondida em forro de casaco.

Fonte: G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário