quinta-feira, 4 de junho de 2020

Velório é interrompido após família saber que idoso morreu com coronavírus



Um idoso de 87 anos morreu com Covid-19, mas a família só ficou sabendo do diagnóstico durante o velório, em Cumari, no sudeste de Goiás. A cerimônia foi interrompida e o corpo foi enterrado logo em seguida. Os familiares foram testados e estão em isolamento.

O idoso começou a passar mal e foi levado para um hospital particular de Catalão na segunda-feira (1°). Ele não resistiu e morreu no dia seguinte. No atestado de óbito, consta que ele morreu por “pneumonia não especificada”. O corpo, então, foi levado por uma funerária, até Cumari, onde ele seria enterrado.

Segundo o prefeito da cidade, João Rios (PDT), o velório do idoso só foi autorizado pela Secretaria de Saúde porque no atestado de óbito não constava Covid-19. “Após nós liberamos o velório com várias restrições, com caixão fechado e mantendo distanciamento, a secretaria foi testar alguns exames em familiares do senhor que faleceu e testou positivo. Imediatamente nós determinamos que o velório fosse encerrado. Todas as pessoas foram colocadas de quarentena”, disse.

Ainda segundo o prefeito, enquanto era feitos os testes no velório, familiares entraram em contato com o hospital de catalão, que também fez o teste em uma amostra de sangue do idoso. O resultado foi positivo.

A reportagem entrou em contato por mensagem e email às 14h10 com o Hospital Nasr Faiad para saber o motivo do teste só ter sido feito após a morte do idoso e aguarda retorno.

As pessoas que participaram do velório estão isoladas e são monitoradas pela Secretaria Municipal de Saúde. Funcionários da funerária que fez a preparação e transporte do corpo também foram afastados. Eles não apresentaram nenhum sintoma, mas estão em casa, em quarentena. A Prefeitura de Catalão informou que deve fazer um trabalho de higienização nas ruas da cidade após a morte do idoso.

Fonte: G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário