A1

sábado, 1 de agosto de 2020

Base Caiadista avança em critérios para candidaturas nos municípios



Foi realizada neste sábado (1), reunião de representantes de 12 partidos que compõem a base do governador Ronaldo Caiado (DEM). A discussão foi para definir critérios de candidaturas entre as legendas aliadas. No encontro houve o debate relativo aos 40 maiores municípios, com exceção de Goiânia, Anápolis, Aparecida de Goiânia e Rio Verde.

Foram definidos critérios como pesquisas, capacidade de crescimento do candidato, rejeição do nome e maior poder de articulação. Lideranças que estiveram presentes na reunião relataram que o encontro começou por volta de 9 horas, passando das 13 horas e foi possível definir uma série de assuntos.

Em determinados locais a base está em desvantagem, com membros da oposição tendo vantagem. Em outros, mesmo com vantagem, mas um número maior de candidatos pode comprometer o resultado eleitoral.

“Não queremos dividir a base, até porque a oposição deve também procurar a mesma estratégia e unificar as suas candidaturas. A gente não pode correr riscos, quando o risco for menor, melhor para a base do governo que terá condições de ter apoio político do governo e não vamos usar a máquina”, afirmou o presidente do Podemos, deputado federal José Nelto.

Algumas cidades abordadas na reunião foram: Posse, Niquelândia, Porangatu, Caldas Novas, Itumbiara, Novo Gama, Valparaíso, Planaltina, Formosa, Uruaçu, Senador Canedo e Padre Bernardo.

A intenção é que a base caminhe junta na maior parte dos municípios, levando em consideração que em alguns locais há particularidades.

“Os presidentes dos partidos concordaram com a estratégia e o mínimo de candidaturas possíveis em cada cidade e dessa maneira não temos dúvida não temos que faremos a maioria dos prefeitos”, disse o presidente da Comissão Provisória do DEM de Goiânia, Lívio Luciano.

Nova reunião deve ocorrer na noite da próxima quinta-feira (6). Os partidos que compõem a base são: DEM, Avante, Cidadania, PSB, PSC, SD, DC, PDT, PRTB, PP, Podemos e Pros.

Fonte: Diário de Goiás

Nenhum comentário:

Postar um comentário