A1

sábado, 1 de agosto de 2020

Governo de Goiás pede rescisão de contrato com Instituto dos Lagos Rios responsável pela gestão da Policlínica de Posse-GO



O Governo de Goiás, através da Secretaria Estadual de Saúde, pediu a desqualificação da Organização Social Instituto dos Lagos Rios, responsável pela gestão da Policlínica de Posse, no nordeste goiano.

A desqualificação resultará na rescisão de contrato com a OS, que ainda deverá apresentar defesa.

Além da Policlínica de Posse, o Instituto Lagos Rios é responsável pela gestão dos hospitais de campanha de Águas Lindas e São Luís de Montes Belos e das Policlínicas que ainda serão inauguradas nas cidades de Quirinópolis e Goianésia.

O Instituto dos Lagos Rios foi alvo de operação do Ministério Público do Rio de Janeiro (MP-RJ) em junho, o instituto é suspeito de ter desviado R$ 9,1 milhões em contratos com fornecedores e fraudar atestados técnicos para ganhar contratos dos hospitais e unidades de pronto-atendimento que administra no Rio. Quatro pessoas foram presas na operação, mas a governo de Goiás afirma que o pedido de desqualificação não ocorre por indícios de corrupção, mas sim por "incapacidade técnico-operacional" do instituto.

A Secretaria de Saúde afirma que o Instituto Lagos tem descumpridos suas obrigações contratuais e foi alertado várias vezes, seja formalmente por notificações ou verbalmente.

Em maio, o Ministério Público de Goiás (MP-GO), recomendou o Instituto dos Lagos Rio a anulação do Processo Seletivo nº 1/2020, realizado para a contratação de profissionais para a Policlínica de Posse, no Nordeste goiano. No documento encaminhado à entidade são apontadas diversas irregularidades no certame e possíveis irregularidades nas contratações.

Se for aprovada a desqualificação do Instituto dos Lagos Rios, as Organizações Sociais que ficaram em segundo lugar nos processos das policlínicas podem ser chamadas. Já para os HCamps, haveria novas contratações emergenciais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário