sexta-feira, 21 de agosto de 2020

Ronaldo Caiado defende volta às aulas presenciais com segurança só em 2021



Em live promovida pelo Programa de Alfabetização em Regime de Colaboração, Fundação Lemann e Instituto Natura, com nove governadores, na quinta-feira (20), Ronaldo Caiado (DEM) defendeu que a volta às aulas presenciais com segurança só devem ocorrer em 2021.

“Estou muito otimista que vamos começar a produzir vacinas com um selo de garantia capaz de trazer imunidade suficiente para voltarmos o ano que vem às nossas atividades escolares”, disse.

Na quarta-feira (19), o Centro de Operações de Emergência (COE) estadual de combate ao Covid-19 definiu que as aulas presenciais só devem voltar após a queda do número de mortes diárias por coronavírus em, no mínimo, 15% durante quatro semanas e com a manutenção da ocupação de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) igual ou menor a 75%, também durante quatro semanas. No último dia 18, Goiás teve recorde de mortes em um dia, com 128 novos registros.

Caiado disse, ainda, que a Secretaria de Estado da Educação (Seduc) está dando conta de manter as aulas a distância, com o fornecimento de apostilas e atividades escolares em casa. “Mantemos o ritmo para exigir maior participação dos alunos. Os professores também visitam as residências. Enfim, criamos um sentimento de estimular, cada vez mais, diante da ausência da sala de aula, este ensino a distância”, disse.

O evento contou com a participação dos governadores Welligton Dias (Piauí), Waldez Góes (Amapá), Flávio Dino (Maranhão), Camilo Santana (Ceará), Renan Filho (Alagoas), Paulo Câmara (Pernambuco), Renato Casagrande (Espírito Santo) e Belivaldo Chagas (Sergipe). O encontro virtual foi mediado pelo diretor-executivo da Fundação Lemann, Denis Mizne, e pelo diretor-presidente do Instituto Natura, David Saad.

Fonte: O Popular

Nenhum comentário:

Postar um comentário