quarta-feira, 30 de setembro de 2020

Fumaça de lixão causa transtorno e incomoda moradores de Posse-GO


Fumaça causada pela queima do Lixão tem causado transtornos e incomodado os moradores da cidade de Posse, localizada na região nordeste do estado de Goiás.

A queima e o excesso de fumaça causam danos ambientais e prejudica a saúde pública, a falta de fiscalização facilita a prática desse crime.

Os setores da cidade mais afetados são; Buenos Aires, Morada Nova e Bela Vista.

“Essa nuvem de fumaça invade as casas, gera desconforto e ainda causa doenças em crianças e idosos”, disse um morador.

Todos os anos nessa época o lixão e incendiado e os autores nunca são identificados. Os moradores são obrigados a inalar essa fumaça tóxica, trazendo um grande risco a saúde da população.

Com a baixa umidade do ar, e o clima de deserto, muitas pessoas sentem os problemas provocados pela fumaça, que inclusive se assemelham aos sintomas da Covid-19.

As queixas mais comuns são dor e ardência na garganta, tosse seca, cansaço, falta de ar, dificuldade para respirar, dor de cabeça, rouquidão, espirros, lacrimejamento, vermelhidão nos olhos, coceira no nariz e garganta, entre outros.




Apesar de inconstitucional, 21 analfabetos se inscrevem para eleições 2020 em 20 municípios; entre eles, São Domingos-GO


 Vinte e um candidatos se inscreveram e se registraram como analfabetos para as eleições municipais de 2020. Eles são inelegíveis segundo a Constituição Federal, mas, caso tenham "capacidade mínima de escrita e leitura", podem comprovar o mérito à Justiça Eleitoral e concorrer.

O levantamento feito com dados disponibilizados pelo TSE (Tribunal Superior Eleitoral) até a manhã desta segunda (28). Segundo os registros, 20 tentam vagas em Câmaras Municipais em todas as regiões —entre eles, um busca a reeleição— e um é postulante a vice-prefeito. TREs (Tribunais Regionais Eleitorais) têm até 26 de outubro para analisar os casos.

Ao todo, são candidaturas em 20 municípios de 14 estados: Baturité (CE), Brumado (BA), Caracari (RR), Careiro da Várzea (AM), Catende (PE), Centenário do Sul (PR), Cordeiro (RJ), Getulina (SP), Itaúna (MG), Jacareacanga (PA), Japurá (AM), Maranhãozinho (MA), Mogi Guaçu (SP), Queimadas (PB), Santana do Ipanema (AL), São Domingos (GO), Tarauacá (AC), Tucumã (PA) e Viçosa do Ceará (CE). Monte Alegre (PA) teve o registro de um candidato a vice-prefeitura.

João Mamede dos Santos (PDT), conhecido como João Boeiro, já exerce o mandato de vereador em Viçosa do Ceará, a 350 km de Fortaleza.

A reportagem tentou entrar em contato, mas não teve sucesso até a publicação deste texto. À reportagem, o TRE-CE (Tribunal Regional do Ceará) afirmou que seu registro, preenchido pelo partido, consta como "lê e escreve", ou seja, estaria dentro da regra eleitoral.

Sem diploma, é preciso comprovar que sabe ler e escrever

Segundo o artigo 14 da Constituição Federal, que trata dos direitos políticos, analfabetos e inalistáveis são inelegíveis. Para facilitar o processo, os TREs exigem um comprovante de escolaridade. Caso o candidato não tenha, ele pode provar que sabe ler e escrever.

"O candidato tem a oportunidade de provar ao juiz eleitoral que, mesmo que não tenha nenhum diploma, tem o mínimo de compreensão de leitura e escrita, é um direito do cidadão. Se o juiz tiver dúvidas, o TRE pode ainda aplicar uma prova", afirma o advogado eleitoral Alberto Rollo, professor da Universidade Presbiteriana Mackenzie.

Um caso famoso é do deputado federal Tiririca (PL-SP), que, acusado pelo MPE (Ministério Público Eleitoral) de ter forjado seu registro eleitoral nas eleições de 2012, foi ao STF (Supremo Tribunal Federal), em 2013, provar que sabia ler e escrever.

Essa questão foi pacificada pelo TSE em acórdão em 2018. "Sempre que o candidato possuir capacidade mínima de escrita e leitura, ainda que de forma rudimentar, não poderá ser considerado analfabeto para fins de incidência da inelegibilidade em questão", decidiu o tribunal.

Até a manhã desta segunda, 17.053 candidatos (3% do total) se registraram como "Lê e escreve".

Casos ainda serão analisados, dizem TREs

Por lei, os TREs têm até o dia 26 de outubro para julgar todos os pedidos de candidatura. Os tribunais com registro de candidaturas como analfabetos responderam que casos ainda serão analisados e, caso seja comprovado que não sabem ler e escrever, vão ser indeferidos.

"Após o registro de candidatura, cada juiz eleitoral irá analisar e decidir se a pessoa é elegível ou não. Assim é possível haver registro de candidaturas de pessoas analfabetas, mas que terão a elegibilidade julgada pelo juiz eleitoral, ou seja o parágrafo 4º do Artigo 14 da Constituição permanece em vigor", afirmou o TRE-PR (Tribunal Regional Eleitoral do Paraná).

"Tem situações em que o candidato não apresenta a prova da escolaridade, ainda que declare, no RRC [Requerimentos de Registro de Candidatura], grau de instrução diverso de analfabeto. Havendo necessidade de comprovação, pode ser aferida a alfabetização, via de regra, com a aplicação do teste", declarou o TRE-MG (Tribunal Regional Eleitoral de Minas Gerais).

"Caso em questão pode ter sido um equívoco no ato do preenchimento do formulário. Por conta disso, a pessoa, que não apresentou comprovante de escolaridade, foi convocada para uma prova, na qual essa questão poderá ser devidamente esclarecida", afirmou o TRE-RR (Tribunal Regional de Roraima).

Fonte: UOL

Nas últimas 24h, Alto Paraíso, Monte Alegre e Posse-GO integraram lista de 20 menores umidades do ar no Brasil


O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) mostra que nas últimas 24 horas 11 cidades goianas integraram a lista dos 20 municípios com as menores umidades do ar do Brasil.

A cidade de Posse, que registrou 7%, ocupa o quarto lugar do levantamento, atrás de Bom Jardim da Serra (SC), Buritis (MG) e Ibotirama (BA). Morrinhos, Alto Paraíso de Goiás, Goiânia e Monte Alegre também entraram no ‘top 10’, com registros de 8% e 9% na umidade relativa do ar.

O levantamento do Inmet mostra ainda que outras seis cidades goianas também entram na lista. São elas: Pires do Rio, com 9%, Catalão, Edeia, Goianésia, Goiás e Itumbiara com 10%.

Dados do instituto apontam ainda que na última terça-feira (29) e no dia 11/09 Goiânia registrou as menores umidade do ano, ambos os dias com 9%. Os outros três índices são 26/08 27/08 19/09, com 10%.

Veja a lista completa fornecida pelo Inmet:


Fonte: O Popular

Semad alerta sobre atuação de falsos fiscais e pagamento irregular de supostas multas por crimes ambientais

Em Goiás, fiscalização ambiental é realizada administrativamente pela Semad, pelos órgãos ambientais municipais e pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama). Todo pagamento deve ser feito via documento de arrecadação, após abertura de processo, e jamais diretamente aos fiscais

A Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Semad) alerta a população em relação a atuação de pessoas que estão se passando por fiscais e, em alguns casos, até cobrando valores em dinheiro como pagamento de multas aplicadas durante suposta ação fiscalizatória. Pessoas ligadas à uma Organização Não Governamental (ONG) foram denunciadas e presas recentemente.

De acordo com o Direito Ambiental brasileiro, “o poder de polícia ambiental é a atividade da administração pública, que limita ou disciplina direito, interesse ou liberdade, regula a prática de ato ou a abstenção de fato em razão de interesse público concernente à saúde da população, à conservação dos ecossistemas, à disciplina da produção e do mercado, ao exercício das atividades econômicas ou de outras atividades dependentes de concessão, autorização/permissão ou licença do Poder Público de cujas atividades possam decorrer poluição ou agressão à natureza”.

De acordo com a secretária Andréa Vulcanis, em Goiás, a fiscalização ambiental é executada administrativamente pela Semad, pelos órgãos ambientais municipais e pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama). Cada um em sua respectiva esfera de competência, de acordo com a norma descrita na Lei de Crimes Ambientais.

Já na esfera criminal, a responsabilização pelos danos ambientais o poder de polícia é exercido pelo Batalhão Ambiental da Polícia Militar, e pela Delegacia Estadual de Repressão a Crimes Contra o Meio Ambiente (Dema), da Polícia Civil. Caso alguém presencie alguém de qualquer outra instituição ou órgão assumindo essa responsabilidade, a orientação da Semad é que seja feita uma denúncia. 

Identificação

Segundo o superintendente de Proteção Ambiental e Desenvolvimento Sustentável da Semad, Robson Dizarz, todos os fiscais da pasta atuam devidamente uniformizados. Ainda, possuem a carteira de identificação funcional da secretaria, documento que geralmente é apresentado pelos agentes durante a abordagem.

Ele alerta ainda que o procedimento fiscalizatório, diante de alguma irregularidade, é sempre convertido em um processo administrativo. “Se o cidadão receber uma notificação, auto de infração, embargo ou qualquer outra providência, isso é refletido em processo, com direito a ampla defesa”, esclarece.

E completa: “Jamais, em hipótese alguma, os fiscais da Semad solicitam dinheiro como pagamento a eventual dano ambiental. Tudo é tratado no âmbito do processo administrativo e, qualquer pagamento de auto de infração é feito a partir do documento de arrecadação estadual – boleto –, evitando, assim, que instituições que não possuem competência, esteja coagindo ou tirando proveito da sociedade goiana”.

Caso de Inhumas

Na última quarta-feira (23/09) duas pessoas ligadas à ONG Guardiões do Verde foram denunciadas e presas no município de Inhumas, na região metropolitana da Capital. Eles são suspeitos de aplicar golpes em empresários, se passando por fiscais ambientais. A dupla foi denunciada por uma das vítimas.

De acordo com o delegado responsável pelo caso, Miguel Mota, os acusados abordavam empresários do ramo de construções civis do município. Ele conta que, ao se apresentarem como fiscais do Ibama, faziam imagens do local e identificavam supostas irregularidades nas obras.

Ao apontar as irregularidades, os membros da ONG diziam ao dono do empreendimento que seria necessária a realização de pagamento em espécie, o que dificultava o rastreamento dos suspeitos. O denunciante afirma que a dupla chegou a cobrar R$ 4 mil para tornar a obra regular.

Fonte: Semad

Homem ameaçou idoso com arma de fogo e foi preso, em Alto Paraíso de Goiás


Por volta das 11h20 de terça-feira (29), policiais militares em serviço na cidade de Alto Paraíso de Goiás, foram comunicados por um homem de 68 anos de idade, que ele se encontrava sentado na calçada em frente a residência dele, no bairro Novo Horizonte, quando foi ameaçado por um homem que ao sair de um bar, apontou para ele uma arma de fogo e o ameaçou de morte.

Em seguida, o autor embarcou em um veículo Renault/Sandero e se retirou do local.

Imediatamente policiais militares saíram em diligência e conseguiram localizar o veículo estacionado em frente a uma residência no Setor Central. Ao chamarem pelo morador, o homem ameaçou os policiais dizendo “se entrarem vão levar chumbo". A casa foi cercada e o homem abordado.

Dentro do Sandero, os policiais localizaram um carregador com 05 munições calibre 380. Na casa dele encontraram 21 munições calibre 22, uma pistola calibre 380 com um carregador e 06 munições, bem como uma porção de maconha.

A arma de fogo, munições e a droga foram apreendidas e apresentadas na Delegacia de Polícia, onde o homem de 40 anos de idade foi autuado em flagrante delito. A vítima da ameaça representou contra o autor.

Fonte: Foca Lá

Hacker se isolou na Chapada dos Veadeiros para fazer série de ataques a sistema do detran-DF



O hacker Francisco Bruno de Souza Costa, preso por invadir o sistema do Departamento de Trânsito do Distrito Federal (Detran-DF) e causar prejuízo de mais de R$ 1,3 milhão aos cofres públicos, montou um confortável esconderijo no município de Alto Paraíso de Goiás, isolado na Chapada dos Veadeiros.

Segundo investigação da Polícia Civil, Costa se refugiou em uma casa avaliada em cerca de R$ 800 mil na pacata cidade de pouco mais de 7 mil habitantes. Na residência, foram encontrados equipamentos de informática de alto valor, entre eles um notebook estimado em R$ 40 mil, além de R$ 11 mil em espécie. O hacker ainda era dono de uma picape Ranger, cujo modelo 0km deste ano é vendido a mais de R$ 150 mil.

As autoridades apuram com que recursos Costa comprou os bens. De acordo com a polícia, ele alega ser proprietário de uma empresa que oferta cursos. No entanto, boa parte do montante não tem origem comprovada. Os investigadores trabalham com a hipótese de uma possível lavagem de dinheiro.

Costa mantém um perfil ativo no Instagram que conta com quase 95 mil seguidores. Em sua biografia na rede social, ele diz que já foi preso e que não possui formação na área. Também faz referência ao período no qual trabalhou de carteira assinada como "5 anos de escravidão".

No site exposto no perfil, onde oferece técnicas de hacking, consta um anúncio que diz: "Que tal um salário de seis dígitos para hackear redes de computadores e invadir os sistemas de TI legalmente?". Na página, ainda há menção a "hackers íntegros" e "éticos", aqueles que "promovem estabilidade, segurança e proteção".

No esquema que fraudou o sistema Getran, do órgão de trânsito, Costa se aproveitou de uma vulnerabilidade para cancelar multas e restrições judiciais e administrativas. Em alguns casos, as alterações tinham intuito de liberar veículos destinados a leilão.

A investigação apontou que as fraudes ocorreram pelo menos entre maio de 2019 e janeiro de 2020. As autoridades constataram que o hacker extinguiu multas de 612 veículos e desbloqueou outros 80 carros de suas restrições. Conforme apurado, Costa costumava cobrar metade do valor devido por seus clientes.

"Com o elevado conhecimento de informática que tem, ele se aproveitou de uma vulnerabilidade do sistema e criou funções que permitiam cancelar multas e retirar restrições judiciais, além de comercializar essas ferramentas com outras pessoas com conhecimento na área. Essas pessoas, vinculadas a despachantes, vendiam esse serviço a clientes que tinham multas pendentes", disse o delegado Luiz Eduardo Mendes, responsável pelo caso na Divisão Especial de Repressão à Corrupção (Decor).

De acordo com o delegado, ao menos outras três pessoas atuavam no esquema criminoso. Em julho, cinco suspeitos foram detidos no âmbito da Operação Backdoor, deflagrada pelo Ministério Público do Distrito Federal (MPDFT) em parceria com a Polícia Civil. A segunda fase da operação, no último dia 21, resultou na prisão temporária de Costa.

MUDANÇAS NO SISTEMA

Em nota, o Detran-DF informou que a atual diretoria implementou uma série de medidas de segurança ao assumir a gestão este ano. Entre elas, o chamado Security Operation Center (SOC), que funciona ininterruptamente e é capaz de identificar qualquer operação suspeita. "Isso quer dizer que o sistema e toda a TI do Detran passaram a ser monitorados 24 horas por dia, 365 dias por ano", afirmou.

O órgão comunicou ainda que a política de acesso ao sistema foi redefinida. Com isso, foram revistas as permissões para todos os usuários, bem como aperfeiçoou-se o sistema de registro, para permitir auditoria em transações, o que significa que qualquer uma delas pode ser rastreada com alto nível de detalhe. O Detran também afirmou que está testando uma camada de inteligência artificial para monitorar de ponta a ponta o comportamento no sistema.

"Se a mesma pessoa acessar o sistema no mesmo momento e em locais diferentes, a conta será automaticamente bloqueada. Se o usuário acessar o sistema de um local nunca acessado antes, será solicitado mais fatores de autenticação e, se o comportamento for anômalo, a conta será bloqueada", explicou.

Fonte: Epoca/Globo

Coronavírus: MP recomenda a município de Alto Paraíso de Goiás medidas para controlar aglomerações em feriados


Dentro da estratégia institucional de reforçar a atuação visando à adoção de medidas de prevenção e combate ao coronavírus (Covid-19) nos municípios, sobretudo durante feriados, o Ministério Público de Goiás (MP-GO) expediu recomendação na terça-feira (29/9) ao prefeito de Alto Paraíso de Goiás, Martinho Mendes da Silva, e à secretária municipal de Saúde, Maria Cleonice Rodrigues de Sousa.

No documento, o promotor de Justiça Márcio Vieira Villas Boas Teixeira de Carvalho indica uma série de medidas, que têm como objetivo orientar sobre a necessidade de compatibilizar a flexibilização da quarentena municipal e o funcionamento das atividades econômicas com ações a serem desenvolvidas durante os feriados no enfrentamento da pandemia da Covid-19, visando prevenir o contágio e a disseminação do coronavírus. Alto Paraíso é um dos municípios do Estado com significativo fluxo turístico.

Assim, na recomendação, são enumeradas sete providências que o MP orienta que sejam adotadas pela administração municipal. A primeira é que seja elaborado um plano de contingência para as ações a serem desenvolvidas durante os feriados, na perspectiva de enfrentar a pandemia causada pela Covid-19, notadamente quanto ao cumprimento das medidas/protocolos estabelecidos nas normas municipais e estaduais, providenciando sua ampla e devida divulgação.

Também foi recomendado que seja efetuada a normatização das sanções às condutas violadoras dos atos normativos e respectivos protocolos, exercendo o necessário poder de polícia. O promotor orienta ainda que os gestores façam supletivamente, em caso de omissão do Estado de Goiás, a delimitação do conceito de “aglomeração”, levando em consideração aspectos epidemiológicos.

Barreiras sanitárias

Outra providência indicada é que sejam implementadas equipes para desempenhar a fiscalização municipal (servidores da Vigilância Sanitária, agentes de posturas, entre outros), assegurando o cumprimento dos atos normativos e protocolos, sem prejuízo de eventual incremento do apoio da Polícia Militar. O promotor aponta ainda que devem ser implementadas barreiras sanitárias efetivas nos pontos de entrada do município, com a realização de ações direcionadas à orientação, educação e identificação dos casos suspeitos, nos termos da Nota Técnica nº 8/2020, de 25 de maio, “cujas orientações deverão ser integralmente observadas, divulgando-a, inclusive, à toda a comunidade local”.

A implementação de fluxos de atendimento na área da saúde, principalmente para as situações decorrentes de eventuais notificações de casos oriundas das barreiras sanitárias, também foi recomendada pelo MP, assim como a intensificação das ações e campanhas educativas, com o objetivo de persuadir os cidadãos a observar o conteúdo dos atos normativos e respectivos protocolos, considerando o atual quadro epidemiológico local e estadual.

Márcio Villas Boas requisitou o envio de informações sobre as medidas adotadas em relação à recomendação no prazo de cinco dias, com encaminhamento para o e-mail 1altoparaiso@mpgo.mp.br.

Estado

Também dentro da estratégia definida para atuação do MP-GO em relação a medidas de controle e fiscalização de aglomerações em período de feriados, o procurador-geral de Justiça Aylton Flávio Vechi encaminhou ofício nesta segunda-feira (28/9) ao governador Ronaldo Caiado, com solicitação para implementação de uma série de providências.

Fonte: MPGO

terça-feira, 29 de setembro de 2020

Hacker de Alto Paraíso de Goiás que fraudou sistema do Detran-DF dava curso de invasão on-line


O hacker preso por fraudar o sistema do Departamento de Trânsito (Detran-DF) levava uma vida de luxo em Goiás. Segundo investigadores, a casa em que Francisco Bruno de Souza Costa morava, em Alto Paraíso (GO), é avaliada em mais de R$ 800 mil. Além disso, no local, foram encontrados R$ 11 mil em espécie, uma caminhonete de luxo e equipamento avançados de informática.

Nas redes sociais, Francisco mantinha o perfil no Instagram. Além de mostrar viagens, ele divulgava o serviço de hacker, inclusive site destinado a promoção de cursos de invasão de sistemas.

No mesmo perfil, o homem afirma que já foi preso. Segundo os investigadores, a detenção ocorreu em 2016, em Goiás, por fraudes em cartões de crédito no estado.

Operação Backdoor

Francisco foi preso na segunda fase da operação Backdoor, em 21 de setembro. Além de prender temporariamente o envolvido, os investigadores apreenderam equipamentos de informática de alto valor, que serão periciados.

A ação é resultado do trabalho conjunto da Promotoria de Justiça de Defesa do Patrimônio Público e Social (Prodep) e da Divisão Especial de Repressão à Corrupção (Decor/Cecor), com apoio da Delegacia de Polícia de Alto Paraíso (PC/GO).

Hacker aproveitou vulnerabilidades do sistema

O hacker se aproveitou de vulnerabilidades no sistema Getran e conseguiu cancelar multas e retirar restrições judiciais e administrativas.

Isso permitiu o licenciamento e a transferência de propriedade de veículos com pendências, o que gerou prejuízo de, pelo menos, R$ 1.371.658,99 aos cofres públicos no período entre maio de 2019 e janeiro de 2020.

As fraudes eram solicitadas pelos proprietários ou usuários dos veículos a despachantes, que por sua vez encomendavam o serviço de alteração no sistema Getran a hackers especializados nesse tipo de crime. Em alguns casos, as alterações foram feitas para liberar veículos destinados a leilão.

Fonte: Correio Braziliense

Alerta para onda de calor em todo o Estado de Goiás


O Centro de Informações Meteorológicas e Hidrológicas de Goiás (Cimehgo), subordinado à Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Semad), alerta para onda de calor que deve ocorrer em Goiás nos próximos dias.

A previsão é de temperaturas elevadas e umidade relativa do ar abaixo do recomendado para a saúde humana prossegue até o dia 4 de outubro.

Como medida preventiva, técnicos da Semad solicitam da população cuidado para que não surjam novos focos de queimadas, uma vez que temperaturas altas e umidade relativa do ar muito baixa são cenários favoráveis ao surgimento de novos focos. Nesta segunda-feira (28/09), por exemplo, a temperatura máxima registrada em Goiânia foi de 37,6º C.

De acordo com o gerente do Centro de Informações Meteorológicas e Hidrológicas do Estado de Goiás (Cimehgo), André Amorim, o alerta de onda de calor pode ser renovado, dependendo do comportamento do tempo para os próximos dias. É que, segundo ele, não há prognóstico de precipitação – chuvas –, até o dia 6 de outubro. “Isso vale para todo o Estado”, alerta.

Recomendações que devem ser seguidas numa onda de calor:

- Evitar sair de casa nas horas de máximo sol, principalmente entre 11 e 5 horas.

- Beber água com frequência;

- Vestir-se com roupas leves;

- Utilizar protetor solar;

- Evitar a propagação de queimadas.

Número de candidatos a vereador neste ano é 42% maior que em 2016


Dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) mostram um aumento de 42% nos registros de candidatura para vereador em Goiânia na eleição deste ano, em comparação com o pleito anterior. Foram registradas 1.046 candidaturas para a disputa a uma das 35 vagas da Câmara de Goiânia na eleição de novembro; há quatro anos, eram 738.

O crescimento nos números é puxado, em grande parte, pelo fim das coligações. Sem a possibilidade de montar uma chapa com vários partidos, o que facilitava o alcance do quociente eleitoral, os partidos agora precisaram lançar chapas com o maior número possível de candidatos para fazê-lo.

Se em 2016, partidos como o Solidariedade e PRB (atual Republicanos) lançaram poucos candidatos – 3 e 6, respectivamente –, agora precisaram aumentar seus quadros. O primeiro registrou 41 candidatos e o segundo, 53, número máximo permitido pela Justiça Eleitoral. Das 30 legendas com candidatos a vereador registrados, apenas oito têm menos de 30 nomes na disputa – 14 terão entre 40 e 53 candidatos.

Do total de registros, aproximadamente 69,3% é de pessoas do sexo masculino e 30,6% do sexo feminino. A proporção de candidaturas femininas caiu mais de 1% neste ano em relação a 2016, apesar de o número total de mulheres na disputa pelo Legislativo da capital ter subido 36%. Isso ocorre porque a quantidade de candidatos homens subiu mais: 44%.

A proporção de candidaturas de quem se declara do sexo feminino passou por pouco o mínimo determinado em lei para atendimento à cota de gênero, que exige o mínimo de 30% dos candidatos sejam do gênero masculino ou feminino. O POPULAR já havia mostrado no fim de agosto que o espaço para mulheres nas chapas em Goiânia ficaria no limite mínimo exigido por lei.

A regra visa garantir espaço às mulheres na política, um ambiente predominantemente masculino. Tanto que a cota é comumente chamada de cota de candidaturas femininas, apesar de a lei não estipular gênero específico. Na atual legislatura da Câmara de Goiânia, por exemplo, existem apenas cinco dos 35 vereadores são mulheres.

No Estado, as candidaturas femininas representam 34,6% do total; em 2016, eram 33,3%.

NEGROS

Os dados do TSE também mostram um aumento de 47% de candidatos ao Legislativo da capital que se autodeclararam pretos ou pardos, quando comparados os números de candidatos registrados neste ano ao de 2016. Eram 412 (345 pardos e 67 pretos) há quatro anos e agora são 604 (491 pardos e 113 pretos).

O crescimento, porém, não representa uma mudança significativa no quadro porque, proporcionalmente, pretos e pardos são 57,7% do total de candidatos, pouco acima dos 55,8% que representavam em 2016.

Quando analisados os candidatos que se autodeclaram pretos, a proporção diminui ainda mais. Mesmo que, na comparação com o pleito passado, o número de candidatos pretos tenha crescido 69%, eles ainda representam apenas 10,8% do total de candidatos; há quatro anos eram 9%. Os pardos, por outro lado, são quase metade: representaram 46,7% dos registros de candidatura na eleição anterior e agora são 46,9%.

A estatística é importante neste ano, contudo, porque pretos e pardos se enquadram no critério usado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) para classificar quem é negro no País. Nesta campanha, esses candidatos terão direito à distribuição proporcional de recursos dos fundos eleitorais e do tempo de propaganda eleitoral na TV.

A distribuição proporcional tanto dos recursos de campanha quanto do tempo de TV deve passar a valer neste ano por decisão do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Ricardo Lewandowski, que atendeu a ação movida pelo PSOL e pela ONG Educafro e determinou a aplicação da regra, antes prevista para 2022, já em novembro. O tema, porém, ainda deve ser debatido pela Corte.

A nível estadual, pretos e pardos representam aproximadamente 61,2% das 22.504 pessoas que devem disputar uma cadeira nas Câmaras Municipais das 246 cidades de Goiás.

EXECUTIVO

Considerando todas as 246 cidades do Estado, a proporção de candidatos negros aumentou entre os que disputam a prefeitura. Era 38,2% em 2016 e agora é de 45,1%. Se analisadas as candidaturas separadas de pretos, o aumento foi de 38% em relação há quatro anos – 26 candidatos àquele ano ante 36 agora. A proporção de pretos diante do total de candidatos, entretanto, ainda é ínfima: 4,1% neste ano e 3,5% no pleito anterior.

Fonte: O Popular

Goiás tem 4.606 mortes e 206.707 contaminados


A Secretaria da Saúde de Goiás (SES-GO) informa que há 206.707 casos confirmados de coronavírus 2019 (Covid-19) no território goiano. Destes, há o registro de 195.294 pessoas recuperadas e 4.606 óbitos confirmados.

No Estado, há 225.447 casos suspeitos em investigação. Já foram descartados 153.847 casos.  Do total de contaminados, 108.946 são mulheres (52,71%) e 97.730 são homens (47,28%).

Com os 4.606 óbitos confirmados de Covid-19 em Goiás até o momento, significa uma taxa de letalidade de 2,23%. Das mortes, 2.725 são homens (59,21%) e 1.879 são mulheres (40,79%). Há 269 óbitos suspeitos que estão em investigação.

Painel Covid-19

O boletim com as notificações da SES-GO foi informatizado e realiza o processamento dos dados a partir dos sistemas do Ministério da Saúde (e-SUS VE e Sivep Gripe). Eventuais diferenças são justificadas por ajustes nas fichas de notificação pelos municípios, como por exemplo, a atualização do local de residência da pessoa.

Para conferir os detalhes dos casos e óbitos confirmados, suspeitos e descartados, acesse o painel Covid-19 do Governo de Goiás por meio do link http://covid19.saude.go.gov.br/.

Sobre os dados

Desde as primeiras confirmações de doença pela Covid-19, a SES-GO divulga boletins diários com atualizações sobre os casos confirmados e óbitos. Os números são dinâmicos e passíveis de mudanças após investigação mais detalhada de cada situação. Os boletins são elaborados a partir dos dados inseridos nos sistemas e-SUS VE e SIVEP Gripe, do Ministério da Saúde, pelas diversas instituições de saúde cadastradas no Estado, conforme endereço de residência informado pelos usuários.

Os dados podem ser alterados para mais ou para menos conforme investigação das Vigilâncias Epidemiológicas Municipais e atualização das fichas de notificações pelos municípios nos sistemas oficiais. Diante de eventuais inconsistências nos números, estes serão atualizados a partir das correções feitas pelas cidades nos sistemas de notificação.

O responsável pela notificação deve registrá-la e mantê-la devidamente atualizada nos sistemas oficiais de notificação, desta forma, se cada um fizer corretamente sua parte, a informação é democratizada e disponibilizada a todos em tempo oportuno.

Comunicação Secretaria da Saúde

segunda-feira, 28 de setembro de 2020

Ronaldo Caiado anuncia promoção de 1.985 militares para 1ª classe, com salários de R$ 6,3 mil

Medida beneficia PMs que atuam na linha de frente contra criminalidade. Depois de extinguir 3ª classe de soldados, em março de 2019, governador vai promover, automaticamente, os que hoje estão na 2ª para a 1ª classe, já no mês de dezembro, sem necessidade do Teste de Aptidão Profissional (TAP). Cerca de 15% da tropa, em janeiro do ano passado, recebia apenas R$ 1,5 mil por mês, o pior salário do Brasil. Com nova promoção, passam a ganhar quatro vezes mais

Depois de extinguir a 3ª classe de soldados, em março de 2019, o governador Ronaldo Caiado irá promover, automaticamente, os 1.985 militares, que hoje estão na 2ª classe da Polícia Militar do Estado de Goiás, para a 1ª classe, no mês de dezembro e sem a necessidade do Teste de Aptidão Profissional (TAP). Isso significa que cerca de 15% da tropa que, em janeiro de 2019, recebia salário de R$ 1,5 mil passou a ter rendimentos de R$ 5,7 mil e, com a nova mudança, receberá R$ 6,3 mil.

Com nova promoção, quase 2 mil PMs passam a ganhar quatro vezes mais. Todas as conquistas acontecem em menos de dois anos da gestão do governador Ronaldo Caiado. “Fizemos as progressões e toda uma política também para mostrar a importância de nossas forças policiais. Hoje, a segurança pública do Estado de Goiás é reconhecida e ocupa o primeiro lugar no país, conforme atesta o próprio ministro da Justiça, André Mendonça”, declarou Caiado durante live especial de aniversário, na última sexta-feira (25/09), transmitida por suas redes sociais.

Com as ações do governador Ronaldo Caiado, o tempo de promoção também foi reduzido. No rito tradicional, os militares chegariam à 1ª classe em cinco anos. Mas, desde que o governador assumiu, ele cumpriu o compromisso de acabar com a 3ª classe da PM e garantiu o reconhecimento da importância dessa categoria.

“Esses soldados são os que estão na linha de frente, que estão nas unidades operacionais. São da última turma. É muito bom tê-los motivados para dar o retorno que a sociedade tem vivenciado, que é uma redução histórica dos índices de criminalidade”, declara o comandante-geral da Polícia Militar do Estado de Goiás, coronel Renato Brum.

Histórico

A primeira medida do governador Ronaldo Caiado para beneficiar este grupo de militares foi extinguir o soldado de 3ª classe, cargo que havia sido criado em 2015, pela gestão anterior, mas que recebia o pior salário do país, cerca de R$ 1,5 mil por mês. A lei que acabou com essa classe dos agentes da Segurança Pública de Goiás foi sancionada em março do ano passado. A extinção era uma promessa de campanha de Caiado e foi aprovada pela Assembleia Legislativa (Alego).

Com a sanção do governador, deixaram de existir as 3ª classes de soldado no Corpo de Bombeiros, Administração Penitenciária, Polícia Militar e Polícia Civil. Essa foi apenas uma das medidas tomadas pelo Governo do Estado para proporcionar dignidade e reconhecimento aos profissionais que atuam para reduzir os índices de criminalidade em Goiás.

Em julho deste ano, o governador anunciou que 3.155 integrantes da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros iriam receber as promoções. Os valores começaram a ser pagos no último mês de agosto. O pagamento da concessão de promoção aos militares vai gerar um impacto de cerca de R$ 66 milhões anuais na folha dos servidores públicos.

O reconhecimento do trabalho das forças policiais pelo Governo de Goiás gera resultados nas ruas. As estatísticas apontam queda nos índices de criminalidade. A redução foi alcançada graças a uma nova metodologia de trabalho adotada, amparada no tripé integração, inteligência e integridade.

Para Caiado, as forças policiais representam o sustentáculo do governo. “Isso é resultado da eficiência e presença de nossas polícias. É gratificante estar à frente de uma gestão em que as polícias correspondem às expectativas daquela que é a segunda principal demanda da população: segurança pública e combate à criminalidade”, celebrou.

Secretaria de Estado da Comunicação - Governo de Goiás

Hacker que fraudou R$ 1,3 milhão no Detran-DF tinha vida de luxo em Alto Paraíso de Goiás


O hacker Francisco Bruno de Souza Costa, preso pela Polícia Civil no último dia 21 por desenvolver vulnerabilidade no sistema do Departamento de Trânsito do Distrito Federal (Detran), tinha vida de luxo em Alto Paraíso de Goiás. Com a fraude, o criminoso causou prejuízo de, ao menos, R$ 1.371.658,99 aos cofres públicos.

Costa comprou uma casa por R$ 800 mil em Alto Paraíso de Goiás. A residência foi alvo de mandado de busca e apreensão.

No local, ele mantinha uma sala com equipamentos de informática de alto valor, usados para invadir sistemas. Francisco Costa é casado com uma blogueira e tem uma filha.

A investigação, conduzida pela Divisão Especial de Repressão à Corrupção (Decor/Cecor), aponta que o bandido conseguiu cancelar multas e retirar restrições judiciais e administrativas.

Com isso, era possível conseguir licenciamento e fazer transferência de propriedade de veículos com pendências. Francisco Costa desenvolveu um programa malicioso e passou a vendê-lo para outros hackers.

“No local em que ele morava, foram encontrados R$ 11 mil em espécie, uma caminhonete de luxo e diversos equipamentos avançados de informática.

Francisco também possuía acesso à internet via satélite. Residia próximo a um ponto turístico da cidade, o Morro da Baleia”, detalhou o delegado responsável pela investigação, Luiz Eduardo Mendes.

Laudo pericial produzido pelo Instituto de Criminalística da PCDF, por meio da Seção de Perícias de Informática, apontou que o montante dos valores das multas canceladas indevidamente chega a R$ 1.371.658,99. A ação foi batizada de Operação Backdoor.

Proprietários ou usuários dos veículos solicitavam as fraudes por meio de despachantes, que, por sua vez, encomendavam o serviço de alteração no sistema Getran a hackers especializados nesse tipo de crime. Em alguns casos, as mudanças foram feitas para liberar veículos destinados a leilão.

“Os suspeitos agiram de maio de 2019 a janeiro de 2020. As multas pertenciam a 612 veículos. As restrições judiciais e administrativas desbloqueadas utilizando o mesmo modus operandi pertenciam a um total de 80 carros”, detalhou o delegado Wenderson Teles, chefe da Decor.

Mister hacker

Nas redes sociais, Francisco mantinha uma página em que oferecia sistemas de segurança da informação. Em seu perfil, nomeado de Mister Hacker, ele postava fotos da família, de viagens e de sua atuação como hacker. Na página, o criminoso afirma já ter sido preso. Assinala ainda que não tem formação na área de tecnologia e que trabalhou com carteira assinada por cinco anos, período o qual define como “escravidão”.

Em um site mantido por Francisco, serviços são ofertados para empresas e particulares. Um dos anúncios promete salário de “seis dígitos para hackear redes de computadores e invadir os sistemas de TI legalmente”. Para as empresas, ele oferece treinamento contra ataques na internet.

Acesso ilegal

O nome da operação faz referência ao Backdoor, programa malicioso usado para permitir ao agressor remoto acesso não autorizado a um sistema privado de informações. Ele explora as vulnerabilidades de segurança. Um Backdoor trabalha em segundo plano e, enquanto isso, os criminosos conseguem acessar o computador comprometido sem que o usuário perceba.

É muito semelhante a outros vírus malware e também algo difícil de detectar. O agressor pode utilizar um backdoor para espionar atividades on-line, acessar arquivos e pastas, controlar todo o sistema operacional e atacar outros computadores.

Edward Snowden

Em 2013, esse recurso ganhou notoriedade quando Edward Snowden revelou um esforço de décadas pela agência de espionagem norte-americana, em parceria com a GCHQ da Grã-Bretanha, para pressionar empresas a instalar backdoors em seus produtos, principalmente os fabricantes de sistemas de criptografia.

Assim, esses acessos secretos permitiam que as agências de inteligência conseguissem contornar as proteções de segurança e, dessa forma, tivessem acesso a sistemas e a dados.

Fonte: Metrópoles

Homem morre em grave acidente na BR-020


Por volta das 14h30 de sexta-feira (25), duas pessoas ficaram feridas e uma morreu em uma colisão frontal entre um bitrem e um caminhão Mercedes Benz de cor azul modelo 1113 na BR-020, depois do trevo de acesso ao Distrito de Santa Rosa, sentido Vila Boa, no nordeste goiano.

O condutor do bitrem e um dos ocupantes do caminhão foram socorridos e encaminhados para o hospital de Vila Boa.

O caminhão estava transportando carvão e seu condutor, de 48 anos, morreu no local.

O local foi sinalizado pela Polícia Militar que também controlou o trânsito no local até a chegada da Polícia Rodoviária Federal que assumiu a ocorrência.

Fonte: Foca Lá

domingo, 27 de setembro de 2020

Governo de Goiás anuncia nomeação de 100 delegados


O governador Ronaldo Caiado anuncia convocação de novos delegados substitutos aprovados em concurso e reforça autonomia e independência para trabalhar nas forças de segurança pública: “Goiás é respeitado, é um Estado que não passa a mão na cabeça de bandido.”

O governador Ronaldo Caiado anunciou, nesta sexta-feira (25/09), o cronograma de nomeação dos 100 delegados substitutos aprovados no último concurso da Polícia Civil. É a primeira contratação desde 2014.

“São quase sete anos em que vivemos uma situação que já era calamitosa. Assumimos o governo com mais de uma centena de municípios sem delegados”, afirmou. Com a chegada dos novos integrantes da segurança pública, déficit que se acumulou ao longo das últimas duas décadas chega ao fim.

Os primeiros 20 aprovados serão chamados já no próximo dia 1º de outubro. São 20 delegados por mês até 1º de janeiro de 2021. Em 25 de janeiro, todos os 100 que fizeram o concurso estarão no cargo. Com o novo efetivo que ingressa nos quadros da Polícia Civil, o número de delegados vai aumentar em 25%.

“Goiás é respeitado, é um Estado que não passa a mão na cabeça de bandido. Aqui, aconteça o que acontecer, o pau que dá no Chico dá no Francisco, não tem concessão a quem quer que seja”, reforçou Caiado, acompanhado na solenidade pela coordenadora do Gabinete de Políticas Sociais, primeira-dama Gracinha Caiado.

O governador foi enfático ao reforçar mensagem direcionada aos que já fazem parte e aos que passarão a integrar a segurança pública. “O Estado não pode se ajoelhar, se submeter, ser tutelado pela bandidagem. Não pode nomear e promover bandidos. Goiás não vai virar o Rio de Janeiro”, destacou.

A maioria dos novos profissionais será deslocada para o interior, principalmente para as regionais que mais precisam, como as de Luziânia, Posse, Porangatu, Uruaçu e Goiás. O governador Ronaldo Caiado ressaltou que, para cumprir o calendário de nomeação, foi necessário um encaixe no orçamento para não quebrar a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF).

“Hoje, só de juros de dívida anterior, para vender a Celg, nós pagamos R$ 200 milhões por mês”, detalhou sobre a situação em que o Estado foi entregue a ele pelas administrações anteriores

O titular da Secretaria de Segurança Pública, Rodney Miranda, informou que o Entorno do Distrito Federal é uma das prioridades, já que alguns municípios não contam com delegado durante os plantões.

“Quem precisar de apoio para fazer o bem para a nossa população terá total liberdade para trabalhar, logicamente dentro dos limites da lei. Não há direcionamento, não há interferência”, fez questão de registrar o titular da SSP.

O secretário disse que, independente da operação que seja deflagrada pelas polícias goianas, da menor até a mais complexa, sempre haverá o apoio do governador Ronaldo Caiado. Ele elencou as razões para que o cronograma de nomeação dos aprovados tenha saído neste segundo ano de gestão e pontuou as dificuldades financeiras, que se agravaram por conta da pandemia.

Anfitrião na solenidade, o delegado-geral da Polícia Civil, Odair José, sublinhou que os novos servidores tiveram a oportunidade de estudar numa das melhores escolas de formação do Brasil e que vão se alinhar a uma instituição que trabalha para satisfazer o interesse público. “Compromisso, em nosso Estado, nunca foi letra morta. Ele está inserido de forma cristalina nesse governo e é a todo momento ilustrado, de forma taxativa, na pessoa do nosso governador”, disse ele.

O vice-governador Lincoln Tejota assinalou que o Governo de Goiás é destaque em âmbito nacional em vários setores, inclusive na segurança pública. “Imprimimos uma forma diferente de administrar. Uma gestão voltada para resultados, com economicidade e, principalmente, com a qualificação dos gastos públicos”, enumerou. “As senhoras e os senhores serão instrumentos valorosos para que a gente possa construir esse momento”, acrescentou.

O secretário da Administração, Bruno D’Abadia disse que o serviço público goiano “passa por uma transformação e o governador Ronaldo Caiado traz princípios que nunca antes foram vistos em Goiás”. Ele garantiu que os aprovados terão todas as condições para prestar o melhor serviço público no Estado.

Secretaria de Comunicação - Governo de Goiás

sábado, 26 de setembro de 2020

Após aumento de casos de Covid-19, Prefeitura de São Domingos-GO restringe comércio em novo decreto


A prefeitura de São Domingos, município localizado no Nordeste de Goiás, publicou na sexta-feira (25), um decreto restringindo o comércio da cidade até o próximo dia 10 de outubro.

Entre as medidas, o encerramento de atividades em restaurantes, lanchonetes, espetinhos, pizzarias e pit dogs às 21 horas. Supermercados estão proibidos de vender bebidas alcoólicas aos finais de semana após às 18 horas.

De acordo com o documento, o transporte coletivo intermunicipal está suspenso, com exceção apenas para transporte de trabalhadores rurais que moram na cidade e de pacientes em atendimento.

Nenhum evento público é permitido, incluindo reuniões em áreas comuns de condomínios residenciais. Também estão suspensas as atividades de vendedores ambulantes.

Foram definidas ainda ações para proprietários e funcionários de estabelecimentos, como a obrigatoriedade do uso de máscara. A multa individual foi estipulada em R$ 50.

Na lista de locais que podem abrir estão: hospitais, supermercados, agências bancárias, hotéis (com o limite de até 65% da capacidade) e também podem ser realizadas obras da construção civil. Para cada tipo de comércio, há limitação de quantidade de clientes. Em supermercado, até oito pessoas por vez.

Conforme dados da Secretaria de Estado de Saúde de Goiás (SES-GO) de sexta-feira (25), a cidade conta com 16 casos ativos de Covid-19. Nenhuma morte foi registrada no município.

Fonte: O Popular

Mandioca para cerveja é fonte de renda


O Governo de Goiás anunciou que vai comprar 750 toneladas de fécula de mandioca de 73 agricultores, de 19 municípios do Nordeste goiano. O projeto cerveja regional busca fomentar a renda dos produtores. A produção da bebida será feita pela AmBev na fábrica de Anápolis e a empresa pretende adquirir cerca de 750 toneladas do alimento até o final de 2020.

Os municípios já cadastrados são Cavalcante, Flores de Goiás, Posse, Buritinópolis, Alto Paraíso de Goiás, Teresina de Goiás e Simolândia. Uma equipe da Emater realiza nos próximos dias um levantamento da oferta de mandioca em propriedades de agricultores de Alvorada do Norte, Campos Belos, Damianópolis, Divinópolis de Goiás, Guarani de Goiás, Iaciara, Mambaí, Monte Alegre de Goiás, Nova Roma, São Domingos, São João d’Aliança e Sítio d’Abadia.

Para o presidente da Emater, Pedro Leonardo de Paula Rezende, a aquisição dos produtos da agricultura familiar pela Ambev resolve um dos grandes entraves, que é a questão da comercialização. “Muitas vezes os produtores têm o conhecimento prático, a expertise para produzir, mas têm dificuldade no momento de vender os seus produtos”, destaca.

A equipe de técnicos da Emater contribui com o projeto realizando o cadastramento dos produtores, o mapeamento das áreas com potencial para fornecer esses produtos, acompanhamento de todo o processo produtivo.

Texto: Agrolink

sexta-feira, 25 de setembro de 2020

Após ouvir grito de socorro, PM prende mulher suspeita esfaquear amante de seu companheiro, em Formosa-GO



Após ouvir um grito de socorro, a Polícia Militar conseguiu prender uma mulher suspeita de esfaquear a amante de seu companheiro em Formosa, no Entorno do Distrito Federal. A corporação disse que, ao ouvir os gritos, entrou na casa e encontrou a moradora, de 37 anos, esfaqueada e caída no chão. Aos policiais, a investigada alegou que o companheiro dela a traiu com a mulher ferida e, por isso, cometeu o crime.

Como o nome da suspeita não foi divulgado, a reportagem não conseguiu contato com a defesa dela.

O caso aconteceu por volta das 19h30, de terça-feira (22). Testemunhas disseram aos policiais que a suspeita usou uma caminhonete para arrombar o portão da casa da rival e conseguir entrar. De acordo com a corporação, os policiais encontraram, dentro do veículo, a filha da suspeita, de 9 anos, que foi deixada aos cuidados de uma tia.

Uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionada e prestou os primeiros socorros à mulher ainda na residência. Ela foi levada para o Hospital Regional de Formosa.

Como o nome da paciente não foi divulgado, a reportagem não conseguiu atualizar o estado de saúde dela nesta quinta-feira (24).

A mulher foi presa por tentativa de homicídio e dano material. Com ela, foi apreendido um canivete que teria sido usado no crime.

Fonte: G1

Lançado programa que vai recondicionar e doar aparelhos eletrônicos. Alunos das regionais de Educação de Campos Belos e Posse-GO podem ser beneficiados com smartphones e internet


Foi lançado na manhã de quinta-feira (24) o Programa de Recondicionamento de Equipamentos Eletrônicos (Sukatech), que vai recuperar computadores e outros aparelhos eletrônicos para doá-los às escolas e outras organizações.

Segundo a Secretaria de Desenvolvimento e Inovação (Sedi), o Sukatech vai auxiliar na formação profissional de jovens na área de tecnologia da informação. Conforme o secretário Marcio Pereira, a intenção também é conscientizar sobre o descarte de materiais. “O programa capta todo o lixo eletrônico e destina materiais como plástico e metal para as respectivas indústrias. Outra parte vai para locais que vão recondicionar computadores que serão doados às escolas estaduais”, afirmou. A expetativa é tratar 1 mil toneladas por ano.

O projeto prevê a implantação de um Centro de Recondicionamento de Computadores e Capacitação (CRC). “Ele será implantado em uma das unidades da Escola do Futuro, onde vamos modificar a vida de muitos jovens por meio do conhecimento e aprendizado de uma nova profissão, além de transformar o que poderia virar lixo tecnológico, em equipamentos para escolas e organizações sociais”, explica o titular da Sedi.

Para três anos de projeto estão previstos investimentos de R$ 2,9 milhões. Os recursos, provenientes do Tesouro Estadual, serão utilizados na implantação da estrutura física e tecnológica, equipamentos e equipe técnica.

Doação de smartphones

Também foram repassados à Secretaria Estadual de Educação (Seduc) 1.136 smartphones doados pela Secretaria Especial da Receita Federal em Goiás. Os aparelhos serão destinados a alunos da rede estadual sem acesso à internet.

Os aparelhos são oriundos de operações da Receita Federal no combate ao descaminho e ao contrabando. Do total que será doado, 100 beneficiarão professores da rede estadual com baixa conectividade e 1.036 auxiliarão estudantes sem acesso à internet.

De acordo com a superintendente de Organização e Atendimento Educacional da Seduc, Patrícia Coutinho, os smartphones doados atenderão aos alunos das regionais de Educação que apresentam os maiores índices de estudantes sem acesso à internet. Segundo dados do Painel de Monitoramento, são elas: Águas Lindas, Aparecida de Goiânia, Campos Belos, Luziânia, Novo Gama e Posse.

Os estudantes que forem beneficiados com os smartphones ainda vão ganhar chips com internet, doados pela Vecto Mobile, empresa especializada em internet das coisas.

Após polêmica, Câmara de São Domingos-GO desiste de reajustar salários


Após a polêmica sobre a votação em primeiro turno de projeto que aumentaria os salários de prefeito, secretários, vice-prefeito e vereadores de São Domingos, no nordeste goiano, a Câmara Municipal votou em segundo turno e manteve os vencimentos atuais para o período entre os anos de 2021 e 2024, negando qualquer ação para um reajuste.

A votação do projeto aconteceu na noite desta quinta-feira (24), a Câmara estava lotada, a população compareceu em massa para protestar contra o aumento salarial proposto pelos vereadores.

Após forte pressão da população, os vereadores votaram todos contra o projeto de reajuste salarial, foram 8 votos contra e nenhum a favor.

A possibilidade do projeto ser aprovado gerou falatórios negativos pela cidade, principalmente porque as contas públicas do município minguaram com a pandemia do coronavírus e a queda na arrecadação deverá ser uma das mais acentuadas para 2021.

A sessão foi bastante tensa, pessoas exaltadas e nervos elevados. No final, a pressão popular falou mais alto e os vereadores tiveram que recuar.

quinta-feira, 24 de setembro de 2020

Polícia Civil prende suspeito de furto de energia em povoado da região de Posse-GO



A Polícia Civil de Goiás, por meio da Delegacia de Polícia (DP) de Posse, com o apoio do Ministério Público Estadual, efetuou a prisão de um de homem de 66 anos pela prática do crime de furto de energia.

Depois de receber a notícia de que moradores do Povoado “Marmeladas de Boas Tardes” estavam tendo problemas com a distribuição de água, advindos da má distribuição de energia elétrica, os policiais civis, junto com um perito criminal e eletricistas do município, foram até o povoado verificar a situação.

Chegando ao local, de dificílimo acesso, descobriu-se o que estava causando a má distribuição de água. Um proprietário rural tinha desligado o seu padrão de energia e religado a rede de energia no padrão de energia do Povoado, aliás, mantido pelos cofres do município de Posse, desviando assim grande parte da energia elétrica para a sua propriedade. Isso gerava uma sobrecarga no equipamento, fato que causava um enfraquecimento nas bombas d´água que abastece o povoado, causando assim um transtorno imensurável para os moradores.

Em contato com o Município, a Polícia Civil recebeu apenas uma pequena prévia do prejuízo causado ao erário. O consumo médio mensal que oscilava entre R$ 300 e R$ 500, com picos de R$ 4.000,00 mensais.  O Município, juntamente com a Enel, ainda está fazendo o levantamento do prejuízo experimentado.

Uma vez constatada a ligação clandestina, conhecida como “gato”, inclusive pericialmente, como o proprietário, empresário conhecido, não se encontrava no local, os policiais civis, diante do grande prejuízo econômico e social causados, diligenciaram ininterruptamente até encontrá-lo.

As diligências foram realizadas nos Municípios de Iaciara, Alvorada do Norte, Mambaí e Posse, onde o autor, de 66 anos, foi preso às 7h de hoje (24).

Após sua prisão, o autor foi conduzido à Delegacia de Polícia de Posse onde foi autuado pelo crime de furto de energia elétrica. Este é o primeiro caso de muitos que serão apurados pela Delegacia.

Fonte: PCGO

Policlínica de Posse-GO abre 47 vagas de emprego para início imediato


A Policlínica Regional de Posse, no nordeste goiano, unidade do Governo de Goiás, está com inscrições abertas para contratação de pessoal, sendo 47 para início imediato e outras para preenchimento de cadastro de reserva.

São ofertadas vagas para níveis médio e superior em diversas categorias, como assistente administrativo, técnico em enfermagem, enfermeiro, farmacêutico e fonoaudiólogo, entre outros.

Os salários oferecidos variam de acordo com os cargos e vão de R$ 1.2 mil até mais de R$ 5 mil, de acordo com a qualificação.

Os interessados podem se inscrever até o dia 28, diretamente no site da Policlínica de Posse: https://policlinicaposse.org.br/ na aba Processo Seletivo.

Nota de Esclarecimento da Prefeitura de Buritinópolis-GO


Hoje pela manhã recebemos a visita do Ministério Público na Prefeitura de Buritinópolis representado pelo promotor de Justiça, Dr. Bernardo Monteiro Frayha e sua equipe, auxiliados pela equipe da Polícia Militar.

O Dr. Bernardo Monteiro Frayha solicitou a documentação de contratação do quadro de funcionários e foi prontamente atendido pela equipe da prefeitura que forneceram todas as informações gravadas em pen drive e documentos físicos.

A Prefeitura de Buritinópolis age com coerência em relação ao uso do dinheiro público investindo nas equipes de funcionários que prestam serviços à população e se disponibiliza a fornecer quaisquer informações que sejam solicitadas pelo Ministério Público para manter a clareza dos fatos.

Agradecemos ao Dr. Douglas Chegury, coordenador da operação, ao promotor de Justiça, Dr. Bernardo Monteiro Frayha e toda sua equipe pela forma criteriosa e educada de agir durante a operação e nos dispomos a ajudar no que for necessário para maiores informações.

Prefeitura Municipal de Buritinópolis-GO

Câmara de São Domingos-GO aprova em 1º turno aumento de salário do prefeito, vice, secretários e vereadores


A Câmara municipal de São Domingos, no nordeste goiano, aprovou em primeiro turno, por cinco votos a dois, o projeto que aumenta a partir de janeiro de 2021 o salário do prefeito, vice, secretários e vereadores.

Pelo texto aprovado na quarta-feira (23), o salário do prefeito passa para R$ 15 mil. Do vice-prefeito para R$ 7,5 mil, dos vereadores para 6,5 mil e dos secretários para R$ 5 mil.

A segunda votação está programada para acontecer na sessão desta quinta-feira (24).

O projeto está gerando polêmica, nas redes sociais os moradores se manifestaram sobre o tema e lamentaram a aprovação.

Devido a repercussão negativa, o projeto deverá ser revisto e arquivado pelos vereadores na sessão desta quinta-feira. A população é esperada na câmara para cobrar satisfação dos parlamentares.

Veja como votou cada vereador:

A favor: Alziro Vieira, Nilza Vieira, Ismael Silva, Marti Ferreira e Luziano Montalvão.

Contra: Odair José e Josemir Pereira.

O vereador Jailson estava ausente e o presidente Wagner Gonçalves só vota em caso de empate.