segunda-feira, 21 de setembro de 2020

Goiás confirma Covid-19 em todos os 246 municípios


Todos os municípios em Goiás já registram casos confirmados de Covid-19. Na sexta-feira (18) foi feita a primeira notificação de teste positivado para coronavírus de uma pessoa na zona urbana em Água Limpa e, ao contrário do que foi informado pela secretária municipal de Saúde da cidade, Divina Lúcia da Silva, já haviam sido registrados no município dois casos ocorridos na zona rural. Na mesma sexta-feira, quando ainda não se sabia do caso da zona urbana, Divina confirmava que a cidade estava livre da Covid-19 até então.

Foram 191 dias desde que os primeiros casos de Covid-19 foram registrados em Goiânia e Rio Verde até que o vírus fosse confirmado em todos os 246 municípios goianos. As últimas cidades a registrarem pacientes infectados são todas pequenas e de acesso mais restrito, mas também são locais com baixa testagem: além de Água Limpa, com 1.830 habitantes, confirmaram recentemente casos Sítio d’Abadia (2.989) e Novo Planalto 4.495.

A informação sobre os casos de Água Limpa veio da Vigilância Epidemiológica da cidade após a reportagem ter ido ao local e conversado com a secretária e moradores. Wélida Flávio, chefe do departamento, disse que a pessoa contaminada residente da zona urbana da cidade viajou dias antes de iniciar os sintomas e não soube dizer se teve contato com algum caso positivo nesta viagem.

Esta paciente fez a primeira consulta em outro município e, assim que o caso foi confirmado e a notificação caiu no sistema do Ministério da Saúde, a Vigilância Epidemiológica de Água Limpa foi informada. De acordo com a chefe do departamento, todas as pessoas que tiveram contato com esta o caso confirmado estão sendo monitoradas e no fim de 10 dias serão avaliadas por um médico. Além disso, o local de trabalho da paciente foi isolado por 15 dias por prevenção.

Ainda segundo Wélida, a situação pode ser ainda pior na cidade, pois, conforme mostrado na reportagem, nas últimas semanas os moradores relaxaram com as medidas de distanciamento social e prevenção e estão circulando mais, inclusive para cidades turísticas próximas, como Caldas Novas. “É possível que tenha mais caso? Com certeza, já que algumas pessoas não têm sintomas mesmo contaminadas e neste caso é extremamente difícil saber, já que estas pessoas não procuram atendimento médico”, comentou.

Ao contrário de boa parte dos municípios goianos, Água Limpa não divulga os boletins epidemiológicos no site oficial ou nas redes sociais da prefeitura. Esporadicamente, conforme a vigilância informou, o resumo é publicado no perfil pessoal do prefeito Valdir do Prado. Dos três casos confirmados no município, apenas um necessitou de internação em um leito de enfermaria, o da zona rural, mas já se recuperou totalmente.

Procurada pela reportagem, a secretaria diz que pode ter havido uma falha de comunicação entre a vigilância e a pasta. Isso porque até o momento da entrevista, dada na manhã de sexta-feira, a informação que ela tinha é que os casos não foram registrados como sendo de Água Limpa. Entretanto, um post do prefeito em seu perfil social no Facebook no dia 9 de setembro já mostrava que naquela época se colocava como de Água Limpa os dois casos da zona rural.

No boletim epidemiológico do Estado não constam ainda os casos de Água Limpa, pois há um problema de defasagem dos dados que vem desde o início da pandemia, quando o vírus passou a circular em várias cidades.

Fonte: O Popular

Nenhum comentário:

Postar um comentário