quinta-feira, 17 de setembro de 2020

Gracinha Caiado defende levar “o melhor do Estado” aos Kalunga: “Meu sonho é manter a tradição de vocês, com dignidade e direitos”



Primeira-dama garante que, depois da energia elétrica, em breve comunidade será atendida pelo abastecimento de água tratada. Convidada por moradores, ela participou de missa em louvor a Nossa Senhora do Livramento e São Gonçalo no Vão do Moleque, em Cavalcante. 

Em sua terceira visita à comunidade Kalunga do Vão do Moleque e da Maiadinha, a coordenadora do Gabinete de Políticas Sociais (GPS), primeira-dama Gracinha Caiado, garantiu que é uma parceira da comunidade na busca por melhorias. “Queremos que vocês todos possam ter o melhor do Estado e o melhor de quem chega aqui. Contem comigo, meu sonho é manter a tradição dos Kalunga, com toda a dignidade, riqueza e direitos que a comunidade merece”, disse ela. 

Na última quarta-feira (16/9), Gracinha visitou o município de Cavalcante especialmente para participar da tradicional missa a São Gonçalo. Junto à equipe da Organização das Voluntárias de Goiás (OVG), entidade da qual é presidente de honra, a primeira-dama fez ainda a entrega de 40 saias de sussa às mulheres dançarinas da comunidade e reafirmou que, em breve, o abastecimento regular de água chegara à comunidade. “No governo de Ronaldo Caiado, a energia elétrica já é uma realidade, e a água também será. Nenhum Kalunga ficará esquecido”, reforçou. 

A romaria de Nossa Senhora do Livramento e São Gonçalo, conhecida como Festejo, é uma tradicional festa religiosa Kalunga que não pode ser realizada neste ano em razão da pandemia da Covid-19. Em 2019, a comemoração teve a participação do governador Ronaldo Caiado, que foi o primeiro da história a participar da celebração. 

A missa foi realizada ao ar livre e respeitou um rígido protocolo de segurança sanitária. Além da utilização de máscaras e álcool em gel, foi mantido o distanciamento entre os fiéis. Nem a nova realidade imposta pela pandemia diminuiu a fé dos romeiros. “Dá uma dor no coração não ter a festa porque é costume nosso. Todo ano, no dia de hoje, a gente se reúne para a celebração. Mas pelo menos teve a missa e a gente pode rezar juntos”, contou Venceslim Pereira Soares, produtor rural e morador do Vão do Moleque. 

Ainda em Cavalcante, a comitiva da primeira-dama visitou famílias na região da Maiadinha, também no Vão do Moleque, que foram beneficiadas com energia elétrica, fruto da parceria entre o Governo de Goiás e a Enel. Ao todo, 140 residências passaram a contar com a tão sonhada energia elétrica. Durante as visitas, Gracinha entregou cestas básicas, roupas e brinquedos para as crianças. 

“Isso é fé, é solidariedade, é amor. Desde que Ronaldo Caiado assumiu o governo, nosso compromisso é com os mais vulneráveis. Estamos aqui para ouvir e fazer valer os direitos dessa gente”, afirmou ela. 

A primeira-dama também visitou a família de duas crianças, de 3 e 4 anos de idade, que desapareceram e foram encontrados 24 horas depois por uma moradora da região em junho deste ano. Os meninos se perderam ao sair de casa e passaram um grande susto nos pais. “Foi um desespero. Procuramos por todos os lados. Os vizinhos ajudaram e, graças a Deus, eles foram encontrados bem”, contou Daiane Pereira Fernandes, mãe de um dos garotos. 

Na última parte da agenda, a comitiva foi conhecer a incrível lagoa da Fazenda Vaquejado: um poço de água quente, que tem uma espécie de areia movediça que afunda os nadadores, mas sem oferecer perigo. O local é pouco conhecido dos turistas que costumam visitar a região da Chapada dos Veadeiros. 

“As belezas naturais das terras Kalunga e também do parque [da Chapada] precisam ser valorizadas e os benefícios devem ficar para as comunidades originárias. Nosso compromisso é fazer com que essa cultura chegue ao mundo todo, como o baru e baunilha do Cerrado, mas sempre com uma contrapartida para quem vive aqui”, asseverou.  

Desde que o governador Ronaldo Caiado assumiu o Governo do Estado, a comunidade de Cavalcante recebeu vários benefícios. A energia elétrica já é uma realidade nas casas, as escolas contam com internet via satélite e a implantação do sistema de distribuição de água já está sendo viabilizada junto ao governo federal, jovens receberam formação sobre turismo, a OVG entregou cestas básicas e cobertores às famílias vulneráveis e, no último mês, foi anunciado que parte da produção de mandioca dos produtores rurais da região será adquirida pela Ambev para a produção de cerveja, como forma de gerar renda e impulsionar a economia da comunidade. 

Água tratada no Vão do Moleque e Vão das Almas 

No último mês de agosto, Gracinha Caiado, ao lado do presidente da Saneago, Ricardo Soavinski, visitou o ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni, para discutir obras de acesso à água para famílias das comunidades Kalunga do Vão do Moleque e do Vão das Almas, região que fica entre os municípios de Cavalcante, Teresina de Goiás e Monte Alegre, região Norte do Estado. 

“É uma preocupação muito grande do governador Ronaldo Caiado que essas famílias, que por tantos anos foram negligenciadas pelo poder público, tenham acesso a seus direitos. O ministro Onyx teve grande sensibilidade para com esses goianos e saímos desta reunião muito otimistas”, contou a primeira-dama. 

Algumas casas da região receberam do Governo de Goiás a doação de caixas d'água para a captação de água da chuva. Isso tem ajudado a amenizar o sofrimento dessas famílias que, muitas vezes, precisam andar por quilômetros para conseguir o recurso hídrico tão necessário para sobrevivência e higiene. 

Energia é realidade

Desde julho, parte das residências do Vão do Moleque já iluminam a noite escura no Cerrado. A energia elétrica chegou ao povoado em uma ação de parceria do Governo de Goiás, por meio do Gabinete de Políticas Sociais, e a Enel Distribuição Goiás. Ao todo 140 famílias serão contempladas.

As obras fazem parte do programa “Luz para Todos”, do governo federal. Foram construídos mais de 360 quilômetros de rede de distribuição e foram instalados 3,5 mil postes, com investimento estimado em R$ 22 milhões.

O Vão do Moleque existe há mais de 300 anos. E por quase três séculos viveu no escuro. A chegada da energia elétrica não só iluminou a vida de quem mora na região, como também, trouxe esperança de dias melhores. O produtor rural Domingos Pereira Fernandes foi um dos beneficiados. A casa dele, além de luz, também passou a ter geladeira. O próximo sonho é comprar uma televisão. “Nós esperamos por muitos anos a energia. Meu pai era novo. Aqui não tinha energia, água, estrada. Agora é diferente. Agora é realidade”, declarou Domingos.

Mais renda

No último mês de agosto, por meio da Secretaria da Retomada, o Governo de Goiás também anunciou a compra de 100 toneladas de mandioca, por parte da Ambev, para a fabricação de cerveja no Estado. Na ocasião, o governador Ronaldo Caiado afirmou que a primeira compra da empresa será de pequenos produtores e integrantes da agricultura familiar da região de Cavalcante e dos municípios de Flores de Goiás e Posse. “A empresa vai adquirir da região mais humilde de Goiás, com o IDH [Índice de Desenvolvimento Humano] mais baixo”, declarou.

A iniciativa foi comemorada pela presidente de honra da OVG. “As classes mais vulneráveis têm que ser olhadas com apoio e respaldo muito maior”, destacou Gracinha. Para ajudar os produtores rurais a organizarem a produção, a Secretaria da Retomada dá apoio e consultoria aos moradores desses municípios.

Legenda:

A coordenadora do Gabinete de Políticas Sociais, primeira-dama Gracinha Caiado durante visita à comunidade Kalunga do Vão do Moleque e da Maiadinha, em Cavalcante: “Queremos que vocês todos possam ter o melhor do Estado e o melhor de quem chega aqui”

Secretaria de Comunicação - Governo de Goiás




Nenhum comentário:

Postar um comentário