sexta-feira, 25 de setembro de 2020

Lançado programa que vai recondicionar e doar aparelhos eletrônicos. Alunos das regionais de Educação de Campos Belos e Posse-GO podem ser beneficiados com smartphones e internet


Foi lançado na manhã de quinta-feira (24) o Programa de Recondicionamento de Equipamentos Eletrônicos (Sukatech), que vai recuperar computadores e outros aparelhos eletrônicos para doá-los às escolas e outras organizações.

Segundo a Secretaria de Desenvolvimento e Inovação (Sedi), o Sukatech vai auxiliar na formação profissional de jovens na área de tecnologia da informação. Conforme o secretário Marcio Pereira, a intenção também é conscientizar sobre o descarte de materiais. “O programa capta todo o lixo eletrônico e destina materiais como plástico e metal para as respectivas indústrias. Outra parte vai para locais que vão recondicionar computadores que serão doados às escolas estaduais”, afirmou. A expetativa é tratar 1 mil toneladas por ano.

O projeto prevê a implantação de um Centro de Recondicionamento de Computadores e Capacitação (CRC). “Ele será implantado em uma das unidades da Escola do Futuro, onde vamos modificar a vida de muitos jovens por meio do conhecimento e aprendizado de uma nova profissão, além de transformar o que poderia virar lixo tecnológico, em equipamentos para escolas e organizações sociais”, explica o titular da Sedi.

Para três anos de projeto estão previstos investimentos de R$ 2,9 milhões. Os recursos, provenientes do Tesouro Estadual, serão utilizados na implantação da estrutura física e tecnológica, equipamentos e equipe técnica.

Doação de smartphones

Também foram repassados à Secretaria Estadual de Educação (Seduc) 1.136 smartphones doados pela Secretaria Especial da Receita Federal em Goiás. Os aparelhos serão destinados a alunos da rede estadual sem acesso à internet.

Os aparelhos são oriundos de operações da Receita Federal no combate ao descaminho e ao contrabando. Do total que será doado, 100 beneficiarão professores da rede estadual com baixa conectividade e 1.036 auxiliarão estudantes sem acesso à internet.

De acordo com a superintendente de Organização e Atendimento Educacional da Seduc, Patrícia Coutinho, os smartphones doados atenderão aos alunos das regionais de Educação que apresentam os maiores índices de estudantes sem acesso à internet. Segundo dados do Painel de Monitoramento, são elas: Águas Lindas, Aparecida de Goiânia, Campos Belos, Luziânia, Novo Gama e Posse.

Os estudantes que forem beneficiados com os smartphones ainda vão ganhar chips com internet, doados pela Vecto Mobile, empresa especializada em internet das coisas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário