quinta-feira, 24 de setembro de 2020

Polícia Civil prende suspeito de furto de energia em povoado da região de Posse-GO



A Polícia Civil de Goiás, por meio da Delegacia de Polícia (DP) de Posse, com o apoio do Ministério Público Estadual, efetuou a prisão de um de homem de 66 anos pela prática do crime de furto de energia.

Depois de receber a notícia de que moradores do Povoado “Marmeladas de Boas Tardes” estavam tendo problemas com a distribuição de água, advindos da má distribuição de energia elétrica, os policiais civis, junto com um perito criminal e eletricistas do município, foram até o povoado verificar a situação.

Chegando ao local, de dificílimo acesso, descobriu-se o que estava causando a má distribuição de água. Um proprietário rural tinha desligado o seu padrão de energia e religado a rede de energia no padrão de energia do Povoado, aliás, mantido pelos cofres do município de Posse, desviando assim grande parte da energia elétrica para a sua propriedade. Isso gerava uma sobrecarga no equipamento, fato que causava um enfraquecimento nas bombas d´água que abastece o povoado, causando assim um transtorno imensurável para os moradores.

Em contato com o Município, a Polícia Civil recebeu apenas uma pequena prévia do prejuízo causado ao erário. O consumo médio mensal que oscilava entre R$ 300 e R$ 500, com picos de R$ 4.000,00 mensais.  O Município, juntamente com a Enel, ainda está fazendo o levantamento do prejuízo experimentado.

Uma vez constatada a ligação clandestina, conhecida como “gato”, inclusive pericialmente, como o proprietário, empresário conhecido, não se encontrava no local, os policiais civis, diante do grande prejuízo econômico e social causados, diligenciaram ininterruptamente até encontrá-lo.

As diligências foram realizadas nos Municípios de Iaciara, Alvorada do Norte, Mambaí e Posse, onde o autor, de 66 anos, foi preso às 7h de hoje (24).

Após sua prisão, o autor foi conduzido à Delegacia de Polícia de Posse onde foi autuado pelo crime de furto de energia elétrica. Este é o primeiro caso de muitos que serão apurados pela Delegacia.

Fonte: PCGO

Nenhum comentário:

Postar um comentário