Vacinação

Conceito Fase 1

segunda-feira, 26 de outubro de 2020

Maguito Vilela, candidato a prefeito de Goiânia, é transferido para UTI para se tratar da Covid-19


Maguito Vilela (MDB), candidato a prefeito de Goiânia, foi transferido na manhã desta segunda-feira (26) para um leito de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) de um hospital particular da capital. O político, que tem 71 anos e já foi governador de Goiás, testou positivo para a Covid-19.

De acordo com nota da assessoria de Maguito, a transferência ocorreu "a fim de garantir maior suporte ventilatório para o tratamento da inflamação nos pulmões", provocados pela doença.

O comunicado afirma ainda que o quadro dele é considerado "estável, com pressão, função cardíaca e renal normais". Maguito está acordado e consciente.

De acordo com a última rodada da pesquisa Ibope, divulgada pela TV Anhanguera na última quarta-feira (21), Maguito aparece na primeira posição com 28% das intenção de voto.

O anúncio de que ele estava com coronavírus ocorreu um dia antes do resultado da pesquisa, na terça-feira (20). Desde então, o candidato cancelou toda sua agenda de campanha. Já na quinta-feira (22), ele foi internado para fazer o tratamento da doença.

Em agosto deste ano, Maguito perdeu duas irmãs para a Covid-19 em um intervalo de menos de dez dias. Nelita e Nelma Vilela tinham, respectivamente, 82 e 76 anos e moravam em Jataí.

Suporte 'adequado'

De acordo com o pneumologista Marcelo Rabahi, que acompanha o candidato, a transferência para a UTI tem como intuito possibilitar a Maguito "um suporte ventilatório mais adequado". O oxigênio será disponibilizado por meio de um cateter nasal de alto fluxo e de uma máscara de ventilação não invasiva, ele receberá oxigênio.

O médico destacou ainda que a situação tende a dar mais "conforto" ao paciente no "período mais crítico da doença".

Carreira política

Maguito já foi eleito vereador, deputado estadual e federal e vice-governador. Também foi governador do estado entre 1995 a 1998, quando disputou e ganhou a eleição para senador. Em 2007, foi nomeado por Guido Mantega, então ministro da Fazenda, como vice presidente do Banco do Brasil.

Antes de disputar a eleição desde ano, foi eleito prefeito de Aparecida de Goiânia, na Região Metropolitana da capital, por duas vezes, em 2008 e 2012.

Fonte: G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário