terça-feira, 6 de outubro de 2020

Tribunal de Justiça arquiva investigação contra o padre Robson de Oliveira


O Tribunal de Justiça do Estado de Goiás (TJ-GO) decidiu na tarde desta terça-feira (6) arquivar a investigação do Ministério Público (MP-GO) contra o padre Robson de Oliveira, no âmbito da Operação Vendilhões. A decisão do desembargador Nicomedes Domingos Borges foi acompanhada por unanimidade pela 1ª Câmara Criminal. Procurado, o MP-GO afirmou que vai aguardar ser notificado para tomada das próximas decisões.

Em nota, o advogado do padre Robson, Pedro Paulo de Medeiros afirmou que a decisão reconhece que não houve qualquer ato ilícito praticado pelo religioso. Diz ainda que “ele sempre se dispôs a esclarecer toda e qualquer dúvida sobre a sua atuação na Associação Filhos do Pai Eterno (Afipe) ou em qualquer outro âmbito de evangelização”.

Desde 21 de agosto o padre foi afastado das funções que ocupava como reitor da Basílica do Divino Pai Eterno, em Trindade e também à frente da Afipe. A situação aconteceu logo após o MP deflagrar a Operação Vendilhões, que apurava supostos desvios de doações à associação. O afastamento foi comunicado, em nota, pela Arquidiocese de Goiânia e segundo o documento, Robson foi quem solicitou.

O advogado do religioso afirmou que o retorno dele às funções anteriores depende de decisões internas, tanto da arquidiocese de Goiânia, quanto da Afipe, que já está sob nova direção. O novo reitor, João Paulo Santos de Souza, de 37 anos, foi empossado no último dia 27 de setembro.

A Afipe também se pronunciou sobre a decisão judicial, mas não mencionou a possibilidade de retorno de Robson às atividades da associação. Em nota, disse que continuará o trabalho de auditoria, reforma administrativa, implantação de governança e demais ações que estão em andamento na associação.

“Tais medidas são fundamentais para o renascer da Nova Afipe e para que a entidade possa continuar cumprindo com sua principal missão que é evangelizar e manter suas ações sociais, a obra da nova Basílica em Trindade e a TV Pai Eterno. Sendo, o mais importante, a confiança do devoto do Pai Eterno nas ações da entidade e na transparência que a atual gestão defende e trabalha”, diz o documento.

Fonte: O Popular

Nenhum comentário:

Postar um comentário