quinta-feira, 24 de dezembro de 2020

Goiás tem o segundo menor índice de isolamento social do país, diz pesquisa


Goiás tem o segundo menor índice de isolamento social do país, segundo a última pesquisa da empresa In Loco, que usa como base dados de localização dos celulares (veja o ranking do país acima).

O aumento do número de pessoas saindo de casa mesmo com a pandemia de coronavírus também foi registrado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), conforme pesquisa divulgada na quinta-feira (23).

O levantamento da In Loco calculou que 33,94% dos moradores do estado estavam em casa na quarta-feira (22). Porém, Goiás já esteve entre os líderes de isolamento social. Em 22 de março, o levantamento do In Loco registrou 62,2% de celulares parados no estado, ou seja, a população se movimentava com menos frequência. Essa porcentagem de pessoas paradas em um único lugar começou a cair a partir de 26 março, numa queda desenfreada.

Em maio, Goiás chegou a ocupar o último lugar no país neste ranking, ficando com 37,44% de pessoas isoladas. Atualmente, o número de isolamento é ainda menor (33,94%), mas o estado ainda perde para Tocantins, que está com o índice em 32,92%. Já a média no Brasil está em 36,4%, conforme o In Loco.

Mais pessoas saindo de casa

A Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNAD) Covid-19, do IBGE, divulgada na quinta-feira, aponta que aumentou em 2% a quantidade de moradores de Goiás que passou a sair de casa e a receber visitas, pois subiu de 48%, em outubro, para 50% em novembro, mês em que a pesquisa se refere, ou seja, quase 3,6 milhões dos 7,1 milhões goianos.

Ainda na pesquisa do IBGE, em torno de 2,6 milhões de pessoas, ou 35,8%, disseram só sair de casa por necessidades. O número de entrevistados que disseram cumprir o isolamento de forma rigorosa diminuiu de 11,1% para 9,5%.

A PNAD avaliou ainda que o número de pessoas que não estão fazendo nenhuma restrição ficou estável em 4,4%, ou seja, 317 mil pessoas.

Prevenção da Covid-19 durante festas

Preocupados com a possibilidade de aumento no número de casos após as festas de fim de ano, o governo de Goiás divulgou um "manual" com uma série de regras que os goianos devem respeitar durante para evitar a disseminação do coronavírus. Entre as recomendações está o uso de máscara, distanciamento de dois metros e evitar aglomerações de qualquer tipo.

O documento com essas medidas a serem tomadas alerta que encontros entre pessoas que não moram na mesma casa representam risco.

Segundo a última atualização do boletim do coronavírus, divulgado pela Secretaria de Estado da Saúde de Goiás (SES-GO) na quinta-feira, o estado já ultrapassou 303 mil casos de Covid-19, sendo que mais de 6,7 mil morreram.

Fonte: G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário