sexta-feira, 4 de dezembro de 2020

Maguito Vilela é transferido para UTI comum após testar negativo para coronavírus


O prefeito eleito de Goiânia, Maguito Vilela (MDB), foi transferido para uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI) comum na quinta-feira (3). Como ele não está mais com o coronavírus no corpo, deixou o leito especial exclusivo para pacientes com Covid-19 e foi levado outra ala do Hospital Albert Einstein, que recebe pacientes não contaminados.

De acordo com boletim médico divulgado nesta quinta-feira, o prefeito eleito passou por dois exames RT-PCR e ambos deram negativo para coronavírus. A assessoria diz que o primeiro teste foi realizado na segunda-feira (30) e o outro, no dia seguinte, como uma contraprova.

O boletim ainda informa que Maguito Vilela segue internado em UTI com quadro clínico estável, porém apresenta boa oxigenação no sangue. O político ainda está com a abertura no pescoço feita por uma traqueostomia. Continua sedado, entubado, ligado à máquina ECMO, que ajuda na respiração, e fazendo hemodiálise.

Histórico de internação

O político testou positivo para o coronavírus em 20 de outubro. Dois dias depois, foi internado em um hospital de Goiânia.

Em 27 de outubro, ele recebeu diagnóstico de até 75% de inflamação nos pulmões e um alerta para o nível crítico de saturação de oxigênio no sangue. No mesmo dia, foi transferido para São Paulo.

Em 30 de outubro, Maguito foi entubado, pela primeira vez, após piora no quadro respiratório. Em 8 de novembro, ele voltou a respirar sem o equipamento. O político apresentou piora e voltou à ventilação mecânica em 15 de novembro, dia da votação. Dois dias depois, o candidato iniciou o tratamento respiratório com ECMO, uma máquina que imita as funções dos pulmões.

Em agosto deste ano, Maguito perdeu duas irmãs para a Covid-19 em um intervalo de menos de 10 dias. Elas tinham 82 e 76 anos e moravam em Jataí, cidade natal do político localizada no sudoeste de Goiás.

Fonte: G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário