segunda-feira, 7 de dezembro de 2020

Menor suspeito de matar professor em Formosa-GO é apresentado, mas liberado

Um adolescente de 17 anos foi apresentado, na madrugada desta segunda-feira (7), suspeito de participação na morte do professor Fabiano Rabêlo Mendonça, de 35 anos, encontrado na manhã do último domingo (6), no município de Formosa, no Entorno de Brasília. No entanto, o menor foi ouvido e liberado em razão da “fragilidade das provas” apresentadas.

Segundo o delegado responsável pelas investigações, Danilo Rezende, o adolescente foi apresentado pela Polícia Militar na Central de Flagrantes de Anápolis. Ao ser interrogado, o menor negou qualquer envolvimento na morte de Fabiano e, devido à falta de evidências, acabou sendo liberado.

“Em função da fragilidade do conjunto, o plantonista entendeu que não tinha elementos para a apreensão em flagrante. Realmente estava muito frágil o conjunto probatório”, afirmou o delegado.

Menezes adiantou que a Polícia Civil está trabalhando junto com a Polícia Militar, com troca de informações, e já tem uma linha de investigação, estando focada nela. Contudo, o delegado disse que ainda não pode revelar quaisquer detalhes das apurações. “Acredito que, em breve, a gente consiga dar uma resposta para esse fato”, finalizou Menezes, se referindo à morte de Fabiano.

Professor foi encontrado morto com perfurações pelo corpo

O professor Fabiano Rabêlo Mendonça foi encontrado morto, na manhã de ontem, domingo (6), em uma estrada vicinal de Formosa. De acordo com a Polícia Civil (PC), o corpo de Fabiano estava dentro de seu carro e apresentava várias marcas de perfurações, provavelmente causadas por uma faca.

Ainda de acordo com a PC, a chave do carro estava na ignição. Fabiano foi velado no mesmo dia em que o corpo foi encontrado e sepultado na manhã desta segunda-feira (7), no cemitério Cruz das Almas. Ele era dirigente do Sindicato dos Trabalhadores Públicos Municipais de Formosa (Sinprefor) e ex-presidente do Conselho Municipal de Educação.

“[…] uma pessoa incrível que conquistou o seu espaço com muito esforço. Em nome do SINPREFOR, externamos o nosso pesar a todos os familiares, amigos e os companheiros da educação”, diz uma publicação da entidade.

Pelas redes sociais, Fabiano foi homenageado, inclusive, pela ex-ministra do Meio Ambiente, Marina Silva, que lamentou a perda e se referiu ao professor como “servidor público exemplar”. Veja abaixo:

“NOTA DE PESAR

Lamentamos profundamente o falecimento do professor Fabiano Rabêlo Mendonça em Formosa (GO), município onde residia e servia à população como professor.

Em sua trajetória profissional Fabiano foi servidor público exemplar e dedicou a vida à educação sendo presidente do Conselho Municipal de Educação e Dirigente do SINPREFOR (Sindicato de Trabalhadores Públicos Municipais de Formosa-GO).

Filiado fundador da REDE Sustentabilidade, se comprometeu com a construção política do partido e com o desenvolvimento de um novo modelo de sociedade mais justo e sustentável.

Esperamos que as autoridades públicas esclareçam as circunstâncias do seu assassinato e promovam justiça.

À família e amigos nossas condolências.

Comissão Executiva

Rede Sustentabilidade DF”

Fonte: Mais Goiás

Nenhum comentário:

Postar um comentário