domingo, 1 de agosto de 2021

PRF apreende 1,5kg de cloridrato de cocaína em Alvorada do Norte-GO


A Polícia Rodoviária Federal (PRF) prendeu um homem de 64 anos que estava transportando 1,5kg de cloridrato de cocaína na tarde da última quinta-feira (29) na BR 020, em Alvorada do Norte, no nordeste goiano.

Os PRFs estavam efetuando fiscalizações de rotina quando abordaram um ônibus que fazia a linha Goiânia/GO – Luís Correia/PI. Os policiais pediram para que cada passageiro apresentasse a sua bagagem, mas uma mochila sobrou. Depois de diligências, um homem assumiu ser o dono da mochila.

Quando os policiais a revistaram, encontraram um pacote embalado com tema infantil. O suspeito negou que o “presente” fosse dele. Os policiais abriram o pacote e viram que ele estava embalado ainda por diversos balões grossos. Ao abrir, encontraram cerca de 1,5kg de cloridrato de cocaína. A substância tem um alto valor de mercado _ cerca de 225 mil reais.

O homem não deu qualquer declaração sobre onde adquiriu a droga nem para onde a estava levando. Ele, que já tinha passagem por lesão corporal, foi preso e encaminhado à Delegacia de Polícia Civil de Posse/GO.

Operação em Alto Paraíso de Goiás apreende R$ 9 mil em notas trocadas, drogas e mais


Equipes policias de Alto Paraíso de Goiás deflagraram, na sexta-feira (30), a Operação Efeito Cascata. Além de cumprirem 15 mandados de busca e apreensão, quatro mandados de prisão preventiva e efetuar duas prisões em flagrante, foram apreendidos cerca de R$ 9 mil em notas trocadas, munições, balança de precisão e quase 5 Kg em drogas diversas.

A ação investiga o tráfico de drogas sintéticas e crimes patrimoniais. Uma das prisões foi efetuada no Distrito Federal e a operação contou com 50 policiais civis.

Os presos foram recolhidos na unidade prisional e estão à disposição do Poder Judiciário. A operação contou, também, com o apoio dos policiais civis da 11ª Delegacia Regional de Polícia (DRP) de Formosa e do grupo tático da Polícia Civil.

Covid-19: Campos Belos-GO deixa zona vermelha no mapa de risco


A atualização de sexta-feira (30) do mapa de risco da Secretaria Estadual de Saúde (SES-GO) tirou três regiões da zona vermelha. As regionais Nordeste I (Campos Belos), Entorno Norte (Formosa) e Estrada de Ferro (Catalão) não estão mais em situação de calamidade, conforme os critérios da pasta.

Agora, são sete regiões no pior cenário da epidemia de covid-19 em Goiás, conforme a SES-GO. Na semana passada, eram nove. Quem teve piora foi a regional São Patrício I (Ceres), que estava em situação crítica e agora está marcada em vermelho.

Seguem por mais uma semana em calamidade: Rio Vermelho (Itaberaí), Oeste I (Iporá), Oeste II (São Luís de Montes Belos), São Patrício II (Goianésia), Sudoeste II (Jataí) e Sul (Itumbiara).

Há oito regiões no cenário laranja, o intermediário. Além da Nordeste I e Estrada de Ferro, que evoluíram de calamidade para crítica, também estão nessa situação a Nordeste II (Posse), Central (Goiânia), Centro-Sul (Aparecida de Goiânia) e Sudoeste I (Rio Verde), que mantiveram o status.

As regiões Pireneus (Anápolis) e Serra da Mesa (Uruaçu) antes estavam em alerta e agora regrediram para a cor laranja.

No amarelo, há apenas três regionais, como na semana passada. Tratam-se da Entorno Norte (Formosa), antes em calamidade; Entorno Sul (Luziânia), na semana passada no cenário crítico; e Norte (Porangatu), que manteve o status.

Veja os índices Re de cada região

Central: 1,19

Centro-Sul: 1,73

Entorno Norte: 1,38

Entorno Sul: 1,41

Estrada de Ferro: 1,52

Nordeste I: 1,02

Nordeste II: 1,54

Norte: 0,53

Oeste I: 1,72

Oeste II: 1,43

Pireneus: 1,16

Rio Vermelho: 1,31

São Patrício I: 1,58

São Patrício II: 1,38

Serra da Mesa: 1,19

Sudoeste I: 0,95

Sudoeste II: 1,26

Sul: 1,55

sexta-feira, 30 de julho de 2021

Prefeitura de Monte Alegre de Goiás anuncia processo seletivo com 42 vagas


A Prefeitura de Monte Alegre de Goiás, no nordeste do estado, anuncia a realização de um novo Processo Seletivo, que tem por objetivo o preenchimento de 42 vagas destinadas a contratação de profissionais, em caráter temporário.

Há oportunidades disponíveis entre os seguintes cargos: Professor Pedagogo (4); Professor - Educação Física (1); Auxiliar de Ensino Básico - Zona Rural (10); Auxiliar de Serviços Gerais - Merenda-Limpeza Zona Rural (9); Auxiliar de Serviços Gerais - ASG (6); Motorista ônibus escolar categoria D (1); Motorista categoria D (1); Monitor de Creche (4); Vigilante Noturno (5); e Nutricionista (1).

Para concorrer a uma das chances ofertadas, é necessário que o candidato possua escolaridade entre níveis fundamental incompleto, médio e superior, relativo ao cargo pleiteado. Ao ser contratado, o profissional deve exercer funções em jornadas de 20 a 40 horas semanais, referente a remuneração mensal no valor que alterna entre R$ 1.100,00 a R$ 2.200,00.

Procedimentos para participação

Os interessados em participar do Processo Seletivo, podem se inscrever de forma presencial no período de 2 a 5 de agosto de 2021, na Secretaria Municipal de Educação, situada na Praça da Matriz, nº 02.

Como forma de classificação, os candidatos serão submetidos à aplicação de avaliação de títulos, com base nos critérios de pontuação especificados no documento de seleção.

Clique aqui e acesse o edital

Fonte: PCI Concursos 

Ações do Governo transformam rotina em Cavalcante-GO e beneficiam comunidades Kalunga, no Nordeste de Goiás



Energia elétrica, água tratada, educação, tecnologia, mais emprego e renda. Esses são conceitos até pouco tempo distantes dos moradores de Cavalcante, no Nordeste goiano. Mais de 500 quilômetros separam a capital goiana e a região, onde vive a Comunidade Quilombola Kalunga São Domingos.

Desde o início da gestão atual, em 2019, o Governo de Goiás concentra esforços articulados entre os órgãos estaduais, em diversas frentes, para mudar a realidade local. São medidas articuladas pelo Gabinete de Políticas Sociais (GPS) que trazem transformações significativas no dia a dia de todos.

Ao fazer um balanço, o governador Ronaldo Caiado diz que, mesmo com as dificuldades impostas nos primeiros anos de gestão, hoje a população sente a diferença. “O Estado se faz presente e propicia mudanças, ao garantir qualidade de vida e atendimento à população. Você não faz tudo do dia para a noite, mas resolve com trabalho e dedicação”, diz ao lembrar de ações sociais, incentivos junto aos pequenos produtores familiares e obras de infraestrutura. “Nós vamos mudar o Nordeste goiano”, resume.

Uma das primeiras iniciativas realizadas na gestão de Caiado na região foi a ampliação do serviço de energia elétrica para comunidades Kalunga. Mais de 140 famílias foram beneficiadas com a parceria do Governo de Goiás, por meio do GPS, com a Enel Distribuição, em 2020. As obras fazem parte do programa “Luz para Todos”, do governo federal. Foram construídos mais de 360 quilômetros de rede de distribuição e instalados 3,5 mil postes, com investimento de R$ 22 milhões.

A chegada da energia veio acompanhada de outro serviço básico, o acesso à água tratada. Foram beneficiados cerca de 650 moradores da Comunidade Quilombola Kalunga São Domingos. Todas as 210 moradias do povoado já recebem água tratada com regularidade após a inauguração do sistema de abastecimento, feito pelo Governo de Goiás, por meio da Saneago. O investimento na obra foi de cerca de R$ 500 mil.

Segundo a presidente de honra da Organização das Voluntárias de Goiás (OVG) e coordenadora do GPS, primeira-dama Gracinha Caiado, as transformações promovidas dependem de iniciativas conjuntas com envolvimento da população e dos governos municipal e Estadual, imbuídos de um só pensamento: ajudar. “Quando estamos com esse sentimento, sem dúvida o desenvolvimento é muito maior. É assim que trabalhamos para oferecer melhor qualidade de vida à população em vulnerabilidade”, disse.

“A gente agradece bastante por terem nos enxergado”, disse o aposentado Adir Soares de Sousa, de 64 anos. “A primeira-dama veio aqui, prometeu e cumpriu. Antes, a gente carregava água do rio até em casa. Hoje não precisamos disso, não tem essa dificuldade. Temos água em casa”, relatou. “Nunca tivemos chance com governantes aqui. E agora vieram o governador e a primeira-dama, que é uma mulher disposta e sem orgulho”, elogiou.

Assistência

Cavalcante também está no programa Goiás Social, lançado em 15 de junho. Analistas da OVG já realizaram visitas técnicas a 170 famílias em vulnerabilidade. A partir das informações colhidas in loco, o Governo de Goiás leva qualificação profissional e para a agricultura familiar, alfabetização de adultos, reforma de casas e o Crédito Social, programa voltado para aquelas pessoas que passam pela capacitação e querem empreender.

Dentro da iniciativa, no município, 120 imóveis foram elegíveis para reforma. Além disso, as equipes verificaram junto à comunidade o interesse em cursos nas áreas de costura, informática, horticultura, reciclagem, criação de peixes, pedreiro e condutor de turismo. Durante as visitas, foram entregues itens como enxoval para bebê, brinquedos, andador, cobertores, cadeira de rodas padrão e higiênicas, entre outros produtos. Entre janeiro de 2019 e junho de 2021, a OVG entregou 6.537 benefícios em Cavalcante.

Uma das beneficiadas foi a idosa Antônia Bispo da Cunha, de 80 anos. Com problemas nas articulações, ela não consegue andar. Desde o início do ano, a família recebe a assistência do Governo de Goiás. Foram doadas cadeiras de rodas e banho, colchão caixa de ovo e também fraldas geriátricas. “Foi muito boa essa ajuda porque estávamos com dificuldade para andar com ela. Sem falar que o colchão deixa minha mãe mais confortável e tranquila para dormir”, explicou a filha da idosa, Iracema Bispo Cunha.

O GPS também articulou a distribuição de cestas básicas para os moradores de Cavalcante. Foram encaminhados mais de 8,2 mil kits de alimentos à prefeitura e às associações quilombolas Kalunga e famílias que vivem em assentamentos rurais. E o governador já autorizou a compra de nova remessa, que será entregue neste segundo semestre de 2021.

Imunização

No combate à Covid-19, as ações nas comunidades Kalunga ocorreram com prioridade, em Cavalcante. A imunização nos territórios começou em março com uma força-tarefa montada pela Secretaria Estadual de Saúde (SES) em conjunto com o município, por conta da distância e dificuldade de acesso às regiões. Foram vacinados 5.252 adultos. A iniciativa também englobou outros municípios como Monte Alegre e Teresina de Goiás.

Na área da educação, foram distribuídos 30 notebooks, 600 livros didáticos e construídas duas salas de aula em comunidades Kalunga, que também receberam a instalação de kits de energia fotovoltaica. As escolas também são beneficiadas com internet via satélite, serviço disponibilizado após parceria do Governo de Goiás, por meio da Secretaria de Desenvolvimento e Inovação (Sedi), com o Ministério de Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI). As conexões possibilitam o acesso à internet e a aplicação no ensino a distância. O projeto Goiás Tec, de mediação tecnológica voltado para o Ensino Médio, atende quatro turmas com um total de 60 alunos.

O GPS também implantou o Programa Alfabetização e Família, executado pela Secretaria da Educação (Seduc) em parceria com a Fundação Roberto Marinho. O projeto é destinado para adultos com média de idade acima de 50 anos. Em 2019, oito turmas foram iniciadas com 49 alunos, em Cavalcante. Por conta do público mais adulto, durante a pandemia a ação foi paralisada, mas a previsão é de retomada em agosto de 2021.

Mesmo assim, já há resultados positivos com a ação. Até o momento, 11 pessoas foram alfabetizadas. “Temos uma previsão para iniciarmos mais 10 turmas, ou seja, cerca de 70 alunos na primeira semana de agosto”, estima a superintendente de Modalidades e Temáticas Especiais da Seduc, Núbia Rejane Ferreira da Silva.

Robótica

Como complemento às ações da educação, Cavalcante é uma das cidades beneficiadas com um laboratório Include, que funciona no Colégio Estadual Elias Jorge Cheim. A iniciativa capacita gratuitamente jovens entre 12 e 20 anos com cursos na área de robótica, programação, eletrônica, sensores e mecânica, além de oferecer oficinas de empreendedorismo e IOT (internet das coisas).

Segundo a coordenadora regional dos Includes de Alto Paraíso e Cavalcante, Raphaely Luz, por enquanto, as aulas ocorrem de maneira remota, mas a partir de agosto serão ministradas de forma híbrida. “Tivemos boa adesão e estamos com inscrições para um novo processo de matrícula”, ressalta. Elas podem ser feitas no endereço eletrônico: https://www.institutocampusparty.org.br/inscricao-aluno.

“O curso traz coisas inovadoras, de que eu não tinha noção e conhecimento. Para quem mora no interior, tecnologia e robótica praticamente não existem. Quando soube, fiquei curiosa”, diz Alani Ferreira Silva, de 19 anos. “Cada dia tem uma coisa nova”, completa. Alani afirma que, mesmo com as aulas remotas, a qualificação é interessante, com “conversa interativa entre alunos e professores”.

Os requisitos para inscrição no Include são: ter entre 12 e 20 anos, ser estudante de escola pública ou bolsista e residir na comunidade em que o laboratório se encontra. Até o momento, o Governo do Estado investiu R$ 930 mil em seis unidades. A meta é atender 1,8 mil jovens goianos em situação de vulnerabilidade até 2023.

Produção da mandioca

Como o governador Ronaldo Caiado costuma dizer, não há política social mais efetiva por parte do poder público do que criar estímulos e ferramentas que proporcionem geração de emprego e renda. E em Cavalcante isso não é diferente. O município integra o projeto da cerveja regional feita a partir da fécula de mandioca adquirida de pequenos produtores. O insumo serve para a produção da Esmera de Goiás, fabricada pela Ambev.

O trabalho conjunto do Governo de Goiás e da unidade da empresa sediada em Anápolis impacta positivamente a vida de aproximadamente 2,5 mil pessoas do Nordeste goiano, primeira região responsável por fornecer a matéria-prima para produção da bebida.

Como ação da iniciativa, está a assistência aos produtores por meio da Agência Goiana de Assistência Técnica, Extensão Rural e Pesquisa Agropecuária (Emater). “O trabalho do escritório envolve consultoria e assessoria sobre os melhores adubos para a produção da mandioca, dicas de correção o solo, variedades mais produtivas que vão gerar qualidade e maior cultivo por hectare ou área”, explica o assistente de desenvolvimento rural e responsável pelo escritório da Emater em Cavalcante, Gonçalo Amarantes Ribeiro.

A agência também dá suporte para os produtores que desejam vender para a Ambev. Isso porque o órgão faz a avaliação do quantitativo e também organiza a criação de grupos de agricultores para que juntos somem até 25 toneladas de cultivo de mandioca, a capacidade de uma carreta carregada, providenciada pela cerveja para fazer o transporte do insumo.

“Já estava sem plantar mandioca há muito tempo, cerca de três anos, mas agora consegui vender 10 toneladas e já fiz um novo plantio”, afirma um dos produtores em Cavalcante, Valdeci Francisco da Conceição. Até então, a raiz servia apenas para consumo e fabricação de farinha. Em muitos momentos, a produção era perdida por falta de destinação. Agora, com o novo mercado para comercialização do insumo, o agricultor familiar comemora. “Estamos plantando muito mais para fornecer à Ambev. Dá para conseguir um troco.”

Até o momento, a Ambev adquiriu 1.407 toneladas de mandioca, número que aumenta gradativamente. No ano passado, o volume adquirido foi de 222 toneladas, já em 2021, a produção vendida chega 1.185 toneladas. Com isso, 1.001 pessoas, desde famílias, produtores, arrancadores e transportadores são impactados com a produção de cerveja a base de mandioca. Além de Cavalcante, outros 23 municípios também integram a iniciativa.

Tantos benefícios têm o reconhecimento da gestão municipal. O prefeito de Cavalcante, Vilmar Souza Costa, disse que “as ações afirmativas” estão dando oportunidades na cidade e no campo. “Temos que agradecer o olhar que o governo tem dado não só a Cavalcante, mas ao Nordeste goiano, que sempre foram esquecidos. O que o governador promoveu, nesses dois anos e pouco, não foi feito em 50 anos”, sublinha.

Fonte: Secretaria de Comunicação (Secom-GO)

MP-GO cumpre mandados contra empreiteiros e ex-servidores da antiga Agetop por desvios de R$ 400 milhões em obras


O Ministério Público de Goiás (MP-GO) cumpriu 21 mandados de busca e apreensão contra empreiteiros e ex-servidores da antiga Agência Goiana de Transportes e Obras Públicas (Agetop) por supostos desvios de R$ 400 milhões em dez obras públicas.

Os nomes dos suspeitos não foram divulgados pelo MP. Por isso, a reportagem não localizou a defesa para se manifestar.

A Agência Goiana de Infraestrutura e Transportes (Goinfra), como é chamada agora, informou que a investigação apura desvio de recursos públicos ocorridos antes de 2019. "A atual gestão da agência está à disposição das autoridades e tem contribuído de todas as maneiras possíveis com o trabalho do Ministério Público de Goiás", diz o comunicado.

Os mandados foram cumpridos nas cidades de Goiânia (19), Aparecida de Goiânia (1) e Senador Canedo (1).

A Operação "Old School" apura crimes de corrupção ativa e passiva, falsidade ideológica, organização criminosa e lavagem de dinheiro, praticados por servidores públicos e empresários do ramo da construção civil.

O MP-GO não informou se serão cumpridos mandados de prisão contra suspeitos nem detalhes sobre as obras e valores que as empreiteiras receberam. Também não foi repassado informação se as obras foram concluídas ou não.

Como funcionava o esquema:

Empreiteiras faziam pagamentos indevidos a fiscais responsáveis pelas medições das obras. Esses pagamentos eram feitos por intermediários;

As vantagens indevidas não eram só em pagamento, mas também por meio de outras vantagens, como a contratação de motorista particular para o fiscal de obra, por exemplo;

O MP disse que existem elementos que sinalizam esquema de intermediação pelos fiscais de obras na indicação e subtração de prestadores de serviços para as construtoras, com recebimento de percentual do serviço;

Além disso, o Ministério Público apura a existência de sócios ocultos nas empresas investigadas.

Fonte: G1

Caiado anuncia abertura de 5 mil vagas para Programa Aprendiz do Futuro



Iniciativa seleciona jovens com idade entre 14 e 15 anos, nos 246 municípios goianos, para aprendizagem profissional em órgãos estaduais. Benefícios incluem pagamento no valor de R$ 660, além de vale transporte, 13º salário, seguro de vida, uniforme e cursos de qualificação. Cada participante receberá ainda um tablet para estudos. Podem participar do certame estudantes da rede pública, ou bolsistas de instituições privadas, com renda familiar de até dois salários mínimos.  Governador cita oportunidades, esperança e transformação do futuro. “Nós estamos no caminho certo para cuidar das pessoas”, afirma primeira-dama Gracinha Caiado

O governador Ronaldo Caiado, ao lado da presidente de honra da Organização das Voluntárias de Goiás (OVG) e coordenadora do Gabinete de Políticas Sociais (GPS), primeira-dama Gracinha Caiado, anunciou a abertura de 5 mil vagas do Programa Aprendiz do Futuro, nesta quinta-feira (29/07), em evento no Palácio das Esmeraldas, em Goiânia.

O projeto do Governo de Goiás, desenvolvido por meio da Secretaria de Desenvolvimento Social (Seds), tem como objetivos a promoção da inclusão social, aumento na renda familiar, melhoria na qualidade de vida e garantia da permanência do jovem na escola.

Os adolescentes selecionados serão contratados para aprendizagem profissional em órgãos estaduais e passarão por cursos de qualificação técnica, voltada ao mercado de trabalho, e terão o desempenho escolar acompanhado. Além do pagamento do programa, no valor de R$ 516,66, eles terão direito a vale-alimentação no valor de R$ 150, vale-transporte, 13º salário, seguro de vida e uniforme.

Para Caiado, a iniciativa evidencia uma mudança de cenário no Estado de Goiás quando o assunto é a atenção aos jovens que buscam a primeira oportunidade profissional. “O programa tem que ser educativo e profissionalizante. Temos que dar oportunidade a esses jovens”, ressaltou o governador.

Caiado defendeu ainda a missão do programa de promover apoio àqueles que realmente precisam do Governo do Estado. “Serão 5 mil jovens que estariam excluídos da possibilidade de serem bons profissionais; que não teriam esperança de galgar uma posição melhor e ter uma condição de vida melhor”, declarou ao defender o propósito de transformação do futuro.

Ao mencionar o processo multidimensional para a seleção dos beneficiários do programa, a primeira-dama Gracinha Caiado defendeu que o Governo do Estado está “no caminho certo para cuidar das pessoas”. “É a certeza da mão do Estado estendida àqueles que realmente precisam”, reforçou. Ao falar sobre os critérios para a escolha dos bolsistas, a primeira-dama lembrou que a atenção aos vulneráveis está acima de questões partidárias. “O governador Caiado faz política com os políticos e olha que ele é bom nisso. Agora, quando nós falamos em apoio social, o importante é o resultado. Não podemos fazer política com as pessoas que tanto esperam a mão estendida e apoio do governo”, endossou.

Durante a solenidade, Caiado anunciou também a entrega de 5 mil tablets para todos os jovens que participarão do Aprendiz do Futuro. O Governo de Goiás garantiu 4 mil equipamentos e a Rede Nacional de Aprendizagem Promoção Social e Integração (Renaspi), parceira do Programa, mais mil unidades. Além disso, os participantes que apresentarem melhor desempenho serão contemplados com bolsas de estágio, na modalidade de intercâmbio na Espanha.

Vale lembrar que as inscrições do programa começam no próximo domingo, 1º de agosto, e seguem até o dia 15 do mesmo mês. O projeto contemplará menores de 14 e 15 anos, dos 246 municípios goianos. “Temos a responsabilidade de dar aos jovens condições mínimas de qualidade de vida”, frisou Caiado.

Contratação

De acordo com o secretário de Desenvolvimento Social, Wellington Matos de Lima, o Aprendiz do Futuro chega com uma nova proposta. "O objetivo é oferecer oportunidades com incentivo aos estudos e à capacitação. Vamos auxiliar o dia a dia desses jovens, mas vamos também consolidar um futuro de sucesso", comemorou.

Já o vice-governador Lincoln Tejota ressaltou o fortalecimento das políticas sociais no Governo do Estado que, hoje, tem programas reais para “acolher as pessoas mais carentes”. “O que estamos entregando para esses jovens não é uma vaga de trabalho, estamos entregando uma perspectiva de um futuro diferente”, afirmou.

A presidente da Renaspi, Raquel Barbosa, enalteceu a iniciativa governamental de incluir os jovens no mercado corporativo. “Goiás está saindo na frente. Não é apenas a realização de um trabalho social, mas um legado que vai alcançar inúmeras famílias diretamente e indiretamente”, defendeu.

“Investir nos nossos jovens, no futuro do nosso Estado, é aplicar os recursos com responsabilidade”, salientou o presidente da Assembleia Legislativa, Lissauer Vieira, ao expor que, em ações como esta, percebe-se que o Governo, sob a condução de Caiado, está “atento às necessidades da população”.

O deputado estadual Henrique Arantes afirmou que vê o estabelecimento do programa “com esperança” e reconheceu que a proposta resulta da condução eficiente da gestão. “O Estado está sim avançando e tendo capacidade de investir, vocês fizeram gestão bem feita para que os recursos sejam aplicados em programas como este”, frisou.

Qualificação Técnica

O Aprendiz do Futuro visa ainda contribuir para a formação e qualificação técnico-profissional destas pessoas. Por isso, os cursos oferecidos estão entre as principais demandas do mercado e as disciplinas escolares básicas, como português e matemática, serão reforçadas.

Segundo dados apresentados pelo secretário de Desenvolvimento Social, Wellington Matos de Lima, houve um crescimento do número dos jovens que trabalham e não estudam de 18% para 22%. “É importante ressaltar que a crise econômica afetou também o envolvimento escolar desses jovens. Nosso papel é construir uma ponte entre o momento de dificuldade e a recuperação tão esperada. E não há ponte melhor que oportunidade”, finalizou.

Prestigiaram o lançamento do programa os secretários de Estado Bruno D'Abadia (Administração) e Tony Carlo (Comunicação); os presidentes  Rivael Aguiar (GoiásFomento), Haroldo Naves (Federação Goiana dos Municípios – FGM – e prefeito de Campos Verdes) e Carlão da Fox (Associação Goiana dos Municípios - AGM -  e prefeito de Goianira); o prefeito de Anicuns, Paulo César  Nascimento; o vice-prefeito de Anicuns, Domingos Valadão; e o vice-presidente da Agência Goiana de Habitação (Agehab), Luiz Sampaio.

Secretaria de Comunicação - Governo de Goiás

quinta-feira, 29 de julho de 2021

Hospital Regional de Formosa-GO realiza sua 1ª cirurgia ortopédica infantil


As crianças possuem uma rotina agitada. Com aprendizado constante e contínuo, por meio de relações interpessoais e brincadeiras, elas são movidas pela curiosidade e pela ânsia de conhecer coisas novas em um curto período de tempo.

Contudo, toda essa energia natural do desenvolvimento pode gerar quedas e outros tipos de acidentes domésticos, como foi o caso do pequeno Ronei Aldemir Jovino Flôr, de 2 anos de idade.

Ele deu entrada no Hospital Regional de Formosa na segunda-feira (26), para tratar uma fratura no braço direito. Residente do município de Flores de Goiás, ele foi acolhido pelos profissionais da unidade do Governo de Goiás no município do Entorno do Distrito Federal e preparado para a cirurgia, realizada na manhã de terça-feira.

Após pouco mais de uma hora e meia, o procedimento foi concluído com sucesso. O paciente se recuperou bem e teve alta na manhã dessa quarta-feira.

A mãe de Ronei, Maria Aparecida Jovino Flôr, agradeceu a atenção e os cuidados com a criança. “Eu estou muito feliz por ter resolvido essa questão do meu filho, aqui no Hospital Regional de Formosa. A cirurgia foi tranquila, ele está ótimo e só resta gratidão pelo acolhimento”, disse.

Após o período pós-operatório, Ronei voltará ao hospital para nova avaliação médica. “Estamos muito felizes por ajudar esse garotinho.

E isso tudo foi possível graças ao nosso novo centro cirúrgico, que tem feito a diferença para os munícipes de Formosa e de outras cidades do Entorno, como foi o caso de Ronei”, firmou Felipe Uchôa, diretor técnico do hospital.

“Essa foi a primeira cirurgia ortopédica infantil realizada nesta unidade. Mais uma excelente página da história recente do HRF. Nossa meta é ajudar outras tantas crianças, adolescente e adultos que necessitarem de procedimento cirúrgico nesta área”, destacou Uchôa.

Centro cirúrgico

Desde o dia 16 de julho, o HRF realiza cirurgias de urgência, de pequena e média complexidade, na área de ortopedia. Uma vitória para os munícipes da região, que até então eram transferidos para outras unidades do Estado.

Os procedimentos são as chamadas cirurgias de urgência de segundo tempo, ou seja, para pacientes que chegam na emergência com algum tipo de fratura que não coloca sua vida em risco e que não precisa –  do ponto de vista cirúrgico – ser abordada de imediato.

Nesse caso, a pessoa é estabilizada, medicada e submetida a antibioticoterapia, para evitar processos infecciosos. Na sequência, os médicos agendam a data para o procedimento. Nesse  primeiro momento, as cirurgias já estão sendo realizadas nas terças e sextas-feiras.

Estadualizado em 2020

O HRF foi estadualizado em abril de 2020, após aprovação da Câmara dos Vereadores e da Assembleia Legislativa. O Instituto de Medicina, Estudos e Desenvolvimento (Imed) assumiu a gestão em junho daquele ano.

A fim de ampliar o atendimento à população, foram instalados dez leitos de UTI para pacientes com Covid-19. As obras na unidade continuam em andamento.

Dentro do processo de regionalização, moradores da cidade e região continuarão contando com os serviços de pronto-socorro 24 horas, clínica médica, ortopedia e atendimento a gestantes.

Dessa forma, após a urgência da pandemia, o hospital, com suas melhorias, ficará como legado à região, ampliando as opções de atendimento para usuários do Sistema Único de Saúde (SUS).

Fonte: Secretaria de Saúde

Mulher denuncia que foi agredida e teve celular tomado por PM enquanto filmava abordagem ao filho em Simolândia-GO; vídeo

 

Uma técnica de enfermagem de 54 anos denuncia que foi agredida por um policial militar em Simolândia, no nordeste de Goiás. Um vídeo mostra quando a mulher filma uma abordagem ao seu filho, que estava sendo preso e, durante a discussão, o PM toma o celular da mão dela (veja vídeo acima). A Polícia Militar informou que está apurando o caso.

O caso aconteceu na noite da última quinta-feira (22). Rosária da Silva Andrade contou que viu quando a polícia prendia o seu filho perto de casa. Segundo a PM, uma pessoa o denunciou por suspeita de agressão e ameaça a uma mulher e ao irmão. Quando foi abordado, ele estaria alterado e agressivo, xingando e desacatando os militares.

A técnica de enfermagem afirma, no entanto, que o filho foi agredido mesmo já estando algemado. “O trabalho dele é prender e levar, não é espancar na frente de uma mãe”, disse.

Após a prisão, o homem foi levado para uma unidade de saúde para passar pelo exame de corpo de delito. A mãe dele, então, foi atrás. Vídeos mostram que o homem preso estava exaltado e a família tentava controlá-lo.

Rosária conta que, para tentar evitar excessos, ficou na frente do filho e começou a filmar a abordagem. O policial, então, diz que iria prender o homem por desacato e também a técnica de enfermagem. Na sequência, avança para pegar o celular.

“Meu outro filho gravou tudo isso. Ele tomou meu celular e quebrou meus óculos. Antes, ele já tinha me xingado e cuspido na minha cara”, afirmou Rosária. Após ser retirado da mulher, o celular foi apreendido.

Segundo a Polícia Militar, os familiares tentaram impedir a ação da equipe e insultaram os policiais. Foi aberto uma sindicância para apurar os fatos.

Fonte: G1

Prefeito de São Simão-GO fez videochamada com adolescente para mostrar partes íntimas, denuncia mãe do garoto



A mãe de um adolescente de 15 anos, que preferiu não se identificar, contou que o prefeito de São Simão, Francisco de Assis Peixoto (PSDB), fez várias videochamadas com o filho e, em uma delas, mostrou as partes íntimas.

O político foi preso em Goiânia, na quarta-feira (28), durante cumprimento de mandado de prisão. Ele é investigado por suspeita de envolvimento em crime contra a dignidade sexual de menor.

Em nota, a assessoria de imprensa da prefeitura disse que as acusações são "infundadas" e que serão esclarecidas ao longo das investigações. A reportagem também solicitou uma posição ao partido e aguarda um retorno.

“Ele fez outra videochamada, aí mostrando as partes íntimas dele. Teve outra videochamada, só que meu filho foi tão inteligente que ele gravou a chamada. Falei: ‘meu filho, isso é caso de polícia, não está certo’”, contou a mãe.

Em um print da chamada é possível ver o rosto do prefeito. Após fazer a gravação, a mulher procurou o Conselho Municipal de Segurança Pública para pedir ajuda. A presidente do conselho, Vanessa Lima Araújo, entregou o celular do adolescente para o promotor de Justiça investigar o caso.

A mãe contou que o prefeito se aproximou do filho por meio de mensagens de celular. “Meu filho recebeu uma mensagem escrita: ‘bem-vindo’. Ele perguntou quem era. Aí ele se identificou e falou: ‘é o Assis’. Meu filho perguntou se era o prefeito. Ele respondeu que sim", explicou.

A data de início da investigação não foi informada porque o processo corre em segredo de Justiça, mas a presidente do conselho diz que recebeu seis denúncias de abuso sexual envolvendo o nome do prefeito nos últimos seis dias.

São casos recentes e antigos, segundo a presidente, que fez comparação com o início das investigações do homem que se dizia médium e fazia atendimentos Abadiânia, também em Goiás.

“Aqui, eu falo que deu o efeito João de Deus. Uma pessoa teve coragem de se expor primeiro. Tenho recebido várias denúncias. As pessoas têm me procurado e tem procurado diretamente o MP também", contou Vanessa Araújo.

Veja os crimes em que Assis Peixoto é investigado:

Artigo 241A do Estatuto da Criança e do Adolescente: Oferecer, trocar, disponibilizar, transmitir, distribuir, publicar ou divulgar por qualquer meio, inclusive por meio de sistema de informática ou telemático, fotografia, vídeo ou outro registro que contenha cena de sexo explícito ou pornográfica envolvendo criança ou adolescente. A pena é de prisão de quatro a oito anos, e multa;

Artigo 215A da Lei 2848: Praticar contra alguém e sem a sua anuência ato libidinoso com o objetivo de satisfazer a própria lascívia ou a de terceiro, com pena de reclusão de um a cinco anos de prisão.

Busca e apreensão

Na quarta-feira (28), a promotoria de Justiça e a Polícia civil cumpriram três mandados de busca e apreensão na prefeitura e em um hotel de parentes do prefeito. O promotor Fabrício Lamas, porém, não falou quais objetos foram apreendidos.

O presidente da Câmara Municipal da cidade, Lucas Barbosa Vasconcelos, enviou um ofício à promotoria pedindo mais detalhes sobre a denúncia para que as informações sejam analisadas para futuras providências.

Fonte: G1

Mãe de Formosa-GO luta para conseguir remédio que custa R$ 8,9 milhões


Com pouco mais de 20 anos, Erica Francisca de Sousa tinha um emprego, um filho e um marido. Ela vivia em Formosa, município goiano do Entorno do Distrito Federal, e ficou sabendo que mais um bebê estava a caminho. Era uma menina que, ao nascer, ganhou o nome de Marjorie. A garota trouxe alegria para a família, mas também uma grande preocupação ao ser diagnosticada, aos dois meses, com Atrofia Muscular Espinhal (Ame Tipo 1), doença caracterizada pela ausência do gene SMN1, que produz a proteína alimentadora dos neurônios motores, células da medula espinhal que controlam os músculos e movimentos do corpo. Para sobreviver, Marjorie precisa do medicamento que já ficou conhecido como “o remédio mais caro do mundo”.

Desenvolvido e fabricado pelo laboratório Novartis de origem suíça, o Zolgensma é uma terapia gênica inédita no mundo. Aplicado em uma única infusão venosa, o medicamento fornece ao organismo uma cópia sintética do gene SMN1, levando à produção da proteína que evita a perda progressiva da função muscular. Com um ano e cinco meses, Marjorie integra o grupo de várias outras crianças brasileiras que buscam na Justiça o direito de ter acesso ao remédio que chegou a custar R$ 12 milhões, mas a Novartis comercializa hoje no País por R$ 8,9 milhões, e continua sendo considerado “o mais caro do mundo”.

Para frear o avanço da Ame, a droga precisa ser aplicada até os dois anos de idade. Na luta judicial para ter direito ao Zolgensma, a mãe de Marjorie perdeu a batalha em primeira instância, na Justiça Federal, mas a advogada dela, Graziela Costa Leite, uma especialista na área, recorreu com agravo de instrumento e aguarda julgamento. Enquanto espera, Marjorie, que precisou de um longo período de internação hospitalar, está em casa sob intensos cuidados, faz uso de ventilação mecânica e se comunica com a mãe somente com os olhos. O pai se afastou da família, obrigando Erica a se mudar com os dois filhos para a casa da mãe, em Planaltina (DF).

Desde agosto do ano passado, Erica tenta levantar recursos financeiros para adquirir o Zolgensma. Ela abriu contas na plataforma Vakinha Virtual – Campanha Marjorie Gonçalves – e no Instagram – Cure a Marjorie. Mas o valor estratosférico do medicamento está longe de ser alcançado por ela. “Nunca me imaginei numa situação dessas, mas Deus nos capacita. Eu me considero uma guerreira porque faço o papel de mãe e de pai. Meu ex-marido já deixou claro que não quer saber.” A mãe de Érica, funcionária pública que recebe um salário mínimo, acolheu em casa a filha e os netos.

Anvisa

Estima-se que hoje no Brasil existam 8 mil pessoas diagnosticadas com Ame. Em agosto do ano passado a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) registrou o Zolgensma e seu preço foi estabelecido pela Câmara de Regulação do Mercado de Medicamentos (CMED), um órgão interministerial. Como a droga está longe de ser oferecida pelo Sistema Único de Saúde (SUS), as famílias recorrem à Justiça. Está disponível no SUS o Spinraza (nusinersena), terapia de uso contínuo para tratamento da atrofia que melhora a condição do paciente, mas não promete os mesmos efeitos do Zolgensma. Embora essa terapia inédita não cure a doença, não permite que novos neurônios sejam destruídos por ela. Aos poucos, a criança que não perde a capacidade cognitiva, ganha qualidade de vida.

O laboratório Novartis foi procurado para se pronunciar, mas não se pronunciou até o fechamento desta matéria.

As melhoras são significativas

A advogada Graziela Costa Leite, com escritório na capital paulista, é uma especialista em causas relacionadas à saúde. Mãe de um filho de dez anos, portador de Ame 3, possui sob sua responsabilidade pelo menos 60 causas em busca do Zolgensma. Até agora ela foi vitoriosa em oito. Ela atribui o alto preço do medicamento ao “capitalismo desenfreado, ao abuso econômico”. Segundo ela, não se trata de incidência de impostos. “Os tributos para comercialização do medicamento ficam nos Estados Unidos. No Japão, de acordo com a advogada, o mesmo remédio é vendido pela metade do preço. É baseado no fato de que se trata de uma terapia única, que Graziela tenta romper as barreiras judiciais.

Quando há o reconhecimento da Justiça da importância do medicamento há outra batalha burocrática. O profissional médico que cuida da criança entra em contato com a indústria farmacêutica, um contrato é encaminhado ao Poder Judiciário e a União faz o depósito numa conta judicial. No último ano, a advogada acompanhou de perto as crianças que receberam o Zolgensma. “Elas começam a andar, saem da ventilação mecânica e passam a interagir mais com suas famílias. São melhoras significativas. São crianças inteligentes que podem chegar à universidade”, afirma. Graziela confirma que o abandono de Érica não é único. “Pelo menos 70% das mães de filhos com Ame estão sozinhas. Os homens não conseguem encarar esse enfrentamento”.

Fonte: O Popular

PRF apreende moto com quase R$ 60 mil em multas na BR-020, em Formosa-GO


A Polícia Rodoviária Federal (PRF) apreendeu uma moto com quase R$ 60 mil em infrações, na BR-020, em Formosa, cidade goiana no Entorno do Distrito Federal. Segundo a corporação, além das multas, a motocicleta estava com pneus carecas e com o sistema de iluminação com defeito.

A apreensão aconteceu na manhã da última terça-feira (27). De acordo com a PRF, os policiais estavam em ronda quando decidiram abordar o veículo.

Após a consulta à base de dados do Departamento de Trânsito de Goiás (Detran-GO), verificou-se que a motocicleta estava com débitos que somam pouco mais de R$ 58 mil.

A corporação informou que esse valor também é referente ao IPVA e licenciamento anual da motocicleta, sendo que a última vez que o veículo foi licenciado foi em 2017.

Segundo a tabela da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe) de 2021, o modelo novo custa em média R$ 7 mil.

Após a abordagem, a moto, uma Honda CG 150, foi apreendida pela PRF e o condutor ainda recebeu outras quatro notificações relacionadas a mau conservação do veículo e ao uso inadequado do capacete.

Fonte: G1

Governo de Goiás entrega 60 mil notebooks para alunos da 3ª série do Ensino Médio


Com investimento de R$ 144 milhões, computadores começam a ser distribuídos no retorno parcial às aulas presenciais, em agosto. Objetivo é dar condições de conectividade aos estudantes no regime híbrido de ensino. “Goiás hoje é referência nacional em educação. Temos escolas recuperadas, novos laboratórios, salas de aula, cozinha, garantia à alimentação e todo o equipamento necessário”, afirma governador Ronaldo Caiado

O Governo de Goiás, por meio da Secretaria de Estado de Educação (Seduc), entrega 60 mil notebooks, do tipo Chromebooks, a todos os alunos da 3ª série do Ensino Médio da rede estadual de ensino. Os estudantes vão receber o equipamento no retorno parcial às aulas presenciais, em agosto. O investimento foi de R$ 144 milhões.

O objetivo é dar condições de conectividade aos estudantes no regime híbrido de ensino. Os alunos poderão levar os computadores para casa e utilizá-los para estudar e participar das aulas remotas. Por meio da assinatura de um termo de cessão de uso, o aluno ficará com o computador até o final do ano letivo, quando irá devolvê-lo para a escola, a fim de beneficiar outro estudante no próximo ano.

“Goiás hoje é referência nacional em educação. Temos escolas recuperadas, novos laboratórios, salas de aula, cozinha, garantia à alimentação e todo o equipamento necessário”, afirma governador Ronaldo Caiado sobre os avanços na área.

“Os investimentos que a atual gestão vem fazendo em tecnologia são inéditos e históricos. Os estudantes vão poder continuar a estudar em casa e com isso ganhar cada vez mais o poder de competitividade para enfrentar as provas do Enem”, destacou a secretária Fátima Gavioli.

Sobre a escolha da 3ª série para a entrega de computadores, a superintendente de Ensino Médio da Seduc, Osvany Gundim, justificou “Os estudantes da 3ª série vão prestar o Enem ou vão para o mercado de trabalho no final do ano. Considerando que ela foi uma das séries mais prejudicadas pela pandemia, temos muito o que fazer, do ponto de vista pedagógico, para minimizar as perdas de aprendizagem desses alunos”.

O que é Chromebook?

O superintendente de Tecnologia da Seduc, Bruno Marques, conta que o Chromebook é um computador similar ao notebook, porém com algumas diferenças. “A gente costuma chamar o Chromebook de um desktop educacional. Ele é mais leve, no sentido de que não tem um sistema operacional como o Windows (ele usa o sistema Google OS), e os aplicativos que se usa nele são semelhantes ao do celular”, explicou.

Bruno também ressaltou que, como muitas funcionalidades do Chromebook precisam de Internet, os alunos que não tiverem conectividade em casa podem usar a escola como ponto de apoio para baixar vídeos e atividades e atualizar os programas, e continuar estudando off-line em casa. “Eles podem ir para a escola, atualizar e carregar os programas, e depois continuar a trabalhar em casa”, reforçou.

Programa Conectar

Para garantir Internet de alta velocidade em todas as escolas estaduais, o Governo de Goiás lançou o programa Conectar, em maio deste ano. O programa destina às escolas estaduais, mensalmente, recursos proporcionais ao número de estudantes matriculados para a contratação de links de Internet com velocidade suficiente para atender todos os seus alunos e professores.

Os valores variam entre R$ 233,00, para escolas com menos de 210 alunos, e R$ 300,00, para as escolas com mais de 1.700 estudantes. O programa Conectar conta com investimento estadual de R$ 4,8 milhões.

Secretaria de Estado de Educação (Seduc) - Governo de Goiás

Prefeito de São Simão-GO é preso em operação envolvendo abusos sexuais contra menores


O prefeito de São Simão Assis Peixoto (PSDB) foi preso na tarde de quarta-feira (28), em Goiânia, por suspeita de envolvimento em abuso sexual contra menores.

A prisão preventiva ocorreu em meio a Operação Paideia, realizada pelo Ministério Público do Estado de Goiás (MP-GO) e pela Polícia Civil.

Foram cumpridos também três mandados de busca e apreensão na prefeitura da cidade e em um hotel que pertence a familiares do prefeito. Segundo o MP, seis vítimas procuraram o órgão, todas menores de idade e por isso o processo corre em segredo de Justiça.

Todos os mandados expedidos pela Vara Judicial de São Simão foram cumpridos e a ação contou com quatro promotores de Justiça, quatro delegados da Polícia Civil e 12 policiais civis. Houve também apoio do Centro de Inteligência do MP-GO.

A assessoria da prefeitura afirmou que "São acusações infundadas, que serão esclarecidas ao longo das investigações."

quarta-feira, 28 de julho de 2021

Novos Caminhos abre 300 vagas para cursos gratuitos de formação profissional


O programa Novos Caminhos, parceria do Governo de Goiás, via Secretaria de Desenvolvimento e Inovação (Sedi), com o programa Bolsa Formação, do Ministério da Educação e Cultura (MEC), está com inscrições abertas até sexta-feira (30) para 300 vagas de cursos de formação profissional a distância.

São 125 vagas para o curso de Assistente Administrativo (160h); 125 vagas para o curso de Assistente de Recursos Humanos (160h) e 50 vagas para o curso de Assistente de Logística (160h).

As aulas, via internet, terão início no próximo dia 30 de agosto e se encerrarão no dia 29 de outubro deste ano e poderão ser acessadas a partir de qualquer localidade de Goiás, em função da pandemia do coronavírus. Poderão se inscrever, no endereço eletrônico www.desenvolvimento.go.gov.br (aba Novos Caminhos, edital 004), jovens com idade a partir de 15 anos que tenham concluído o Ensino Fundamental.

Este é o quarto edital de chamamento de cursos do Programa Novos Caminhos este ano. Ao todo, foram disponibilizadas mais de 1,2 mil vagas, tendo mais de 800 alunos certificados. “O objetivo é qualificar os jovens diretamente para o mundo do trabalho”, disse a coordenadora Geral do Programa Novos Caminhos na Sedi, Ludmilla Danas Gonçalves.

O Novos Caminhos foi estruturado de forma a proporcionar oportunidades, emprego, renda e novas tecnologias aos futuros profissionais jovens, tornando-os tecnicamente aptos para os novos tempos de competitividade profissional. Lembrando que os certificados são chancelados pelo Ministério da Educação (MEC).

Vagas:

125 de Assistente Administrativo (160h)

125 de Assistente de Recursos Humanos (160h)

50 de Assistente de Logística (160h)

Inscrições: Até 30 de julho pelo site www.desenvolvimento.go.gov.br (aba Novos Caminhos, edital 004)

Início das aulas: 30 de agosto na modalidade remota (EaD)

Fonte: Sedi - Governo de Goiás

Homem é preso por importunação sexual de menor, ameaça e violação de domicílio em Posse-GO


Na manhã da última terça-feira (27), após denúncia ao COPOM, a polícia militar foi empenhada para averiguar uma possível tentativa de estupro na Rua 10, no Setor Morada do Sol, cidade de Posse, no nordeste goiano.

No local informado a equipe localizou a vítima, menor, de 12 anos de idade, juntamente com sua mãe; a vítima disse que está com medo de sair na rua, pois todas as vezes que precisa sair, o autor diz que irá abusar sexualmente dela.

Na manhã desta quarta-feira (28), por volta das 09h, quando estava em sua residência assistindo desenho, o autor a ameaçou novamente, proferindo palavras de baixo calão.

Diante dos fatos a equipe de serviço acompanhada pelo Conselho Tutelar e demais equipes de serviço conduziram todos os envolvidos até a Delegacia de Polícia Civil para as demais providências, após a confecção do relatório médico no Hospital Municipal de Posse.

Foi registrado em desfavor do autor os seguintes crimes: ameaça - Art. 147 DO CPB; Violação de domicílio - Art. 150 CAPUT DO CPB; Ato obsceno - Art. 233 do CPB; Importunação sexual - Art. 215 A do CPB; e perseguição cometida contra mulher por razões da condição de sexo feminino - Art. 147-A, § 1°, INC. II DO CPB.

Fonte: 24° BPM

Relator nega recurso de Marconi Perillo e vota pelo aumento da pena do ex-governador


Começou na terça-feira (27) o julgamento dos recursos criminais apresentados pelo ex-governador de Goiás Marconi Perillo (PSDB) e pelo Ministério Público Eleitoral na ação que apura crimes de associação criminosa e fraude processual nas eleições de 2006. O relator, desembargador Luis Eduardo de Sousa, negou os argumentos apresentados pela defesa e votou pelo aumento da pena do tucano.

Marconi já havia sido condenado em primeira instância a prestar serviços comunitários e a pagar R$ 18 mil por uso de caixa 2 na campanha eleitoral de 2006, quando foi eleito senador. A decisão foi do juiz eleitoral Wilson da Silva Dias, da 133ª zona eleitoral, que também absolveu o ex-governador por três outros crimes denunciados pelo Ministério Público.

Tanto Marconi quanto o MPE, portanto, entraram com recursos, que agora são analisados pelo Tribunal Regional Eleitoral de Goiás (TRE-GO). A sessão começou a julgar o caso ontem. Depois da leitura do voto do relator, o juiz Átila Naves pediu vistas. Com isso, a sessão foi suspensa e o caso volta a ser apreciado na tarde desta quarta (28).

Sessão

Durante sua argumentação, o procurador Célio Vieira da Silva acusou Marconi de ser o mentor e principal beneficiário do esquema de captação ilícita de recursos. A manifestação foi acatada pelo relator, desembargador Luis Eduardo de Sousa.

Sousa também negou provimento ao recurso de Marconi e argumentou que as interceptações telefônicas evidenciam a participação ativa do ex-governador no esquema. Nas palavras do desembargador, o político "exercia a chefia dos seus associados".

O juiz, portanto, votou pela prisão de Marconi por fraude processual eleitoral, falsidade ideológica e formação de quadrilha. A pena é de oito anos de reclusão e multa no valor de R$ 70.350. Os direitos políticos do ex-governador, que hoje é cotado para disputar uma vaga na Câmara dos Deputados em 2022, também podem ficar suspensos.

Com o retorno da sessão hoje, ainda resta a apresentação dos votos dos outros desembargadores que integram o TRE-GO para se chegar à decisão final. Advogado de Marconi nessa ação, Antônio Carlos de Almeida Castro, o Kakay, disse que esse é apenas um voto e que vai esperar a continuidade do julgamento.

Fonte: O Popular

Goinfra inicia obras de revitalização do Aeródromo de Campos Belos-GO


A Agência Goiana de Infraestrutura e Transporte (Goinfra) está realizando obras no Aeródromo de Campos Belos, no nordeste goiano.

A pista de 1.200 metros de comprimento e está sendo pavimentada e toda sinalização na horizontal será refeita.

Ao todo, são 19 aeródromos em operação, 15 totalmente revitalizados pela Goinfra nos últimos 2 anos e meio.

Na semana passada, foi inaugurado o Aeródromo de Morrinhos, com todas as adequações necessárias para homologação junto à Anac.

Já no aeroporto de Ceres, a agência está concluindo o pavimento asfáltico da pista de pouso e decolagem, vai reestruturar a taxiway, o pátio de aeronaves e realizar melhorias funcionais.

Segundo a Goinfra, em breve, os aeroportos estarão prontos e poderão atender a população recebendo aviões de pequeno porte e médio portes, ambulâncias aéreas, entre outras aeronaves.

Mais 231.660 doses chegam a Goiás para novo reforço à vacinação contra Covid-19


Primeiro carregamento a desembarcar, nesta quarta-feira (28/07), no Aeroporto Internacional de Goiânia, foi de 159.120 imunizantes da AstraZeneca. Depois, 72.540 unidades da Comirnaty, fabricadas pelo laboratório Pfizer. Governador Ronaldo Caiado alerta para necessidade de se manter os cuidados. “A nova variante Delta tem nos surpreendido com a capacidade de atingir pessoas mais jovens e também contaminar idosos”, destaca

O Governo de Goiás recebeu, nesta quarta-feira (28/07), dois novos lotes de vacina contra Covid-19, com total de 231.660 imunizantes. O primeiro carregamento desembarcou logo pela manhã, no Aeroporto Internacional de Goiânia, com 159.120 doses da AstraZeneca, produzidas pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz). À tarde, chegaram 72.540 vacinas da Comirnaty, do laboratório Pfizer. Com as unidades encaminhadas pelo Ministério da Saúde na terça-feira (27/07), Goiás completa 386.460 doses recebidas nesta semana.

Do aeroporto de Goiânia, a carga foi encaminhada para a Central Estadual de Rede de Frio, no Jardim Santo Antônio, para contagem e redistribuição para os municípios goianos. As vacinas da AstraZeneca serão usadas exclusivamente para aplicação da dose de reforço. Já os imunizantes do laboratório Pfizer serão destinados à primeira e segunda doses.

“Seja exemplo no nosso Estado, nos ajude a convencer a população. É inaceitável que Goiás ainda tenha pessoas que não voltaram para tomar a segunda dose”, salientou o governador durante evento, em Goiânia, na manhã desta quarta-feira.

Caiado também alertou para a necessidade de a população manter os cuidados, especialmente com a ocorrência da variante Delta em Goiás. A Secretaria de Estado da Saúde (SES-GO) confirmou que foram identificados cinco casos, sendo quatro em moradores de Goiânia e um de Santo Antônio do Descoberto, até terça-feira. Não há registro de transmissão comunitária no Estado.

“Essa nova variante delta tem nos surpreendido com a capacidade de atingir pessoas mais jovens e também contaminar idosos”, frisou Caiado. “Não parem de usar máscara. Mantenham os protocolos”, acrescentou.

O secretário de Estado da Saúde de Goiás, Ismael Alexandrino, também alertou para a importância de a população não perder o prazo para completar a imunização com o reforço. “As pessoas devem ficar atentas e voltar aos postos para receberem a segunda dose dentro da data preconizada e informada no cartão de vacinação”, ressaltou.

Campanha em Goiás

Além da remessa desta quarta-feira, no dia anterior o Ministério da Saúde enviou 154.800 doses de vacinas contra a Covid-19 para o Estado, sendo 34.600 da AstraZeneca/Covax Facility, para aplicação de segunda dose, e 120.200 da Coronavac/Butantan, para primeira e segunda doses.

Do total de imunizantes recebidos, até às 15h desta quarta-feira (28/07), Goiás aplicou 2.957.146 primeiras doses das vacinas contra a Covid-19 em todo o Estado. Com o esquema vacinal completo, seja pelo reforço ou pela aplicação de vacina em dose única, foram imunizadas 1.117.326 pessoas. Com o novo carregamento, Goiás atinge a marca de 5.237.350 vacinas recebidas desde o início da campanha, em janeiro de 2021.

Secretaria de Comunicação - Governo de Goiás

Caiado anuncia promoção de policiais durante aniversário de 163 anos da PM e formatura de novos oficiais




Ao todo, 46 alunos se formam no 16º Curso de Habilitação de Oficiais Auxiliares da PMGO, turma batizada com nome da presidente de honra da Organização das Voluntárias de Goiás (OVG) e coordenadora do Gabinete de Políticas Sociais (GPS), primeira-dama Gracinha Caiado. “No dia 21 de setembro, vamos viabilizar o maior número de promoções e de qualificação dos nossos policiais”, afirma governador. Ele diz que espera liberação do Tesouro Nacional para realizar concurso destinado ao preenchimento de vagas junto às forças de segurança

O governador Ronaldo Caiado anunciou que vai viabilizar “o maior número de promoções e de qualificação dos nossos policiais” durante participação, nesta quarta-feira (28/07), na solenidade em comemoração do aniversário de 163 anos da Polícia Militar do Estado de Goiás (PMGO) e da formatura de 46 alunos do 16º Curso de Habilitação de Oficiais Auxiliares da PMGO (CHOA). Ele estava acompanhado da presidente de honra da Organização das Voluntárias de Goiás (OVG) e coordenadora do Gabinete de Políticas Sociais (GPS), primeira-dama Gracinha Caiado, que recebeu homenagem durante o evento.

“No dia 21 de setembro, saberemos fazer e dar atenção merecida. Vamos viabilizar o maior número de promoções e de qualificação dos nossos policiais”, afirmou Ronaldo Caiado, ao reforçar que o Estado tem “compromisso com a segurança pública de Goiás”.

Questionado sobre a realização de concurso para a corporação, o governador assegurou que o Estado conseguirá promover um novo certame após liberação por parte do Tesouro Nacional. “Estamos trabalhando fortemente para esse objetivo. Temos que pagar dívidas acumuladas anteriormente. Até aí, o Tesouro impede que a gente promova concursos”, informou.

A solenidade foi marcada por homenagens aos policiais militares, comandantes e autoridades. Durante discurso, o governador ressaltou a atuação da corporação como formadora de policiais de excelência: “Temos a polícia mais eficiente, capaz de trazer paz e tranquilidade ao Estado”, pontuou Caiado.  

Aos novos oficiais, formados pelo 16º Curso de Habilitação de Oficiais Auxiliares (CHOA), turma batizada com o nome de Gracinha Carvalho Caiado, o governador desejou sucesso. “Vocês estarão nas ruas, em vários municípios de Goiás. Desejo determinação e coragem para proteger as pessoas de bem, aqueles que trabalham, que produzem e que não podem ser sequestrados pela bandidagem”, declarou.

O evento contou ainda com entrega da Ordem do Mérito Tiradentes, honraria criada para reconhecer a atuação de autoridades civis e militares em prol da instituição. As medalhas são concedidas anualmente, no dia 28 de julho, data em que se celebra o aniversário da Polícia Militar em Goiás.

Entre os homenageados estavam a primeira-dama, Gracinha Caiado. Ela reforçou que o Governo de Goiás investe cada vez mais na valorização dos policiais, “em estrutura e equipamentos melhores para que a ordem em Goiás seja mantida”. A presidente de honra da OVG declarou: “Vocês fazem parte da melhor Polícia do Brasil e sei que o legado dessa instituição será levado de forma gloriosa por todos”.

Vice-governador, Lincoln Tejota reconheceu o esforço da Polícia Militar em melhorar a segurança pública de Goiás. “Presto minha continência aos senhores e senhoras, e demonstro o orgulho que tenho de ser vice-governador da melhor polícia do País. Temos muito o que realizar daqui para frente, mas queremos fazer isso ao lado de vocês”, destacou.

Na sequência, o secretário de Segurança Pública do Estado de Goiás (SSP-GO), Rodney Miranda, ressaltou o balanço de produtividade das forças de segurança. “Nos seis primeiros meses do ano, nós experimentamos, mais uma vez, reduções históricas nos índices de violência de Goiás. Isso é fruto de muito trabalho”, pontuou. Para o secretário, a missão é “continuar trabalhando com seriedade e honestidade, para dar ainda mais qualidade de vida e segurança à população”.

Comandante-geral da Polícia Militar, coronel Renato Brum classificou o trabalho policial como “esperança e força”. Ele agradeceu a confiança de Caiado na corporação. “Nossa missão prioritária é tratar bem a nossa história, honrar e conduzir a PM ao encontro dos anseios da população goiana”, garantiu.

Também presente no evento, o deputado estadual Coronel Adailton parabenizou aos “irmãos e irmãs” de farda. “Quero devotar meu apreço a todos os oficiais que se formam hoje, que estão nas ruas sempre ajudando a defender e a promover a segurança da nossa corporação”.

Também estiveram presentes os secretários de Estado Tony Carlo (Comunicação) Coronel Luiz Carlos de Alencar (Casa Militar); deputados estaduais Amauri Ribeiro, Major Araújo e Rafael Gouveia; comandante da Base Aérea de Anápolis, coronel aviador Gustavo Pestana Garcêz; comandante do Corpo de Bombeiros do Estado de Goiás, coronel Esmeraldino Jacinto de Lemos; diretor-geral da Administração Penitenciária (DGAP), tenente-coronel Franz Augusto Marlus Rasmussen Rodrigues; delegado-geral da Polícia Civil, Alexandre Lourenço; assessores especiais da governadoria Rafael Rahif, Cunha e Lívio Luciano; superintendente da Polícia Rodoviária Federal (PRF) em Goiás, Vinícius Veiga Fleury; e o chefe de Estado Maior Estratégico da PM, Evenir da Silva Franco Júnior.

Ainda os subcomandantes André Henrique Avelar de Sousa (Geral da Polícia Militar) e Jailton Ribeiro (Corpo de Bombeiros); vice-presidente da Agência Goiana de Habitação (Agehab), Luiz Sampaio; Reitor do Centro Universitário de Anápolis (UniEvangélica), Carlos Hassel Mendes; Prefeito de São Luís de Montes Belos, Major Eldecirio da Silva; vereadores Sargento Novandir Rodrigues e Cabo Senna.

Secretaria de Comunicação - Governo de Goiás