quinta-feira, 25 de fevereiro de 2021

Cotecs das regiões Norte e Nordeste Goiano realizam 1ª Semana de Emprego e Renda


A ação tem como objetivo impulsionar o mercado e apoiar, por meio da propagação do conhecimento, o desenvolvimento de Goiás

Os Colégios Tecnológicos de Goiás Genervino Evangelista da Fonseca (Cristalina), Carmem Dutra Araújo (Formosa) e Maria Sebastiana da Silva (Porangatu), realizam entre os dias 21 e 25 de fevereiro, a 1ª Semana de Emprego e Renda com objetivo de impulsionar o mercado e apoiar, por meio da propagação do conhecimento, o desenvolvimento de Goiás.

As ações do projeto em execução estão sendo transmitidas pelo canal Peequi no Youtube e feitas de forma virtual por meio de lives com palestras e debates sobre diversos assuntos que segmentam a atividade econômica no Estado de Goiás.

 As novas perspectivas do desenvolvimento do emprego e renda para os setores agrícola e logístico; ensino à distância em tempos de pandemia; estratégia para recolocação e impulsionamento da economia local e os efeitos da educação profissional para a empregabilidade e renda de jovens e adultos são dos assuntos trabalhados no 1º Semana de Emprego e Renda.

Segundo a superintendente de Desenvolvimento e Inovação Tecnológica do Ibraceds, Selva Oliveira de Araújo Almeida esta é mais uma ação que tem como intuito unir o diálogo e o conhecimento na busca pela promoção da formação profissional e o fomento do mundo do trabalho. “Nosso estado é dono de um grande potencial no segmento do agronegócio, minério e reservas naturais. Podemos impulsionar esses segmentos com conhecimento, informação e profissionais aptos para o trabalho”, avalia Selva.

Ainda segundo a superintendente, mesmo que de forma virtual, tem sido possível dar apoio às ações do governo na reconstrução do estado e principalmente na retomada da economia.

A 1ª Semana de Emprego e Renda se encerra nesta quinta-feira, 25, com uma live realizada pelo Cotec Maria Sebastiana da Silva de Porangatu. Professores e especialistas vão se unir e discutir os efeitos da formação profissional na empregabilidade e renda de jovens e adultos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário