sexta-feira, 26 de fevereiro de 2021

Distrito Federal terá lockdown pela primeira vez


Na noite de quinta-feira (25/2) o governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha, decidiu adotar medidas mais restritivas para evitar a proliferação da covid-19. A partir de segunda-feira (1º/3), todas as atividades econômicas ficarão suspensas das 20h às 5h, à exceção de serviços essenciais.

O decreto com os detalhes das novas regras deve ser publicado ainda nesta sexta-feira (26). Outra decisão que partiu do Executivo local na quinta-feira (25/2) trata-se do adiamento do retorno presencial de alunos da rede pública de ensino, que chegou a ser anunciado para 8 de março.

Esta é a primeira vez que o DF tem uma medida com foco em impedir a circulação de pessoas desde o início da pandemia. A ação afetará, principalmente, lojas, restaurantes e bares.

O governador havia sido informado de que a ocupação dos leitos em unidades de terapia intensiva (UTIs) para pacientes com covid-19 na rede pública de saúde chegou a um nível preocupante, superior a 90% e, portanto, próximo de um colapso. A decisão saiu depois de Ibaneis passar os últimos dias tentando evitar a medida, que atinge fortemente a atividade econômica do DF.

Também na quinta-feira (25/2), o governador do DF se reuniu com prefeitos das 33 cidades que compõem a Região Integrada de Desenvolvimento do Distrito Federal (Ride).

O assunto do lockdown entrou na pauta e, nos próximos dias, os gestores dos municípios vão produzir e publicar um decreto conjunto que trata do fechamento do comércio nas respectivas cidades.

O Distrito Federal está com taxa de ocupação de 92% nas UTIs públicas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário