domingo, 21 de fevereiro de 2021

Divinópolis de Goiás adotará medidas mais restritivas do que nota técnica recomendada pela SES-GO


O prefeito de Divinópolis de Goiás, no nordeste goiano, Charley Tolentino, informou na manhã deste domingo (21), que o município vai seguir a nota técnica da Secretaria de Estado de Saúde de Goiás (SES-GO).

Além disso, o gestor informou que o município vai adotar medidas mais restritas do que recomenda a nota técnica da SES-GO.

Novas medidas que serão implantadas a partir de segunda-feira (22), no município:

Bares e Distribuidoras

Funcionamento apenas das 07 às 18 horas. No horário permitido com lotação máxima de 30% da capacidade.

Comercialização de Bebidas Alcoólicas:

Será proibido em qualquer modo, inclusive delivery, a venda de quaisquer bebidas alcoólicas das 18 até às 07 horas do dia seguinte.

Instituições Religiosas:

Funcionamento com lotação máxima de 30% da sua capacidade. Deverão promover a marcação dos assentos e locais proibidos no recinto para manter o distanciamento.

Carro Som ou outro equipamento que promova ruídos:

Serão proibidos das 18 às 07 horas do dia seguinte. O descumprimento importará em apreensão provisória do bem móvel com recolhimento ao pátio da Prefeitura por 15 dias, além da aplicação de multa e procedimentos penais cabíveis de acordo com a lei penal.

Para as atividades abaixo serão com funcionamento de lotação máxima de 50% da capacidade:

a. Academias, quadras esportivas, ginásios e campo de futebol;

b. Escritórios em geral (contabilidade, advogado, e outros).

c. Demais locais que necessitam de atendimento ao público, como bancos, comércios, salão de beleza, barbearias, laboratórios, consultórios e outros.

Máscara e Higienização:

Todos os locais públicos e privados serão obrigados a exigir a utilização de máscaras dos seus funcionários e clientes, bem como fornecer o álcool em gel nas entradas para a higienização das mãos de forma contínua.

Situação crítica

Divinópolis está na região Nordeste Goiano I que abrange ainda os municípios de Campos Belos, Cavalcante, Monte Alegre de Goiás e Teresina de Goiás, está em situação crítica.

No último boletim divulgado no sábado (20), o município tinha 03 casos ativos, 06 suspeitos e 04 óbitos.

Clique aqui e veja os cenários de cada situação; de alerta, crítica e calamidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário