terça-feira, 23 de fevereiro de 2021

Governador do DF ameaça fechar divisa com Goiás. Caiado rebate: “Evidencia o desrespeito à vida"


O governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB), ameaçou, nesta terça-feira (23), fechar a divisa do DF aos goianos. Segundo o chefe do executivo, muitos pacientes com Covid-19, sem acesso à rede pública de saúde em Goiás, recorrem a hospitais do Distrito Federal.

Ibaneis afirmou que 25% das internações em unidades de terapia intensiva (UTIs) do DF são de pacientes do Entorno, vindos principalmente das cidades de Goiás, e pediu que o governador, Ronaldo Caiado (DEM), assuma o tratamento dos pacientes no Estado.

“O Governo de Goiás está negligenciando seus pacientes. Sem leitos e hospitais, transfere a obrigação de cuidar de sua população a nós, do DF. Não me furto a essa missão, mas está chegando a um ponto em que a gente precisa chamar a atenção do governador”, reiterou Ibaneis.

Em nota, Ronaldo Caiado repudiou a fala do governador: “Diante de um momento tão delicado vivido por todos nós, onde a maioria dos governadores se dão as mãos para ajudar os que mais necessitam, causa repúdio e nojo ler uma declaração estapafúrdia do governador do DF, Ibaneis Rocha, de que vai fechar as fronteiras do DF com Goiás. Evidencia a sua falta de empatia e respeito pela vida”.

Para Ibaneis, Caiado precisa reabrir leitos de UTI e criar mais um hospital de campanha para tratamento de pacientes com Covid-19. O governador de Goiás rebateu dizendo que criou leitos em 12 macrorregiões, entre elas Luziânia e Formosa. “Sei que a declaração do governador Ibaneis não condiz com o pensamento de quem mora em Brasília. Essa declaração é de uma pequenez que rima com o seu próprio nome”, reforçou.

Caiado disse ainda que nunca fez contas de quantas pessoas já atendeu em Goiás, nem o seu local de origem. O Estado, tem, até o momento, 384.773 casos confirmados de Covid-19 e 8.360 óbitos provocados pela doença.

Fonte: O Popular

Nenhum comentário:

Postar um comentário