Vacinação

Conceito Fase 1

segunda-feira, 22 de fevereiro de 2021

Ibraceds faz a ponte entre trabalhadores qualificados e mercado da panificação



Oportunidade de inserção no mundo do trabalho surgiu após articulação do presidente do Instituto, Raymundo Barros, com sindicatos do setor, durante ação do Governo de Goiás com o programa Mais Empregos, no Condomínio Nelson Mandela, no Conjunto Vera Cruz, em Goiânia. Cotec Móvel gerenciado pelo Ibraceds participou da ação, capacitando 62 pessoas em diversas áreas

“Todos os trabalhadores participantes dos cursos de panificação e confeitaria oferecidos pelo Cotec Móvel no Condomínio Nelson Mandela, nessas duas semanas, vão poder ingressar no mercado da panificação, se isso for do seu interesse”. A afirmação é do presidente do Instituto Brasileiro de Cultura, Educação, Desporto e Saúde (Ibraceds), Raymundo Barros, que esteve, nesta sexta-feira (12/02), na cerimônia de encerramento do programa Mais Empregos, realizado pela Secretaria de Estado da Retomada e parceiros naquele residencial.

Segundo Raymundo Barros, o processo de qualificação no Nelson Mandela não poderia terminar da melhor forma. “Conversamos com o presidente do Sindicato das Indústrias de Panificação do Estado de Goiás (Sindipão), Marcos André Rodrigues de Siqueira, que nos falou da grande demanda que há no setor e do seu interesse em contribuir para a inserção dos trabalhadores no mercado, e, assim, essas pessoas deverão ser encaminhadas em breve aos postos de trabalho”, destacou. Ele encerrou os trabalhos do Cotec Móvel no residencial parabenizando a conquista dos 62 formados nos cursos oferecidos pelo Governo de Goiás, por meio do Ibraceds.

A unidade de ensino móvel do Governo de Goiás permaneceu no Nelson Mandela do dia 30 de janeiro ao dia 12 de fevereiro, com os cursos: Transformando Ideias em Negócios (12); Excelência no Atendimento com foco no cliente (10); Criatividade e Inovação na Panificação (22 pessoas); e Técnicas para uma Confeitagem Inovadora (18 pessoas). Das 62 pessoas que receberam o certificado de qualificação, mais da metade saiu do curso com oportunidade garantida de trabalho.

“Concluímos assim de forma excelente essa jornada no Nelson Mandela, abrindo grandes possibilidades para os moradores do residencial, que vão poder trabalhar ou empreender, melhorando a renda da família”, disse o presidente do Ibraceds. Conforme observou, o Cotec Móvel tem sido uma importante ferramenta de inclusão no meio rural, e agora, essa experiência no Nelson Mandela mostra sua eficiência também na área urbana. “Nossa missão é junto ao governo estadual levar capacitação e deixar o trabalhador pronto para se empregar ou empreender, e o resultado obtido aqui só reafirma o compromisso do Ibraceds com o desenvolvimento do Estado, fortalecendo a trabalho do Governo de Goiás na retomada do crescimento, com a geração de mais emprego e renda”, afirmou.

De acordo com Rafael Sôffa, gerente de Desenvolvimento de Áreas Vulneráveis, da Secretaria da Retomada, os alunos dos cursos de panificação estão sendo cadastrados no Sistema Sine, que também está cadastrando as panificadoras com oferta de vagas. Eles deverão ser encaminhados para as padarias que apresentaram vagas nos próximos dias.

O presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Indústrias de Panificação de Goiânia, André Barbosa, também participou da cerimônia de encerramento dos cursos do programa Mais Empregos no Nelson Mandela, no Vera Cruz.

Casamento perfeito

Para o presidente do Sindipão, Marcos André Rodrigues de Siqueira, a intermediação feita pelo Ibraceds entre os trabalhadores qualificados por meio do programa do Governo de Goiás no Nelson Mandela com as entidades representantes do setor de panificação resultou no que se pode chamar de casamento perfeito. “Nós estamos precisando de mão de obra, e eles entram com a qualificação e o interesse pelas vagas que temos”, disse.

Marcos André explicou que o setor de panificação sofre com a falta de qualificação para o mercado, principalmente de padeiros e confeiteiros. “Acredito que essa capacitação feita aqui pode ajudar muito no ingresso dessas pessoas no mercado. Temos muitas padarias precisando, e mesmo que não tenham experiência, esse curso é um bom começo para que a pessoa entre numa padaria e possa aperfeiçoar o que aprendeu aqui”, acentuou.

De acordo, ainda, com Marcos André, como há demanda reprimida, seguramente, os que tiverem interesse em trabalhar em padarias em Goiânia vão ter chance de ingresso no setor. Em Goiânia, são mais de 1 mil padarias que empregam mais de 5 mil trabalhadores. “Há muita rotatividade, principalmente na área de atendimento direto ao público, mas há carência também de pessoal qualificado na produção”, explicou.

Mais Empregos

O programa Mais Empregos é desenvolvido pelo Governo de Goiás, por meio da Secretaria da Retomada, para promover a qualificação e a colocação do trabalhador no mercado de trabalho. Na ação realizada no Nelson Mandela, a secretaria contou com a parceria do Gabinete de Políticas sociais, da Agehab, da GoiásFomento, da OVG e do Sebrae, entre outras instituições.

O Mais Empregos cria conexões para que trabalhadores goianos ocupem vagas de emprego nas empresas em operação no Estado e também possam empreender. Além dos cursos oferecidos gratuitamente no Cotec Móvel gerenciado pelo Ibraceds, a ação no Nelson Mandela incluiu atendimento em consultoria na área financeira, administrativa e de planejamento, além de acesso a créditos, para quem quisesse empreender. Os técnicos permaneceram no local por duas semanas seguidas. O Condomínio possui 6.500 moradores.

O Ibraceds é a organização social (OS) responsável pela gestão dos Colégios Tecnológicos de Cristalina, Porangatu e Santo Antônio do Descoberto, além das unidades descentralizadas em mais de 20 municípios vizinhos. Sua missão é promover a qualificação em áreas potenciais nesses municípios, conforme a vocação local, contribuindo para o desenvolvimento econômico e fortalecendo as atividades produtivas e a regionalização.

Nenhum comentário:

Postar um comentário