segunda-feira, 8 de março de 2021

A agonia de pacientes do Nordeste Goiano que aguardam por vaga na UTI


Os pacientes diagnosticados com quadro grave da covid-19 de várias cidades do Nordeste Goiano, vivem o drama da espera por um leito de UTI.

O sistema de saúde do estado está praticamente em colapso após explosão de internações provocada pela cepa do novo coronavírus.

Hospitais do estado estão abarrotados de pacientes, na rede privada também não há vagas para leito de UTIs. Em situação desesperadora, parentes buscam a justiça ou até mesmo políticos e pessoas influentes para tentar conseguir vaga em UTI.

Na extensa fila por tratamento, há quase 200 pacientes em Goiás à espera de vaga em UTI, última alternativa dos médicos para salvar a vida de pessoas que travam uma severa luta contra os efeitos da doença.

Nos últimos dias acompanhamos de perto o drama de famílias da região na corrida por uma vaga de UTI para pacientes em estado grave.

Em Campos Belos, pacientes já morreram a espera de vaga na UTI de algum hospital de campanha do estado. Em Monte Alegre, na semana passada uma mulher morreu aguardando uma vaga.

Em São Domingos, uma família vive uma agonia, um casal de idosos contraiu a doença, os dois precisaram de UTI, um deles conseguiu no hospital de Itumbiara, mas acabou não resistindo e vindo a óbito, o outro ainda continua aguardando uma vaga.

Em Divinópolis, um paciente que contraiu o vírus, não conseguiu vaga na rede pública e, após mobilização conseguiu em um hospital particular.

Em Mambaí, neste final de semana uma mulher morreu quando estava sendo removida para o hospital de campanha. A vaga demorou sair.

Em Posse, Alvorada, Flores, Iaciara, Nova Roma e todos os outros municípios, a situação não é diferente, quem precisa de vaga, tem que esperar na extensa fila da regulação.

Essa agonia por vaga está em todo estado de Goiás e também por todo Brasil. Por trás de cada atendimento e internação, existem histórias de dor e sofrimento, além da angustia vivida especialmente por quem aguarda a recuperação de um ente querido ou amigo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário