quarta-feira, 24 de março de 2021

Ossada encontrada em fazenda é de idosa que sumiu durante passeio em Niquelândia-GO


Um laudo pericial do Instituto Médico Legal (IML) apontou que a ossada humana que foi encontrada na zona rural de Niquelândia, na região norte de Goiás, é de Romilda de Fátima Santana, de 72 anos, que desapareceu no dia 3 de janeiro deste ano, durante um passeio.

Conforme o delegado Rony Loureiro Barros, a perícia não encontrou vestígio de violência. Por isso, a polícia trabalha com a hipótese de que Romilda tenha morrido por inanição e desidratação.

Os familiares relataram aos policiais que a idosa, que morava em Goiânia e passava uns dias na fazenda de um irmão, tinha saído para passear com parentes em uma mata, quando decidiu voltar para casa sozinha, por um caminho desconhecido.

Uma força-tarefa para encontrar a idosa chegou a ser montada por equipes de policiais rodoviários federais, policiais civis e bombeiros, mas foi suspensa depois de 12 dias pela falta de pistas. A Polícia Civil informou que três dias após o sumiço da idosa, o cachorro que a acompanhava retornou para a casa da família.

A ossada só foi achada em 8 de março, após moradores informarem à polícia que havia ossos nas proximidades de um rio, a 2 km do local que a mulher tinha sido vista pela última vez.

Rony Loureiro Barros explicou que o IML realizou uma comparação entre os exames periciais e exames de tomografia que a idosa realizou por causa de uma cirurgia de aneurisma no crânio. As similaridades possibilitaram a identificação, já que o corpo estava em estágio de decomposição avançado. Além disso, foi feita uma análise odontológica, que confirmou o resultado.

A Polícia Civil vai encaminhar o inquérito ao Poder Judiciário e solicitar o arquivamento.

Fonte: G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário