quinta-feira, 15 de abril de 2021

Vice-governador destaca capacidade do governo estadual de realizar muitas obras em meio aos impactos da pandemia



No lançamento de 50 moradias em Paraúna, Lincoln Tejota aponta mudança na administração pública goiana: "serviços lançados, concluídos e entregues, deixando no passado falsas promessas e obras inacabadas", disse ele

Durante a assinatura da ordem de serviço de novo programa habitacional de Goiás, na manhã desta quinta-feira (15.04), o vice-governador Lincoln Tejota fez questão de enfatizar que todas as obras lançadas pelo Governo do Estado contam com recurso em caixa, para que sejam finalizadas e entregues à população. Paraúna foi a primeira cidade contemplada no novo programa habitacional do Governo de Goiás porque esteve à frente no processo de doação da área regularizada e urbanizada. As moradias já estão em construção e, em breve, serão sorteadas às famílias que realmente precisam do benefício.

“Escutamos sempre que a política precisa mudar. Eu sempre respondo que ela não é detentora de CPF ou CNPJ. O que tem que mudar são os políticos”, disse Tejota, ao pontuar que a gestão do governador Ronaldo Caiado cancelou o pensamento antigo de que serviço público é algo de baixa qualidade. “Estamos pegando o recurso e multiplicando ao máximo. Fazemos muito com pouco e com alta qualidade, para atender primeiramente os que mais necessitam da presença do Estado".

Ronaldo Caiado também reconheceu o trabalho de articulação com os municípios que tem sido desempenhado pelo vice-governador, o que contribui para que as entregas ocorram com celeridade.

“O prefeito de Paraúna (Paulinho da Luzitana) me falou sobre o quanto o vice-governador tem sido atuante em todas as etapas dos processos que viabilizam a chegada dos benefícios aos nossos municípios, orientando sobre documentações necessárias, buscando respostas nos órgãos públicos e abrindo caminhos para que as pessoas tenham acesso àquilo que lhes é de direito”, contou.

Entregas

O  mesmo aconteceu na Saúde, segundo o vice-governador. Em 2019, Goiás contava com apenas 259 leitos de UTI nas cidades de Goiânia, Anápolis e Aparecida de Goiânia e, agora, depois de um verdadeiro mutirão para a abertura de novas vagas, que reuniu as forças de vários poderes instituídos, pode ofertar 3.100 leitos, sendo mais mais de 800 leitos de UTI, em 21 municípios.

"Toda a arrecadação é revertida em benefício do povo, seja em Segurança, Educação, Saneamento e rodovias gerando e mantendo empregos", enfatizou ele, lembrando que no quesito habitação foi firmado compromisso de distribuir mais 4.500 unidades habitacionais entre todas as 246 cidades.

“Estamos, a olhos vistos, construindo um estado que cresce, gera emprego e deixa as politicagens no passado, porque, no momento mais doído para todos nós, o governador Ronaldo Caiado é o homem certo, no lugar certo e na hora certa”, observou. "Ele está enfrentado com ânimo, coragem e muita inteligência um momento crítico não só para Goiás, como no país e no mundo todo, mitigando os impactos da pandemia no nosso estado".

Segundo Caiado, o governo pode muito mas não pode tudo e que seu objetivo é continuar tendo a humildade de reconhecer que uma gestão só se faz quando todos os poderes se sentam à mesa para superar as dificuldades para que a governabilidade aconteça.

Testemunhas

Também marcaram presença no evento o prefeito de Paraúna, Paulinho da Luzitana; o vice Flávio Augusto; o presidente da Agência Goiana de Habitação (Agehab), Lucas Fernandes; a diretora Financeira da Agehab, Priscilla Tejota; o secretário da Indústria, Comércio e Serviços, José Vitti; o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Lissauer Vieira; o deputado Cairo Salim; além de prefeitos, vereadores e autoridades de região oeste de Goiás.

Fotos: Wildes Barbosa

Vice-Governadoria de Goiás

Nenhum comentário:

Postar um comentário