quinta-feira, 13 de maio de 2021

Deputado Paulo Trabalho diz que pretende disputar vaga no senado em 2022


O Deputado estadual Paulo Trabalho (PSL) foi o entrevistado nesta semana pelo jornal Hora Extra e falou de seus planos para 2022.

O deputado é da cidade de Posse, mas é natural de Santa Cataria, em 2018 foi eleito a deputado estadual com 16.957 votos, tem como base eleitoral no Nordeste goiano (Posse, São Domingos, Mambaí, Alvorada do Norte, Iaciara, Simolândia e Formosa).

A seguir, confira trechos da entrevista.

JHE: O Sr. está filiado ao PSL, mas percebe-se que está distante da sigla. Há conflitos com o presidente do partido, o delegado Waldir?

Não existem conflitos com o presidente do partido. Temos uma relação bastante respeitosa.

JHE: O senhor tem base forte no interior do norte goiano. O senhor tem conseguido benefícios para a região por meio do Governo do Estado?

Tenho uma base muito forte no interior de Goiás, norte e nordeste, e também tenho atuado bastante na capital. Tenho apresentado grandes projetos na Assembleia Legislativa que vêm ao encontro dos interesses de nossa sociedade e nossa população, aquela que me elegeu.

JHE: Qual o plano do senhor para 2022? Vai deixar o PSL?

Em 2022 eu pretendo disputar o Senado. E estou conversando com alguns partidos que têm o mesmo alinhamento e que defendem os mesmos princípios que eu defendo. E torço para que o presidente Bolsonaro esteja no partido em que eu ingressar para disputar uma vaga no Senado, porque eu tenho certeza que lá eu vou poder fazer um trabalho ainda melhor para a nação brasileira e pelo nosso povo.

JHE: O senhor está em contato direto com o Dep. Federal Major Vitor Hugo, o qual, segundo especulações, pretende disputar o Senado. Se isso realmente se concretizar, o senhor não irá apoiá-lo? 

Não temos conversado muito a respeito do direcionamento de qual seja a pretensão dele, mas eu estou trabalhando na minha pretensão e espero que tudo dê certo. Se por ventura ele vir a disputar essa vaga, não vejo dificuldade em apoiá-lo. Mas no momento estou aí construindo os apoios necessários para que eu possa disputar o Senado.

JHE: Sua relação com o governador Ronaldo Caiado é boa?

Minha relação com ele é respeitosa. Mas não tenho deixado de cobrar aquilo que eu vejo que está faltando para o nosso Estado. Aquilo que eu vejo que a população tem clamado em cada município, em cada canto de Goiás. Eu não tenho deixado de cobrar e nem me ausentado. Tenho feito esse papel, porém de maneira respeitosa, dentro do possível.

Fonte: jornal Hora Extra

Nenhum comentário:

Postar um comentário