terça-feira, 11 de maio de 2021

Goiânia e Aparecida de Goiânia suspendem aplicação de AstraZeneca em grávidas após recomendação da Anvisa


Goiânia e Aparecida de Goiânia suspenderam nesta terça-feira (11) o uso da vacina contra Covid-19 da AstraZeneca em mulheres grávidas. A medida foi adotada após a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) recomendar a interrupção da aplicação do imunizante nesse grupo. Na capital, gestantes foram pegas de surpresa com a situação quando chegavam para se vacinar.

A professora Jackelliny de Freitas Souza, de 36 anos, está grávida de 4 meses e foi ao Ciams Novo Horizonte. Ela chegou a passar pela triagem, mas foi informada que não poderia se vacinada.

“A pessoa que nos atendeu disse que tinha recebido uma mensagem da secretaria dizendo que estava suspensa a vacina AstraZeneca. Questionamos o real motivo, já que outras gestantes já vacinaram antes, mas não deram mais explicações”, disse.

A Secretaria Municipal de Saúde de Goiânia informou que, “apesar de ainda não ter recebido nenhum comunicado oficial da Anvisa, já recomendou às equipes quanto à suspensão da aplicação da vacina AstraZeneca em gestantes”. O órgão orientou as gestantes a agendarem o atendimento em uma das 12 unidades de saúde nas quais há a aplicação de doses da Pfizer, imunizante reservado pela capital para pessoas com comorbidades (veja abaixo a lista de locais).

A recomendação vale para todas as gestantes, independente de ter ou não comorbidade. A secretaria informou que segue a vacinação para puérperas, pois ainda não foi emitida orientação quanto à vacinação desse grupo.

A Secretaria de Saúde de Aparecida de Goiânia disse que aplicou a vacina da AstraZeneca em gestantes e puérperas com comorbidades entre 5 e 10 de maio. Porém, diante da recomendação do Ministério da Saúde, vai aguardar a chegada de nova remessa de vacinas de outros laboratórios com permissão de aplicação em gestantes para retomar a vacinação. A vacinação para puérperas também está suspensa com o imunizante da AstraZeneca.

Suspensão

O texto da nota emitida pela agência reguladora diz que a orientação é que "seja seguida pelo Programa Nacional de Imunização (PNI) a indicação da bula da vacina AstraZeneca e que a orientação é resultado do monitoramento de eventos adversos feito de forma constante sobre as vacinas Covid em uso no país".

A Anvisa, no entanto, não relatou nenhum evento adverso ocorrido em grávidas no Brasil.

O texto diz ainda que "o uso de vacinas em situações não previstas na bula só deve ser feito mediante avaliação individual por um profissional de saúde que considere os riscos e benefícios para a paciente". A bula atual da vacina contra Covid da AstraZeneca, porém, não recomenda o uso da vacina sem orientação médica.

Locais de vacinação com doses da Pfizer em Goiânia

Upa Novo Mundo - Av. New York, 667-569 - Jardim Novo Mundo

Upa Chácara do Governador - Av Padre Monte, s/n Lotes 12, Rua L-13 – Setor Chácara do Governador

CSF Residencial Itaipu - Rua RI 9, 08 - Qd 107 - Residencial Itaipú

Ciams Novo Horizonte - Rua, Av. Eng. José Martins Filho, s/n - Vila Novo Horizonte

CSF Boa Vista - Av. dos Ipês, s/n - Boa Vista

CSF Novo Planalto - Rua Vm3c Qd 91 Lt 11 - Setor Novo Planalto

CSF Jd Guanabara I - R. Porto Alegre, 44 - Jardim Guanabara

CSF São Francisco: Tv. Buenos Aires, Lt 01 - S/n - São Francisco

CSF Vera Cruz II: Av. Leopoldo de Bulhões, s/n - Conjunto Vera Cruz

UPA Jd América: Praça C-201, 2-82 - Jardim América

CSF Leste Universitário: Rua 218 - Setor Leste Universitário

CS Cidade Jardim: Praça Abel Coimbra, 350 - Cidade Jardim

Fonte: G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário