segunda-feira, 31 de maio de 2021

Seis prefeitos concorrem à presidência da Associação Goiana dos Municípios


Seis prefeitos colocaram seus nomes na disputa pela presidência da Associação Goiana dos Municípios (AGM). No entanto, a tendência é de que, até o dia da formalização das inscrições, marcado para 19 de junho, as chapas se afunilem. O governador Ronaldo Caiado (DEM) deve manifestar apoio à chapa com maior congregação de prefeitos.

Por enquanto, a lista de prefeitos dispostos à disputa conta com Wilson Tavares, de Gameleira de Goiás; Carlos Alberto, o Carlão da Fox, de Goianira; e Cleiton Melo, de Itauçu. Esses três primeiros filiados ao Democratas, partido de Caiado. Além disso, Zé Diniz (PP), de Abadiânia; Siron Queiroz (Solidariedade), de Turvelândia; e Débora Domingues (PL), de São João D’Aliança também se prontificam.

Como o governador anunciou que apoiará quem congregar mais prefeitos, a tendência é de afunilamento das candidaturas. A intenção é de que haja formação de uma chapa única, sem disputa de fato durante a eleição marcada para 29 de junho. Por isso a “pré-campanha” é de suma importância.

O prefeito de Gameleira, Wilson Tavares, diz que conta com pelo menos 100 moções de apoio de prefeitos. Por ser do DEM e ter liderado a derrubada da atual diretoria e convocação de nova eleição. “Estamos no momento de diálogo e convergência. A esperança é que não haja disputa. Já tenho número suficiente para registrar a chapa, mas ainda vamos tentar dialogar com os outros candidatos”, diz.

O prefeito de Goianira, Carlão, também diz que o trabalho a ser feito é de busca por chapa única. Ele afirma que irá tentar até o 18 de junho, um dia antes do prazo final para registro das chapas, para buscar estabelecer seu nome. Até lá, segundo ele, seu nome estará no jogo para “ver quem soma mais”.

Entenda

Prefeitos eleitos no ano passado contestavam a permanência de Paulinho à frente da AGM, após prorrogação do mandato, ainda em 2020, por mais um ano. Assim, 147 prefeitos formaram comissão provisória formada por Wilson Tavares, Argemiro Rodrigues (DEM), de Caiapônia, e Carlão da Fox, que saiu do PSDB para o DEM, de Goianira, para posterior eleição.

Fonte: Mais Goiás

Nenhum comentário:

Postar um comentário