domingo, 6 de junho de 2021

Aos 91 anos, morre o cardiologista Anis Rassi


Aos 91 anos de idade morreu, na madrugada deste domingo (6), o médico cardiologista Anis Rassi. O médico estava em casa e faleceu após sofrer uma parada cardiorrespiratória. O velório está marcado para às 10 horas no Cemitério Jardim das Palmeiras, no Setor Crimeia Oeste, em Goiânia. O enterro deve ocorrer às 15 horas no Cemitério Santana, em Campinas.

Anis Rassi nasceu em Vianópolis, no Sul de Goiás e estudou na Faculdade Nacional de Medicina da Universidade do Brasil, no Rio de Janeiro, entre 1948 e 1953. A carreira médica, entretanto, foi em Goiânia onde fundou inclusive o hospital que leva seu nome. Ele deixa cinco filhos.

Em nota, a Associação dos Hospitais Privados de Alta Complexidade do Estado de Goiás (Ahpaceg), do qual o Hospital Anis Rassi fazia parte, prestou solidariedade à família. “Neste momento de dor pela perda do querido e respeitado Dr. Anis Rassi, uma referência internacional na medicina, a Ahpaceg se solidariza com a família Rassi, a classe médica e a sociedade goiana. Que os exemplos deixados permaneçam sempre vivos em nós e que Deus console o coração de toda a família e dos amigos”, diz o documento.

O Conselho Regional de Medicina de Goiás (Cremego), o Sindicato dos Laboratórios de Analises e Banco de Sangue Estadual (SINDILABS-GO) também emitiram notas lamentando a morte do cardiologista e se solidarizando com as famílias. 

O governador do Estado, Ronaldo Caiado (DEM) e a primeira-dama Gracinha Caiado também se manifestaram ressaltando a importância do Hospital Anis Rassi, fundado em 2003 e referência no Estado na área de cardiologia. “Detentor do registro no Conselho Regional de Medicina do Estado de Goiás de número 16, doutor Anis Rassi sempre foi exemplo de dedicação e excelência no atendimento médico. Irmão de outros pioneiros da medicina em Goiás, Anis Rassi era um apaixonado pela profissão e inspirou muitos outros a seguirem essa importante missão. Seu legado jamais será esquecido”, diz a nota.

Nenhum comentário:

Postar um comentário