sexta-feira, 2 de julho de 2021

Dois programas do Governo de Goiás são destaque em estudo da OCDE que avalia políticas educacionais adotadas durante pandemia


Relatório Education Policy Outlook, produzido pela Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico, instituição intergovernamental com 38 países membros, aponta distribuição dos kits de alimentação como iniciativa que ajuda a reduzir evasão escolar em 80%.  Também destaca destinação de smartphones, com acesso à internet, aos estudantes que tinham dificuldades de acompanhar aulas de forma remota em face da pandemia da Covid-19. “Me deixa muito orgulhoso saber que Goiás foi citado especificamente nesse estudo”, diz governador Ronaldo Caiado

O relatório Education Policy Outlook, produzido pela Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), aponta duas iniciativas do Governo de Goiás como exemplos positivos de políticas educacionais adotadas durante a pandemia de Covid-19. O programa de distribuição dos kits de alimentação foi indicado como uma ação que ajuda a reduzir a evasão escolar em 80%. Os alimentos foram entregues, a todos os alunos da rede estadual, mediante a comprovação de assiduidade às aulas remotas e conclusão de tarefas.

Outra iniciativa avaliada como positiva pela OCDE foi a distribuição de smartphones, com acesso à internet, aos estudantes que tinham dificuldades de acompanhar as aulas de forma remota. As duas ações foram realizadas por determinação do governador Ronaldo Caiado, em face do regime de aulas não presenciais criado por causa da pandemia de Covid-19.

O governador Ronaldo Caiado anunciou o resultado durante reunião com prefeitos da região do Entorno do Distrito Federal, realizada nesta quinta-feira (1º/07), no Palácio das Esmeraldas. “Me deixa muito orgulhoso saber que o Estado de Goiás foi citado especificamente nesse estudo, mostrando que nós tivemos preocupação com a segurança alimentar e com o acesso à educação”, comemorou.

Segurança Alimentar

Desde o início da pandemia de Covid-19, o Governo de Goiás busca alternativas para garantir a segurança alimentar e nutricional dos estudantes da rede pública estadual.

A distribuição dos kits de alimentação passou a substituir, a partir de agosto de 2020, o Auxílio Alimentação, que só era destinado aos estudantes em situação de vulnerabilidade social cadastrados em programas sociais como o Bolsa Família. A mudança permitiu que todos os 530 mil alunos da rede estadual de ensino fossem contemplados.

No segundo semestre de 2020, foram destinados R$ 82 milhões para a compra de kits alimentação a todos os estudantes. Os kits foram compostos por gêneros alimentícios básicos não perecíveis, e itens da agricultura familiar, como verduras, frutas e legumes. Essa ação continuou nos primeiros três meses letivos de 2021, com investimentos de mais R$ 45 milhões.

Agora, o benefício que busca garantir a segurança alimentar chega por meio do Cartão Alimentação, com valor de R$ 30 por aluno, já garantido para os meses de maio, junho e julho.

Acesso à internet

No mês de setembro de 2020, o governador Ronaldo Caiado realizou a entrega de 1.136 smartphones para a Secretaria de Estado da Educação (Seduc). O objetivo foi atender a alunos da rede que não tinham acesso à internet.

A iniciativa foi possível graças à parceria estabelecida com a Secretaria Especial da Receita Federal em Goiás, por intermédio da Secretaria de Estado de Indústria, Comércio e Serviços (SIC), e a empresa Vector Mobile, que forneceu o acesso à internet.

Também foi lançado o Programa de Recondicionamento de Equipamentos Eletroeletrônicos (Sukatech), que buscou a recuperação de computadores e outros aparelhos para doá-los a escolas e organizações da sociedade civil.

OCDE

A Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico é uma instituição intergovernamental com 38 países membros, fundada em 1961 com o objetivo de estimular o progresso e o comércio mundial. Ela trabalha em estreita colaboração com países da América Latina e Caribe (LAC) para facilitar o diálogo sobre políticas e disseminação de boas práticas em áreas como investimento, educação, inclusão, concorrência, boa governança, anticorrupção e política fiscal.

Secretaria de Comunicação – Governo de Goiás

Nenhum comentário:

Postar um comentário