quinta-feira, 15 de julho de 2021

'Foi maravilhoso chegar de viatura', diz noiva que pegou 'carona' com policiais após carro quebrar na BR-020 a caminho de casamento



Na tarde de quarta-feira (14), a técnica de enfermagem Maria de Fátima de Lima, de 31 anos, realizou o sonho de uma vida: casar. Mas a chegada ao altar foi recheada de momentos de desespero. A caminho da cerimônia, o carro que levava a noiva quebrou, na BR-020, em Planaltina, no Distrito Federal.

O socorro veio por meio de agentes da Polícia Rodoviária Federal (PRF), que passavam pelo local e decidiram ajudar a noiva. Maria de Fátima afirma que, apesar do susto, os acontecimentos deram um toque singular ao casamento.

"Liguei para o meu noivo, que ia voltar para me buscar. Nesse momento, os policiais pararam e decidiram me ajudar. Para mim, foi maravilhoso chegar de viatura ao cartório. Um momento único."

'No prego'

Moradora de Formosa (GO), no Entorno do Distrito Federal, Maria de Fátima estava a caminho do cartório do Colorado, em Sobradinho, para formalizar a união com o churrasqueiro Francisco Josefeh Lima, de 27 anos.

Ela afirma que estava com os três irmãos dentro do veículo, que "apresentou pane", cerca de 30 minutos antes do horário da cerimônia, marcada para as 15h. Com o socorro dos policiais, a noiva conta que conseguiu chegar faltando apenas 5 minutos para o horário.

"Se não tivesse conseguido essa ajuda, não teria dado tempo. Agradeço a Deus e à PRF", brinca.

Para os policiais que ajudaram Fátima, a situação também foi incomum. O agente Walckenaer Lucas afirma que a equipe fazia rondas entre Planaltina e Formosa, e percebeu o carro parado no acostamento.

"Quando olhamos dentro do veículo, tivemos uma imagem inusitada: estava a noiva, a madrinha e os padrinhos. Nesse momento, a equipe não pensou duas vezes. A noiva estava desesperada e [nos] deslocamos para que ela pudesse realizar seu sonho", afirma.

'Deu tudo certo'

Após os momentos de agonia, o casamento entre Fátima e Francisco foi concretizado. Depois da união no cartório, o casal e os padrinhos seguiram para a cerimônia religiosa.

Fátima conta que conheceu o marido há 1 ano e 2 meses. Ele já tinha trabalhado com um irmão dela, mas, à época, os dois não mantiveram contato.

"Um dia, estava no trabalho e entrei em uma rede social. Nesse momento, vi uma solicitação de amizade dele. Aceitei, e a gente começou a trocar mensagens", detalha.

A técnica de enfermagem diz ainda que, por conta da pandemia de Covid-19, recusou vários convites do pretendente para se conhecerem pessoalmente. "Ele me chamou algumas vezes para sair, até que aceitei", lembra.

Fátima também diz que está pronta para viver a nova fase, casada. "Moro com sete irmãos e, agora, aluguei uma casa com meu esposo. Vou ficar com saudade deles [dos irmãos], mas estou animada com essa nova etapa", disse.

Fonte: G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário