sexta-feira, 23 de julho de 2021

Operação cumpre mais de 30 mandados em Cocalzinho, Águas Lindas de Goiás e no DF


Operação articulada com as Polícias Civil, Militar, Federal e Rodoviária Federal (PRF) cumpre 37 mandados de busca e apreensão na manhã desta sexta-feira (23) em Águas Lindas de Goiás e Girassol, distrito de Cocalzinho, e no Distrito Federal. Até 7h20, quatro presos chegaram à delegacia de Águas Lindas.

Segundo o delegado Rilmo Braga, chefe operacional da operação, parte dos mandados de busca e apreensão pode estar relacionado a pessoas suspeitas de ajudar na fuga de Lázaro Barbosa. A polícia enviou 10 viaturas para cumprir as apreensões na região por onde ele passou.

O fugitivo morreu em 28 de junho após troca de tiros com policiais militares em Águas Lindas, após fugir por 20 dias. Ele era suspeito de matar uma família no Distrito Federal e de cometer mais de 30 crimes, segundo a Secretaria de Segurança Pública de Goiás (SSP-GO).

A SSP -GO vai divulgar o balanço da operação durante esta sexta-feira.

As forças de segurança pública de Goiás e do DF colocaram cerca de 500 policiais nesta operação, que foi chamada de Anhanguera. Segundo Rilmo Braga, os mandados são relativos a crimes violentos.

O objetivo da operação é levar mais segurança às cidades que compõem o Entorno do DF, de acordo com a SSP. A polícia notou também que crimes violentos são mais cometidos às sextas-feiras, sábados e domingos.

A Operação Anhanguera é a primeira de várias ações que serão desencadeadas na região, de acordo com a SSP-GO. As estratégias de segurança para combate a crimes violentos no entorno acontecem desde 2020 entre os governos de Goiás e do Distrito Federal.

Nenhum comentário:

Postar um comentário