terça-feira, 13 de julho de 2021

Operação Fênix: Genarc Niquelândia-GO cumpre mandado de buscas e apreende armas, drogas e dinheiro comercializados em hotel; três foram presos


A Polícia Civil do Estado de Goiás, por meio do Grupo Especial de Repressão a Narcóticos (Genarc) de Niquelândia, com apoio da Delegacia de Polícia da cidade, deflagrou na segunda-feira (12), a Operação Fênix.

A operação visou o combate ao tráfico de drogas e posse ilegal de armas de fogo na cidade e região. Foi cumprido um mandado de busca e apreensão em um Hotel localizado na região central de Niquelândia.

As investigações apontavam que um indivíduo bastante conhecido no meio policial e utilizando tornozeleira eletrônica, com auxílio de outros dois, um deles seu filho, estavam comercializando uma grande quantidade de entorpecentes. Eles abasteciam pontos de venda de drogas e também comercializavam drogas no varejo para usuários locais. Para tanto, os suspeitos locaram vários quartos do hotel, onde era guardada a droga visando despistar e dificultar a atuação policial.

Diante dessas informações e após vários levantamentos investigatórios, verificados os indícios da prática criminosa, a autoridade policial representou ao Poder Judiciário pela busca e apreensão no local, a qual foi deferida com parecer favorável do Ministério Público.

Durante o cumprimento do mandado de busca, foram apreendidos quase 300 papelotes de cocaína pura, mais de 40 porções de crack, várias unidades de “bala” (droga sintética) prontas para comercialização, além de uma grande quantidade de maconha, cocaína e crack em porções grandes ainda não fracionadas.

Também foram apreendidos duas armas de fogo, sendo um revólver calibre 38, uma carabina calibre .44 e diversas munições para ambas as armas, além de um veículo automotor, mais de R$ 6 mil em espécie e outros objetos de interesse da investigação.

Os três suspeitos foram autuados pela prática dos crimes de tráfico de drogas, associação para o tráfico e posse ilegal de arma de fogo. As investigações continuam e novas prisões podem acontecer a qualquer momento.

Nenhum comentário:

Postar um comentário