sábado, 11 de setembro de 2021

Covid-19: pela primeira vez, Goiás não tem regiões em calamidade


Pela primeira vez, Goiás não apresenta nenhuma região em situação de calamidade por causa da pandemia. O mapa de risco, divulgado pela Secretaria de Saúde de Goiás nesta sexta-feira (10/09), mostra que a cor vermelha, que apareceu em 29 edições, deu lugar a cor amarela, índice mais brando do levantamento e que predomina no mapa.

O mapa de risco começou a ser feito em fevereiro deste ano e divide o Estado em 18 Regiões de Saúde. No novo mapa, são 16 regiões em situação de alerta (amarelo) e duas em situação crítica (laranja). Mesmo com a redução nos seis índices analisados pelo levantamento, a pandemia continua fazendo vítimas no Estado. Nas últimas 24 horas, Goiás registrou 2.539 novos casos de Covid-19. Agora, são 833.362 registros de contaminados desde o início da pandemia.

Goiânia, que está na região central, está no menor índice do levantamento, o que corroborou para que novos decretos sobre público em estádios e flexibilização do setor hoteleiro fossem publicados. Apesar disso, Goiânia registrou 22 mortes e 60 casos de Covid-19 nas últimas 24 horas, de acordo com o informe epidemiológico divulgado hoje pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS).

Confira a situação da sua cidade:

Situação de alerta:

Norte: Bonopolis, Campinacu, Estrela do Norte, Formoso, Minacu, Montividiu do Norte, Mundo Novo, Mutunopolis, Novo Planalto, Porangatu, Santa Tereza de Goiás, São Miguel do Araguaia, Trombas.

Nordeste I:  Campos Belos, Cavalcante, Divinópolis de Goiás, Monte Alegre de Goiás e Teresina de Goiás.

Nordeste II: Alvorada do Norte, Buritinópolis, Damianópolis, Guarani de Goiás, Iaciara, Mambaí, Nova Roma, Posse, São Domingos, Simolândia e Sítio D’Abadia.

Serra da Mesa: Alto Horizonte, Amaralina, Campinorte, Colinas do Sul, Hidrolina, Mara Rosa, Niquelândia, Nova Iguaçu de Goiás, Uruaçu.

São Patrício II: Barro Alto, Goianésia, Itaguaru, Jaraguá, Mimoso de Goiás, Padre Bernardo, Santa Rita do Novo Destino e Vila Propício.

Central: Abadia de Goiás, Anicuns, Araçu, Avelinópolis, Brazabrantes, Campestre de Goiás, Caturaí, Damolândia, Goiânia, Goianira, Guapo, Inhumas, Itaguari, Itauçu, Jesúpolis, Nazário, Nerópolis, Nova Veneza, Ouro Verde de Goiás, Petrolina de Goiás, Santa Bárbara de Goiás, Santa Rosa de Goiás, Santo Antônio de Goiás, São Francisco de Goiás, Taquaral de Goiás e Trindade.

Sudoeste II: Aporé, Caiapônia, Chapadão do Céu, Doverlândia, Jataí, Mineiros, Perolândia, Portelândia, Serranópolis e Santa Rita do Araguaia.

Situação crítica:

Entorno Sul: Águas Lindas de Goiás, Cidade Ocidental, Cristalina, Luziânia, Novo Gama, Santo Antônio do Descoberto e Valparaíso de Goiás.

Rio Vermelho: Americano do Brasil, Araguapaz, Aruanã, Britânia, Faina, Goiás, Guaraita, Heitoraí, Itaberaí, Itapirapuã, Itapuranga, Jussara, Matrinchã, Mossâmedes, Mozarlândia, Nova Crixás, Santa Fé de Goiás.

Nenhum comentário:

Postar um comentário