quinta-feira, 9 de setembro de 2021

Goiás registra as menores taxas de umidade do ar no Brasil


Chega setembro e a sensação de tempo seco aumenta, significativamente, em Goiás. Cidades do estado, incluindo Goiânia, registraram nos últimos dias as menores taxas de umidade relativa do ar no Brasil, de acordo com dados do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet).

Os índices já chegaram a ficar abaixo de 12%, que é o limite utilizado para emissão de alerta vermelho e para a classificação de grande perigo. Nessas condições, aumenta a possibilidade de incêndios florestais e danos à saúde, o que requer certos cuidados por parte da população (confira abaixo).

Na terça-feira (7/9), das 20 cidades brasileiras com as menores taxas de umidade do ar, 11 eram goianas. Na liderança, apareceu Alto Paraíso de Goiás, com 8%, seguida por Caiapônia, Edeia, Goiânia, cidade de Goiás, Luziânia, Pires do Rio, Silvania e São Simão, com 11%.

Em Alto Paraíso, segundo a chefe do Inmet em Goiás e Tocantins, Elizabete Alves Ferreira, o sensor está com problema técnico, o que prejudica a confiabilidade do dado emitido. De toda forma, mesmo retirando o município do ranking, pontos goianos seguem na liderança.

Em relação a cidades de outros estados, aparecem na mesma situação Costa Rica e Três Lagoas, no Mato Grosso do Sul, Gama (DF) e Votuporanga (SP), também com registros recentes de umidade na casa dos 11%.

Nenhum comentário:

Postar um comentário