quarta-feira, 15 de setembro de 2021

População da Chapada dos Veadeiros critica construções previstas no Parque Águas do Paraíso


O Parque Estadual Águas do Paraíso, unidade de conservação na região das Cataratas do Rio dos Couros, em Alto Paraíso de Goiás, receberá uma série de construções por meio da iniciativa do Projeto Gênesis, lançado pelo Governo de Goiás no dia 10 deste mês.

Entre os investimentos do projeto estão a construção de um espaço de 800 m² para contemplação da natureza, Museu das Águas, Templo à Natureza, Museu do Amanhã e Domo Geodésico. A iniciativa da Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Semad) já está em desenvolvimento e abrange 20 municípios e 200 mil habitantes.

A unidade de conservação do Parque Águas do Paraíso é gerida de forma compartilhada pelo Governo de Goiás e pela Prefeitura de Alto Paraíso. Segundo o projeto de desenvolvimento do nordeste goiano, o objetivo é transformar a região por meio do turismo, inovação conhecimento e desenvolvimento sustentável. O Parque Estadual de Terra Ronca também receberá investimentos.

Contudo, o programa, que ainda está em fase inicial, já tem gerado críticas por parte da população. Nas redes sociais, algumas pessoas estão cobrando investimentos básicos como infraestrutura e saneamento básico. Outros criticam a grandiosidade das construções propostas pelo governo: “Pra que tudo isso! Estrutura de metal e vidro fechado, em meio a um cerrado maravilhoso. Imaginem o quanto de ar-condicionado, energia elétrica que esses negócios vão consumir. Além da desconexão com a paisagem ao redor e impacto que isso causará”, escreveu uma moradora da região. “Os recursos das compensações ambientais têm que ser usados para recuperar áreas degradadas, em infraestrutura pra evitar incêndios, em educação ambiental, em turismo ecológico, em necessidades reais! Nós moradores da Chapada não permitiremos”, escreveu outra moradora.

Na ocasião de lançamento do Projeto Gênesis, o prefeito de Alto Paraíso de Goiás, Marcus Rinco, comemorou a iniciativa, dizendo que ela “vai mudar a característica e melhorar a condição de vida de todos nós aqui da região Nordeste, especialmente da Chapada dos Veadeiros”. Inicialmente, os planos, projetos e programas estão orçados em R$ 3.907.291,50.

Fonte e texto: O Popular

Nenhum comentário:

Postar um comentário