quarta-feira, 1 de setembro de 2021

Vacinação contra Covid-19 tem resultados expressivos entre população quilombola


Moradores das comunidades quilombolas de todo o estado estão dando um exemplo de cidadania, disposição e responsabilidade no processo de vacinação contra a Covid-19. Dados da Secretaria de Estado da Saúde de Goiás (SES-GO), monitorados pela Subcoordenação de Atenção à Saúde da População Negra (SASPNEGRA) da Superintendência de Saúde Mental e Populações Específicas, revelam que 81% deste contingente populacional recebeu a primeira dose (D1) contra a doença e que 71,4% já tomou a segunda dose (D2).

Em todo estado já foram aplicadas 35.187 doses da vacina contra a Covid-19 nas Comunidades Quilombolas, sendo que destas, 18.312 referem-se à primeira dose e 16.875, à segunda dose. Os níveis são considerados bastante expressivos por profissionais e gestores da área da saúde, tendo em vista que são superiores às taxas relativas à imunização da população brasileira e da população goiana em geral.

Os índices foram apresentados em um evento virtual realizado na manhã do dia 26 de julho, do qual participaram integrantes da SASPNEGRA e das 18 Regionais de Saúde da SES-GO. De acordo com levantamentos da SES-GO, 56,04% da população goiana foi imunizada com a primeira dose e 24,07%, com a segunda dose ou dose única.

A subcoordenadora de Atenção à Saúde da População Negra, Fabíola Rosa Santos, acentua que esses patamares de imunização contra a Covid-19 nos quilombolas podem ser ainda mais altos, tendo em vista que muitas pessoas das comunidades foram vacinadas e os registros feitos como de outros grupos, entre os quais, os idosos e portadores de comorbidades. Além disso, pontua a subcoordenadora, a aplicação da segunda dose ainda está em execução.

Censo

Os bons resultados da vacinação nas comunidades quilombolas são decorrentes de um amplo trabalho, desenvolvido desde o início da pandemia, em março de 2020. Àquela época, a então Coordenação de Promoção da Equidade em Saúde deflagrou um processo de monitoramento e acompanhamento contínuo da população quilombola em todo o Estado. Foram feitas notas de orientação técnica, reuniões de acompanhamento, formação e orientação diretamente com as lideranças quilombolas de todo o estado, juntamente com as Regionais de Saúde e Gestões Municipais.

A partir de dezembro de 2020, foi realizado o censo com o apoio de representantes das Regionais de Saúde, gestores municipais e representantes das comunidades e lideranças das associações. Fabíola Santos informa a iniciativa foi fundamental para o repasse, pela SES-GO, da quantidade necessária de doses da vacina contra a Covid-19 a serem aplicadas nesta população específica.

Além da realização do censo, prevaleceu a disposição e boa vontade de cada um dos quilombolas em se vacinar. Fabíola Santos informa que grande parte dessas pessoas imunizaram-se nos postos de saúde e centros de vacinação. Nas comunidades longínquas, as equipes dirigiram-se com o imunizante até o local de moradia das famílias. A estratégia é considerada essencial, tendo em vista que a grande maioria dos componentes das comunidades não tem condição de percorrer grandes distâncias.

Fonte: SES-GO

Nenhum comentário:

Postar um comentário