segunda-feira, 18 de outubro de 2021

Ex-secretário de saúde de Formosa-GO é preso em operação que apura desvio de R$ 3,5 milhões em remédios


O Ministério Público do Estado de Goiás (MP-GO) realiza, na manhã desta segunda-feira (18) a Operação Moira que investiga a aquisição irregular de medicamentos e produtos odontológicos em Formosa, no Entorno do Distrito Federal, por parte da secretaria municipal de saúde da cidade.

Os crimes teriam ocorrido entre os anos de 2017 e 2019 e entre os presos estão o ex-secretário de Saúde, Tibério Fábio e o empresário Francisco Carlos Soares, proprietário da empresa Pró Saúde, distribuidora de medicamentos.

De acordo com o MP-GO, seis mandados de busca e apreensão, além dos dois de prisão preventiva, estão sendo cumpridos na cidade. Os alvos são duas empresas, uma distribuidora de medicamentos e outra prestadora de serviços de contabilidade além dos detidos e de uma ex-chefe do almoxarifado da secretaria de Saúde de Formosa. A investigação continua e outros envolvidos ainda podem ser identificados. A pena por variar entre 6 e 20 anos de prisão.

Como funcionava o esquema?

A Operação Moiras apontou que a empresa Pró Saúde emitia notas fiscais em nome do Fundo Municipal de Saúde que eram pagas em duplicidade pela secretaria com apoio do secretário e da então chefe do almoxarifado. A conciliação bancária e contábil enviada ao Tribunal de Contas do Município (TCM) via sistema eletrônico, ocultava as ilegalidades com apoio da empresa de contabilidade JBV, contratada sem licitação.

Fonte: O Popular

Nenhum comentário:

Postar um comentário