quarta-feira, 13 de outubro de 2021

Projeto Foco no Extra apresenta resultados do trabalho em Flores de Goiás


Após 100 dias de trabalho, o piloto do Projeto Foco no Extra, desenvolvido na Promotoria de Flores de Goiás, foi concluído, permitindo a criação de material de apoio às promotorias (disponível na intranet) e mais celeridade na atuação do Ministério Público de Goiás (MPGO).

Foram 190 autos analisados pela Assessoria Jurídica Especial (AJE) Extrajudicial, todos em tramitação há mais de quatro anos.

Grande parte foi arquivada por motivos variados, que vão desde a duplicidade de objeto até a ausência de provas ou irregularidades, afirma a coordenadora da AJE Extrajudicial, promotora de Justiça Keila Martins F. Von Zuben Durante.

“Nos debruçamos sobre os procedimentos, realizamos dezenas de reuniões e análises e pudemos, num trabalho conjunto, construir soluções para finalizar os autos extrajudiciais”, afirma Keila Martins.

Equipe desenvolveu atuação para auxiliar análise de casos

A coordenadora de Projetos Institucionais do MPGO, Sandra Mara Garbelini, destaca a criação de trilhas para auxiliar os promotores de Justiça nos casos envolvendo acórdãos do Tribunal de Contas dos Municípios e assuntos previdenciários.

As trilhas foram criadas pela Área de atuação do Patrimônio Público e Terceiro Setor do Centro de Apoio Operacional (CAO) do MPGO, sob coordenação da promotora de Justiça Fabiana Lemes Zamalloa do Prado, a partir da atuação e diagnóstico da equipe da AJE, em auxílio à Promotoria de Flores de Goiás.

Idealizadora do projeto, a subprocuradora-geral de Justiça para Assuntos Institucionais, Laura Maria Ferreira Bueno, parabenizou, durante reunião de apresentação de resultados, todos os envolvidos no projeto piloto.

Promotora titular em Flores de Goiás, Liana de Andrade Lima Schuler agradeceu a iniciativa e disse que, com o apoio do projeto Foco no Extra, pôde concentrar-se nos demais procedimentos, o que permitiu zerar a fila.

A próxima promotoria a receber o auxílio do projeto Foco no Extra será a de Santa Terezinha de Goiás.

Fonte e texto: MPGO

Nenhum comentário:

Postar um comentário