terça-feira, 16 de novembro de 2021

“Iris foi a grande escola que os goianos e o Brasil reconhecem”, diz Caiado durante missa de sétimo dia


O governador Ronaldo Caiado participou, nesta segunda-feira (15/11), da missa de sétimo dia em memória do ex-governador e ex-prefeito de Goiânia, Iris Rezende Machado, na Catedral Metropolitana da capital. “Ele foi a grande escola que os goianos e o Brasil reconhecem”, afirmou, durante coletiva de imprensa. “Continuaremos com a boa lembrança de um homem que promoveu o bem-estar das pessoas. Foi um líder que nunca fugiu do povo”, destacou. A celebração, presidida pelo arcebispo Dom Washington Cruz, reuniu familiares e amigos do emedebista.

Desde que o ex-prefeito de Goiânia sofreu um acidente vascular cerebral (AVC), no último mês de agosto, o governador esteve por diversas vezes no hospital, em Goiânia e em São Paulo. Diariamente, acompanhava a família de Iris Rezende e o estado de saúde do companheiro de vida pública. “A falta dele é significativa e imensurável”, declarou Caiado.

O governador disse, também, que nutria a esperança de que Iris Rezende se recuperaria a tempo de participar do mutirão em sua homenagem, organizado pelo Governo de Goiás, nos dias 20 e 21 de novembro, na Praça da Feira do Setor Morada do Sol, Região Noroeste de Goiânia. “Os goianos e o Brasil reconhecem o que ele representou para a política da transparência, do respeito aos poderes constituídos, ao cidadão e ao dinheiro público”, destacou Caiado.

O legado do ex-governador e ex-prefeito de Goiânia foi lembrado pelo arcebispo metropolitano de Goiânia, Dom Washington Cruz, durante a homilia da missa. “Iris foi preenchido pela esperança e pelo desejo de realização”, disse.

“Foram 87 anos vividos intensamente, com muito trabalho e profundo amor pelo Brasil”, disse Dom Washington. “É o filho desta pátria que não fugiu à luta. Por isso, o nome dele se escreve para sempre na história. Ele traduz a força identitária que assinala e torna conhecido o povo goiano”, destacou.

Cabo da enxada

No final da missa, emocionada e ao lado da mãe, Dona Iris, a filha do ex-prefeito de Goiânia, Ana Paula Rezende Machado Craveiro, subiu ao altar e fez uma homenagem ao pai. “Ele vai continuar no cabo das enxadas de cada mutirão”, ressaltou. Lembrou a trajetória do pai, agradeceu ao carinho das pessoas e disse que foi um “homem nutrido pela fé”. Também afirmou que Iris “lutou pela vida com a mesma coragem com que lutou pela democracia”.

O amigo, ex-secretário e companheiro de partido de Iris Rezende, Paulo Ortegal, também rendeu homenagens. Em entrevista, ele disse que a morte do emedebista deixa uma lacuna na política goiana.

Iris Rezende

Iris Rezende nasceu em Cristianópolis (GO), em 1933. Na década de 1940 mudou-se com a família para Goiânia. Formou-se em Direito e ingressou na política nos anos 1950. Ao longo de mais de seis décadas dedicado à vida pública, ocupou cargos de vereador, deputado estadual, prefeito, senador e governador. Também foi ministro da Agricultura no governo de José Sarney e da Justiça durante o de Fernando Henrique Cardoso.

Estiveram presentes também na celebração a ex-deputada federal e ex-senador, Iris Araújo; os filhos Cristiano Rezende e Adriana Rezende; o deputado federal Delegado Waldir; o presidente regional do MDB, Daniel Vilela; a advogada Anna Vitória Caiado, o vereador Anselmo Pereira, entre outras lideranças.

Fonte: Secretaria de Comunicação (Secom)

Nenhum comentário:

Postar um comentário